Boa tarde, tenho duvidas sobre o que esta acontecendo e n estou sabendo como agir. Em setembro eu e o genitor acordamos a guarda compartilhada, sendo assim determinado pelo juiz a volta do contato, o dialogo, respeito para que possamos juntos em comum acordo decidimos o melhor para o nosso filho. Pois bem, na segunda semana ele já me agrediu verbalmente, com palavras de baixo calão, e me bloqueou novamente em tudo. Como estava a procura de escola para o ano que vem pedi a ajuda de minha ex sogra para q a mesma tentasse conversar com seu filho...sobre o motivo da mundança. Pois o mesmo faltou a audiencia ref a pensao. Entao eu precisava de um posição dele. Principalmente por causa da questao financeira. Pois bem o mesmo foi e matriculou nosso filho em uma nova escola, decidiu td sozinho sem ao menos perguntar se era bom para o nosso filho. Mas mesmo assim aceitei...e devido a mudança de escola e a adaptacao do meu pequeno tive que ficar uma semana sem trabalhar, pedi ao genitor q divisse cmg esses dias de adaptação pq ele estava sem trabalhar e o mesmo se negou. Eu sou uma mae que nao atrapalho a convivencia do filho para com o pai. Sempre q pede na semana para ve-lo eu sempre autorizo. Meu filho eh louco pelo pai. No dia das crianças ele passou com o genitor...eu entrei em contato com minha ex sogra pedindo para falar com meu filho, pois só queria desejar um feliz dia das crianças...no qual o pai n me deixou falar com meu filho...eu nunca ligo pra saber dele qndo estão juntos...mas era um dia especial e isso foi negado. Essa semana o genitor manda mensagem pelo cel de sua mae pedindo para q eu separasse as melhores roupas pq ia pra sp com meu filho. Eu tentei ligar...mandar mensagem e nd! Eu perguntei para onde nosso filho iria, onde iria ficar ..e tds as informações foram negadas. Levou meu filho sem ao menos saber para onde. Minha ex sogra q me informou q ele estava levando para casa dos pais de sua nova companheira. Ou seja, fez algo sem o comum acordo, como nosso filho estava doentinho entrei em contato com sua atual companheira...pq o genitor me.bloqieoou em td. Td tinha que falar com ela...pois a mesma n passava o telefone para o genitor. Domingo era para devolver meu filho e ela mandou mensagem q talvez viriam somente segunda...e n me deixou falar com o genitor. Nao me deram retorno e eu fiquei sem contato com eles... ligo n ne atendem..n respondem as mensagens..e ate agora nd deles... o genitor e sua atual sao advogados, inclusive ela q fez a audiencia da guarda. Ela alegou q ele n eh obrigado a ne informar nd...nem mesmo qndo sai da cidade. Mas lembrando q na audiccia o juiz disse q td deveria ser feito em comum acordo. Como estamos em fase de adaptacáo da guarda...tenho o direito de pedir o cancelamento. Fui atras do meu adv e o mesmo me disse q tenho q fazer a carta de proprio punho... minha duvida eh... procede eu ter q fazer a carta ou meu advogado q tem q fazer? Eu estou errada em pedir o cancelamento ja q n a dialogo..respeito... e o bom senso nao existe? A atitude deles estao corretas? Ou eu q sou uma mae zelosa demais por querer saber pra qual lugar e local q ele foi fora da cidade?

Respostas

2