Olá a todos. Caros colegas, sou recém formado e acabei de pegar minha carterinha provisória da OAB/PA. Entretanto trabalho em uma empresa de refrigeração em Belém e tenho um salário regular.Minha dúvida é saber o que devo fazer - Sair do meu emprego e começar a advogar ou continuar na empresa?

Problemas: - Nunca atuei como advogado nem fiz estágio - Não tenho a mínima idéia de como comecar - Não conheço nunhum colega para me auxiliar (pois sou formado pela UNISANTARÉM EM SANTARÉM - No caso se sair de meu trabalho não poderei mais voltar. - Não há como consiliar as duas profissões

O QUE DEVO FAZER? POR FAVOR ME AJUDEM? OBRIGADO!

Respostas

31

  • 0
    M

    maraisa rabelo Domingo, 26 de junho de 2005, 19h37min

    Caro colega!
    Entendo que vc deve continuar trabalhando e participando de cursos jurídicos e atualizando na área, lendo os códigos, as emendas, enfim, nunca deixar de le e tentar concursos. O operador do direito como advogado não ganha para sobreviver no início da carreira, pense e reflita antes de qualquer iniciativa.

  • 0
    A

    Antonio de susisusi Quinta, 30 de junho de 2005, 10h30min

    Amigo.
    Acho que vc esta com a sindrome do panico.
    Afinal de contas para que vc estudou 05 anos?
    Conselho de amigo, advogue, pois meu irmao comecou assim como vc, e hoje esta realizado profissionalmente.

    UM ABRAÇO E SEJE MUITO FELIZ.

  • 0
    J

    Jair Marcelo Fabiani Segunda, 04 de julho de 2005, 10h36min

    Prezado Colega, também encontrei muitas dúvidas se começava advogar ou não. A insegurança é muito grande. Não sei qual a sua remuneração na empresa onde trabalhas, mas entendo que poderás procurar um escritório de advocacia e solicitar uma vaga de estágio (afinal, és formado) e combinar salário fixo mais um percentual sobre sua produção, assim terás condições para se manter bem como realizar-se profissionalmente, pois, não tem cabimento fazer uma faculdade somente por fazê-la. Aconselho-te a não abandorar o direito, mantendo-se atualizado. Agora que não mais estás fazendo faculdade leia muito, muito mesmo, pois, é a única forma de conseguires o suceso profissional tão almejado. SUCESSO.

  • 0
    I

    ISMAEL DE VASCONCELOS VERAS Sábado, 16 de julho de 2005, 23h53min

    Caro colega, acho que vc deve procurar seu padrão e ter uma coversa com ele.Como você está com medo! combina com seu patrão o seguinte: você quer ficar na empresa mas, prescisa seguir sua carreira com jurista; portanto o sr concorda eu trabalhar na sua empresa só um turno(negocia salario).? e o outro turno irei procurar um escritório de advocacia. Assim vc vai criando bagagem e coragem para seguir o seu sonho como advogado.
    um abraço

    Ismael veras

  • 0
    I

    ISMAEL DE VASCONCELOS VERAS Quinta, 16 de abril de 2009, 0h36min

    correção do comentário postado. seria, empresário, conversa, salário e a vírgula acho que antes do mas. sei lá!!! vou perguntar para meu nobre professor Sabag. Na realidade penso o seguinte!!! houve entendimento do que foi dito basta!!!! com todo respeito aos colegas.

  • 0
    R

    Rafael leite - Adv Quinta, 16 de abril de 2009, 0h41min

    Nobre colega, tudo é um desafio, mas essa pergunta vc teria que fazer a um psicologo, não a juristas

  • 0
    M

    Mudinho Quinta, 16 de abril de 2009, 1h25min

    Discordo do nobre participante desse fórum de debate jurídico, o rapaiz só está assustado com aquela inevitável pergunta: E AGORA JOSÉ. Mas parece que o nobre participante Rafael não chegou a cursar alguma faculdade! O que, por sinal, não é pecado algum!

