Jus Dúvidas

Perguntar

Qual é a sua dúvida?

Olá, Estou iniciando na área contábil, estou com uma dúvida quanto ao preenchimento da GPS para o recolhimento sobre pró-labore. Uma microempresa tributada pelo lucro presumido e que possui 2 sócios, mas só 1 tem retirada de pró-labore. Com qua lcódigo devo recolher a GPS 1007 ou 2100 e qual alíquota devo aplicar sobre o pró-labore 11% ou 20%, tenho que recolher também a parte empresa 20%, SAt 2% e Terceiro 5,8% ?

Peço a ajuda dos colegas, e desde já agradeço.

Respostas

16

  • 0
    E

    eldo luis andrade Segunda, 16 de junho de 2008, 21h03min

    Simplesmente faça a GFIP da empresa indicando o sócio que tem pró-labore e o valor do mesmo. Os demonstrativos GIP mostrarão tudo o que você quer saber. Não tente fazer cálculos sem ser através do sistema SEFIP que gera a GFIP. E se tiver empregados não faça GFIP isolada do sócio com pró-labore. Isto com o SEFIP 8 não é mais permitido. Com versões do SEFIP 7 era. O próprio SEFIP gerará a GPS para pagamento.
    Resposta supondo que todos os pró-labores sejam pagos a partir de 4/2003 quando a MP que foi convertida na atual lei 10666 obrigou as empresas a descontar 11% sobre o pagamento feito a sócios e autonomos, denominados contribuintes individuais.
    O código 1007 que o SEFIP não gerará não pode ser usado. Somente o 2100 e o 2003, este último para empresas inscritas no SIMPLES (deve ser informado simples 1 para empresa não inscrita no simples e 2 para inscrita). Se você colocar código de GPS 2003 quando o SEFIP indicar 2100 ou vice-versa terá problemas quando precisar de CND.
    Considerando só sócio que recebe pró-labore e sem contar os empregados, a empresa recolherá 11% sobre a remuneração do sócio e a repassará à previdência (hoje Receita Federal) por meio da GPS. E pagará 20% sobre a remuneração do sócio. SAT e Terceiros são variáveis, dependem da atividade da empresa, e só incidem sobre a remuneração paga a empregados. Se a empresa for do SIMPLES em boa parte dos casos os 20% a cargo da empresa sobre a remuneração de sócios será substituído por contribuição sobre o faturamento. Mas há serviços em que embora no SIMPLES a contribuição para a previdencia é feita sobre a folha de pagamento conforme lei complementar 123, de 2006. Então só sabendo a atividade da empresa para afirmar algo com maior certeza.
    Espero ter ajudado.

  • 0
    M

    Mariane_1 Quarta, 19 de novembro de 2008, 18h13min

    boa tarde gostaria de saber como calculo o GPS pelo que vi é descontado 11% desde de julho, só que meu contador agora no mes de novembro me falou q tem q descontar 20%...então como sou bem leiga nesse assunto eu tenho duvidas como calcular o meu inss e o gps.....o valor do meu pro-labore é R$ 415,00 e eu pago de gps uma media de 45,65.
    agradeço a atenção

  • 0
    M

    Mariane_1 Quarta, 19 de novembro de 2008, 18h13min

    boa tarde gostaria de saber como calculo o GPS pelo que vi é descontado 11% desde de julho, só que meu contador agora no mes de novembro me falou q tem q descontar 20%...então como sou bem leiga nesse assunto eu tenho duvidas como calcular o meu inss e o gps.....o valor do meu pro-labore é R$ 415,00 e eu pago de gps uma media de 45,65.
    agradeço a atenção

  • 0
    I

    ivanilda Segunda, 30 de março de 2009, 22h15min

    Gostaria de esclarecer uma dúvida sobre este assunto. Até o ano passado estava na situação de lucro presumido e pagava GPS com o código 2100 no valor de 31% sobre o pró-labore, que é de 1 salário mínimo.
    Neste ano passei para o super simples e meu contador disse que devo manter o código 2100, porém devo recolher somente 11%. Está correto, neste caso eu não deveria utilizar o código 2003? O CNAE da empresa é o 63.11-9-00.
    Agradeço qualquer ajuda.

  • 0
    A

    Aldenoura Terça, 07 de julho de 2009, 0h18min

    Olá, estou com uma dúvida, tenho uma empresa constituida em 10/2004 e era optante pelo SIMPLES FEDERAL e pagava a GPS no código 2003. A partir de 01/2006 foi mudado a opção para LUCRO PRESUMIDO. De 01/2006 a 09/2008 não tinha empregado. Gostaria de saber se continuo pagando os 31% pela GFIP ou tenho que contribuir individualmente. Desde já agradeço pela atenção.

