Meu pai saiu de casa 2 anos atrás, não se divorciou da minha mãe e hoje paga uma pensão combinada entre eles. Nesses anos ele se aposentou e adquiriu várias dividas para construir uma casa no interior, longe de minha mãe, de mim e do meu irmão. Agora como está todo individado e seus amigos não o visitam (ele mora a 4hs de viagem de São Paulo) ele está com depressão. Quer voltar a morar com minha mãe, ela seguiu a vida dela e tem pressão alta, quando moravam juntos meu pai batia nela, era bastante grosseiro e controlador. Com medo disso ela não quer que ele volte a morar na casa dela. Eu e meu irmão colocamos ele em um apartamento e visitamos frequentemente, mas ele quer voltar para o sítio, o que dificulta as visitas. Ele tem aposentadoria pode pagar pelo apto onde está , está lucido, mas se diz solitário. Não deixa que eu e meu irmão controlemos seu salário para pagar as dividas, é sempre bem grosseiro e fica nos ameaçando. Sua família e amigos já ameaçaram nos denunciar por abandono. O que devo/posso fazer?

Respostas

3

  • 0
    D

    Desconhecido Terça, 01 de dezembro de 2015, 17h48min

    Procurem o SUS e encaminhem seu pai para o tratamento da suposta Depressão. Depois do diagnóstico/tratamento, se for o caso, ele poderá/deverá ser interditado. E quem for o curador, poderá administrar a vida dele: pagar as dívidas, levar para morar perto, internar em clínica de repouso, etc.
    Procurem ajuda da Assistência Social da cidade dele, e/ou grupos de sobrevivência/apoio ao idoso.
    Se estiver realmente lúcido, os filhos não devem ser responsabilizados pelo comportamento dele.
    Sua mãe deve oficializar o divórcio e partilha dos bens, através da defensoria pública, é grátis.
    Diga aos familiares e amigos, que só se pode ajudar a quem aceita ajuda. E a melhor maneira de interferir é procurando os médicos e com o diagnóstico, internar e/ou /interditar. Veja se é isto que eles/familiares e amigos, desejam para seu pai.
    Sorte.

  • 0
    R

    Rafael F Solano Terça, 01 de dezembro de 2015, 18h16min

    Se ele tem renda propria e não está claramente insano, os filhos nada podem fazer e nem deles pode ser alguma coisa cobrada. Sua mãe não é obrigada a reatar com ele e nem admiti-lo na casa dela.

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.