Ao navegar, você aceita que o Jus use cookies e parcerias para personalizar conteúdo e anúncios. Política de Privacidade

Símbolo do Jus.com.brJus.com.br

Responsabilidade Jurídica - Empresários e suas Obrigações Legais

A atenção as obrigações, deve ser assídua para evitar as consequências da irregularidade da atividade empresária.

No Brasil, os empresários legítimos e regulares, conforme prevê o art. 966, estão protegidos legalmente por um conjunto de normas previstas no Código Comercial e Código Civil (2002). Para que todos esses direitos possam ser assegurados, é importante que a pessoa jurídica cumpra, sem exceções, a cada uma de suas obrigações. Você empresário, sabe quais são?

Conforme o art. 967 do Código Civil, “É obrigatória a inscrição do empresário no Registro Público de Empresas Mercantis da respectiva sede, antes do início de sua atividade.” que significa o dever de arquivamento de seus atos constitutivos na Junta Comercial. É uma obrigação legal, escriturar os livros empresariais obrigatórios, a escrituração também é um instrumento imprescindível para o desenvolvimento da atividade empresarial. Já o dever de levantar, periodicamente, o balanço patrimonial e de resultado econômico da empresa, trata-se do levantamento das relações jurídicas ativas e passivas, que correspondem ao credor e ao devedor da empresa.

A atenção as obrigações, deve ser assídua para evitar as consequências da irregularidade da atividade empresária. O art. 973, por exemplo, diz que o empresário individual atuante em circunstâncias irregulares, sofrerá consequências em razão da responsabilidade individual, significa que a responsabilidade pela irregularidade poderá incidir diretamente sobre os bens pessoais do empresário.

Cada modalidade de empresa, dispõem de uma regularização distinta, embora muitos de seus deveres coincidam. Um exemplo disso, é que sociedade empresária deve realizar seu registro antes do início das atividades, já a sociedade simples, tem o prazo de 30 (trinta) dias para registrar-se a partir do início das atividades.

Consulte um advogado que se importe com a estabilidade legal de sua empresa. Que o mantenha assessorado e informado de todas as obrigações jurídicas, para que seu negócio esteja distante dos riscos e consequências da irregularidade. Desta forma, quando necessário, a justiça não tardará a seu favor.

 

Laís Almonacid Souza

Sobre o autor
Imagem do autor Moises Guedes Lima
Moises Guedes Lima

Advogado inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, na seccional de São Paulo, sob n.º 357.671, e na Seccional do Rio de Janeiro, sob nº 211.888-A. Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, é também bacharel em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Paraná, no ano de 2000; Pós-graduado pela Fundação Getúlio Vargas, Instituto Superior de Administração e Economia, Master Business Administrator in Project Management, com certificação PMP® (Project Management Professional), sob nº 1279995, desde Junho de 2009, pelo PMI® (Project Management Institute, Inc), com sede na Philadelphia, USA.

Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelos autores. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi

Publique seus artigos
Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!