  • 0
    C

    Cícero Alberto Cruz de Lima Quinta, 16 de abril de 2009, 1h33min

    Caro colega , muita cautela , advogar em início de carreira não é muito fácil, então se você tem um emprego fixo, e um salário razoável reflita , converse com seus familiares, talvés você pense em uma solução melhor , mas cautela , principalmente se você nobre colega tem familia, filhos, mas pelo outro lado a advocacia é fascinante, boa sorte, parabéns.

  • 0
    M

    Mário_1 Domingo, 26 de abril de 2009, 15h09min

    Colega, bom dia! Você já deu um importantíssimo passo, ter sua carteira da OAB, o que prova entre outras coisas a sua capacidade de conquistar o seu espaço. Também estou vivendo uma experiencia semelhante, pois concluir recentemente a faculdade e vou prestar exame de ordem em maio. Mas também trabalho, sou professor concursado e não tenho tempo para me dedicar a área jurídica, como pretendo. Também não tenho outro meio de mantença. Entretanto, jamais vou deixar o meu sonho de lado. "Faço das tripas, coração". Tirei licença premio agora para estudar para OAB; estou em estágio voluntário em juizado cível, o que está me dando uma bagagem de experiencia de grande valia; procurei curso preparatório para OAB e carreira juridica com desconto e cheques predatados com apoio de antigos professores e também "chorei" junto a direção do curso... Acredite, nós podemos, assim disse Obama e é verdade. Boa sorte, coragem...converse com franqueza com seu chefe, pessoalmente, não mande recados...lembre-se: muitos de nossos chefes já viveram situações mais complicadas do que a nossa. Boa sorte!

  • 0
    E

    Epires Sábado, 29 de janeiro de 2011, 2h47min

    Olá, Roberto.

    Caso ainda esteja procurando por um emprego como advogado em Belém, entre em contato comigo: evelisepires@hotmail.com.

    Obrigada.

  • 0
    T

    Tancredo Ferreira Sexta, 03 de junho de 2011, 12h09min

    Pois é, eu me encontro e uma situação semelhante. Acabei de colar grau na faculdade e passei no exame 2010.3. Fui hoje na OAB/RJ e dei entrada na expedição da carteira de Advogado. Neste momento eu me pergunto: e agora??
    ocupei mais ou menos uns 7 meses da minha vida com a prova da OAB + os 5 anos da faculdade, que no final meu foco se virou só para a prova. Não me sinto preparado para o mundo forense, mas anseio por entrar nele. Quero advogar sim, fíz estágio alguns meses em um escritório muito bem conceituado, mas tive que optar entre estagiar ou continuar com meu emprego, que afinal me pagava umas quatro vezes mais que a bolsa estágio que recebí nesses meses.
    Existe muita dificuldade para os recém-formados se inserirem no mercado de trabalho. Estudar pra concurso? é tanta coisa que passa na nossa cabeça, que chega doer.
    Mas,Hoje mesmo começo com os currículos!! Seja o que Deus quiser.

  • 0
    D

    Dr. Antonio C. Paz -www.acpadv.adv.br Sexta, 03 de junho de 2011, 17h12min

    Pois a OAB tem obrigação de traçar uma "LUZ" para quem deseja iniciar na profissão. Por isso contribuímos com a maior anuidade cobrada de qualquer profissional dentro do Brasil.
    Iniciar na profissão sem o apoio de um advogado experiente é muito difícil, mas não é impossível.
    Quando me formei aos 22 anos, a família era proprietária de postos de combustíveis e eu administrava o negócio juntamente com um irmão e o pai, e ao mesmo tempo lavava carros, trocava óleo e abastecia(pau pra toda óbra). Tinha uma placa no posto com meu nome indicando ser advogado. Chegava algum cliente, tirava o macacão, me limpava como podia, colocava paletó e gravata e o atendia no escritório do posto. Assim comecei, sem saber nada sobre a profissão. Se pegava a causa, ia consultar nos livros o que fazer, pois não havia internet a 30 anos atrás. O início é árduo mas compensa. Obs: Conseguia clientes devido ao movimento de pessoas no posto. Logo, para quem deseja iniciar na carreira sem o apoio de um colega experiente, sugiro local (escritório) com muita movimentação de pedestres.

