Bom dia, realizei a venda de um imóvel que está no nome de minha mãe, ela assinou o contrato de venda. Porém a pessoa a qual vendemos está pagando em parcela conforme combinado, porém como a visão da minha mãe piorou de lá pra cá, passei a assinar os recibos confirmando o recebimento das parcelas por ela, na inocência assinei com a assinatura dela pensando que não tinha problema pois ela está cega e eu cuido dela, agora a pessoa qual vendi está me processando para fazer eu vender o resto do terreno à um preço menor. Há algo que eu possa fazer pra me defender desse processo ou é causa perdida?

Respostas

5

  • 0
    I

    ISS// Quinta, 30 de junho de 2022, 7h12min

    O unico "errado" é quem recebeu o recibo assinado por outrem, que intese nao teria validade... existe um ditado que diz"quem paga mal paga duas vezes" entao nao ha como ele exigir que seja feita venda por valor menor...ate pq vc nao é dono. O que vc pode fazer e pedir interdição de sua mae para vc poder gerir os interesses dela.

  • 0
    F

    fauve Quinta, 30 de junho de 2022, 7h52min

    Concordo com o ISS// mas note que ninguém assina o nome de outrem por ingenuidade. Menos mal se você tivesse aposto a sua assinatura mas pelo seu relato não foi o que aconteceu.

    E se o único problema da sua mãe é a visão basta uma procuração dela para você gerir os interesses dela. Por enquanto o recibo passado ao comprador não tem valor de forma que ele tem razão se te processar para você regularizar isso. Responda o processo, nada te obriga a ceder à chantagem.

  • 0
    H

    Hen_BH Quinta, 30 de junho de 2022, 9h48min

    Estou tentando entender como é que "Joana" assina "Maria" em um documento qualquer por ingenuidade...

    Se a mãe tem plenas as faculdades mentais, poderia até mesmo assinado os recibos em nome próprio com um "p.p" (por procuração), eis que esta pode se dar, nesse caso, até mesmo de modo verbal.

  • 0
    ?

    Desconhecido Quinta, 30 de junho de 2022, 9h50min

    O interesse é regularizar mesmo, só que não creio que esteja no interesse da pessoa tendo em vista que ela nem ao menos nos abordou para pedir a regularização e ela sabe da situação há anos.
    Se ela for em frente com esse processo, há a opção de combinar diante da justiça essa regularização sem acabar sendo punido?

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.