  • 0
    E

    eldo luis andrade Terça, 07 de julho de 2009, 8h02min

    ivanilda
    30/03/2009 22:15

    Gostaria de esclarecer uma dúvida sobre este assunto. Até o ano passado estava na situação de lucro presumido e pagava GPS com o código 2100 no valor de 31% sobre o pró-labore, que é de 1 salário mínimo.
    Neste ano passei para o super simples e meu contador disse que devo manter o código 2100, porém devo recolher somente 11%. Está correto, neste caso eu não deveria utilizar o código 2003? O CNAE da empresa é o 63.11-9-00.
    Agradeço qualquer ajuda. ´
    Resp: Se a tributação pelo faturamento for na forma dos anexos IV e V da lei complementar 123 (lei que criou o Super Simples), de dezembro de 2006, o código da GPS deverá mesmo ser 2100. Se a tributação sobre o faturamento for na forma dos anexos I a III da lei já citada o código da GPS será 2003. Verifique isto, por favor.

  • 0
    E

    eldo luis andrade Terça, 07 de julho de 2009, 8h08min

    Aldenoura | Araruna/PB
    há 7 horas

    Olá, estou com uma dúvida, tenho uma empresa constituida em 10/2004 e era optante pelo SIMPLES FEDERAL e pagava a GPS no código 2003. A partir de 01/2006 foi mudado a opção para LUCRO PRESUMIDO. De 01/2006 a 09/2008 não tinha empregado. Gostaria de saber se continuo pagando os 31% pela GFIP ou tenho que contribuir individualmente. Desde já agradeço pela atenção.
    Resp: Sendo lucro presumido e se você receber pró-labore (apesar de não ter empregado) você deve pagar (ser descontado de seu pró-labore) 11% do pró-labore até o limite do INSS (hoje em torno de 3200 reais). Além disto sua empresa deverá pagar 20% sobre o pró-labore (sem limite). O pagamento será em GPS não em GFIP. Não se paga contribuição previdenciária em GFIP. Se declara contribuição devida. E o valor pago em GPS deve ser igual ao declarado em GFIP. Sob pena de ocorrer divergencia GFIP vs GPS que detectada nos sistemas da Receita impedem emissão de CND para a empresa. Além de permitir inscrição em dívida ativa se não regularizada a divergencia.

  • 0
    L

    LECKA2 Sábado, 26 de junho de 2010, 11h59min

    Bom Dia!!!
    Gostaria de saber como faço a GEFIP aonde eu posso fazer o download do programa e quais procedimentos para preenchimento e pagamento
    Att
    Marilene

  • 0
    C

    Carlos Santi Sábado, 11 de dezembro de 2010, 18h34min

    Olá,

    ainda tenho dúvidas. ainda no caso de Ltda ME, optante pelo lucro presumido. No caso de inexistir pró-labore, apenas 1 dos sócios efetuar retirada de lucro, há necessidade de recolhimento do INSS? de qual forma (código e valor)?.

  • 0
    E

    eldo luis andrade Domingo, 12 de dezembro de 2010, 20h55min

    Olá,

    ainda tenho dúvidas. ainda no caso de Ltda ME, optante pelo lucro presumido. No caso de inexistir pró-labore, apenas 1 dos sócios efetuar retirada de lucro, há necessidade de recolhimento do INSS? de qual forma (código e valor)?.
    Resp: Em princípio não deve haver recolhiment para o INSS por só haver incidencia deste sobre o prólabore. Jamais sobre o lucro. A pergunta que não quer calar, no entanto, é: Por que não retirar prólabore além do lucro?

  • 0
    C

    contadorcampos@bol.c Domingo, 09 de janeiro de 2011, 14h36min

    Com certeza, estarei gostando das perguntas e respostas feitas. Na qual gostaria de pergunta tambem para tirar duvidas. Gosto de orientação.

  • 0
    C

    contadorcampos@bol.c Domingo, 09 de janeiro de 2011, 14h50min

    Tenho uma empresa do Simples. MEI, Ela tem um funcionario. Gostaria de saber como proceder para o DONO-Empresario tirar sua retirada mensal, se tenho que relacionar ele na SEFIP para emitir a GPS.

  • 0
    L

    linkjnp Segunda, 18 de abril de 2011, 1h50min

    ola.. minha empresa presta serviço e nao tem socio,, nem fucionario ,somente eu como simples..
    como calculo o pro-labore ? p/ recolhimento do das e gps.
    posso elaborar o pro-labore como salario minimo? ou despesas pessoais da casa+ despesas da empresa? grato

  • 0
    I

    Ivanilda sabina Segunda, 25 de maio de 2015, 14h37min

    Estou com um problema, enviei uma sefip para empresas do simples nacional sem empregados, codigo recolhimento 115, modalidade 1 categoria 11, somente para pro labore (empresa sem funcionario) esta havendo uma divergencia dizendo ausencia de gfipe
    desde ja agradecida

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.