Minha filha acabou de fazer 1 ano, o pai disse que quer GUARDA COMPARTILHADA, porém, ele mora em OUTRO ESTADO, pois eu me mudei. São 8 horas de viagem de carro. Seria possível isso, tendo em vista a adaptação da criança? sem contar que ainda mama no peito. Ajudem por favor!!

Respostas

10

  • 0
    C

    Caroline Ferreira Quarta, 01 de março de 2017, 18h38min

    Aline Ramos, me mudei assim que a bebê nasceu... o pai não chegou a conhecer a criança. Mas agora já vai registrar e disse que quer a guarda compartilhada!

  • 0
    C

    Caroline Ferreira Quarta, 01 de março de 2017, 18h39min

    Nao tive autorizaçao nem do pai nem da justiça, ja que o pai nao havia reconhecido a paternidade ainda, entao eu estava livre pra decidir onde ir morar com minha filha.

  • 0
    A

    Aline Ramos Quinta, 02 de março de 2017, 9h48min

    No primeiro momento o mais provável é que o juiz deixe a guarda com vc, e fixe os dias para visitas do pai, pois eles ainda não tem convívio algum, e terão que criar laços.
    Após, existe sim a possibilidade do pai conseguir a guarda compartilhada, o que não é um bicho de sete cabeça como muitas mães imaginam. A distância não impede em nada na guarda compartilhada, pois a menor terá a residência fixa com um dos genitores, e o outro poderá ter uma participação maior na vida da criança, devendo ser consultado e informado de tudo o que envolver a filha de ambos, podendo ir vê-la quando quiser em acordo com a mãe.

  • 0
    C

    Caroline Ferreira Quinta, 02 de março de 2017, 13h01min

    Se por acaso eu restringir as visitas, tem essa possibilidade? de deixar só quando eu quiser? eu sou obrigada a deixar o pai ver quando ele quiser? pq sei que o pai iria querer ficar vindo viajar pra cá direto, mas também tenho meus compromissos, minha vida, e não posso ficar a mercê da boa vontade do pai.

  • 0
    A

    Aline Ramos Quinta, 02 de março de 2017, 13h48min

    vc não pode restringir as visitas, o que poderá ser feito é o juiz regulamentar os dias e horários para o pai ver a filha e claro, passear com ela também, as visitas não se restringem somente em sua casa sob sua supervisão, afinal ambos são pais, e ambos tem os mesmos direitos e deveres.
    Se ela já tem mais de 6 meses, o pai poderá sim solicitar que a menor vá com ele na residencia dele, mas isso será concedido com o tempo, após eles criarem laços afetivos.

    Um conselho, não tenha sua filha como sua propriedade, ela é filha de ambos, ele é o pai que vc "escolheu" pra ela, mesmo que no descuido. Por mais que ele não tenha dado a devida atenção antes, hoje ele tem o direito de consertar os erros dele e conviver com a filha de forma equilibrado com vc. Será até bom pra vc, pois vc terá com quem contar nas horas de precisão.

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.