  • 0
    A

    antonio carlos pires Nova Iguaçu/RJ Sexta, 10 de junho de 2011, 21h28min

    lendo todos estes tópicos maravilhosos, vários conselhos brilhantes, sentir-me no direito de roubar-lhes um pouco da vossas atenção, e conselhos em favor da minha causa. já estou com quase 60 anos melhor dizendo 57, estudei direito na estácio de sá só fiz um período e parei más , o coração acelera quando o assunto é na área jurídica. minha pergunta é: terei alguma chance ainda mesmo como bacharel ? algum escritório me aceitaria como recém formado ? nesta idade , vale á pena ? dá pra ir em frente ? gozo de boa saúde, não fumo não bebo , Não perco noite de sono. e tenho tempo disponível para estudar. contudo á idade se avança, e me tira toda expectativa. alguém me responde ! obrigado.........

  • 0
    M

    Maricelia Magalhães dos Santos Segunda, 13 de junho de 2011, 12h31min

    Batpires:

    Não só pode como deve!, na àrea jurídica a idade bem como a experiência de vida contribuem a favor desse nobre ideal, mas fque atento , pois, a busca é ardua.
    Sempre atento nos exemplos , tais como do nobre colega Dr. Antonio para não perder o estimulo, do mais, boa sorte!

  • 0
    C

    Cavaleiro do Apocalipse Segunda, 13 de junho de 2011, 14h43min

    "Quando você quer alguma coisa, todo o universo conspira para que você realize o seu desejo". (Paulo Coelho).

  • 0
    B

    Brunisa Segunda, 13 de junho de 2011, 16h04min

    Olá,nobres colegas
    tenho 19 anos,estou no 4 periodo de direito e hoje é o meu primeiro dia de estágio remunerado, eu sei que é apenas uma bolsa para estudante, mas o fato de estar me deperando com situações do âmbito (contratos,licitações,processos) dá a sensação de ser últil,me instiga ao saber que daqui alguns anos,isso será o meu dia a dia... Faço muitos planos e projetos futuramente, eu sei que tudo no começo é árduo e esforçante,mas, espero ter sucesso na área,assim como almeijo também para todos que são esforçados e têm metas a serem atingidas.
    Termino parafraseando Horácio "A vida não deu aos mortais nada sem grande esforço."
    Sucesso a todos,abraço!!!

  • 0
    B

    Brunisa Segunda, 13 de junho de 2011, 16h05min

    Olá,nobres colegas
    tenho 19 anos,estou no 4 periodo de direito e hoje é o meu primeiro dia de estágio remunerado, eu sei que é apenas uma bolsa para estudante, mas o fato de estar me deperando com situações do âmbito (contratos,licitações,processos) dá a sensação de ser últil,me instiga ao saber que daqui alguns anos,isso será o meu dia a dia... Faço muitos planos e projetos futuramente, eu sei que tudo no começo é árduo e esforçante,mas, espero ter sucesso na área,assim como almeijo também para todos que são esforçados e têm metas a serem atingidas.
    Termino parafraseando Horácio "A vida não deu aos mortais nada sem grande esforço."
    Sucesso a todos,abraço!!!

  • 0
    T

    Tancredo Ferreira Terça, 14 de junho de 2011, 12h55min

    Batpires, na minha opinião, você deve estudar sim, pois não existe idade limite para advogar, basta tão somente estar em pleno gozo de suas faculdades mentais e físicas. Na minha opinião, idade não é o problema.
    Na época da faculdade tivemos uma senhorinha muito simpática, que se formou com a turma, com 85 anos, e resolveu advogar a danada!! E existem também vários concursos públicos na área jurídica que garantem estabilidade e plano de aposentadoria.
    Estudar nunca é demais!!!
    Abração

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.