estou sendo executado por um agiota, não fiz qualquer relação comercial com ele, nem mesmo o conheço, o cheque foi emprestado a uma terceira pessoa que trocou com o agiota, ele é presidente de uma cooperativa, fiquei sabendo que ele usa o dinheiro da cooperativa para emprestar a terceiros, sem que os associados sabem, o cheque é de 1999, nunca foi depositado ou protestado, alega em sua execução que esperou até hoje para que fosse pago por isso não depositou, a terceira pessoa que trocou o cheque alega que nesse valor já foi incluido juros.

o que devo fazer? contestar o que, o vinculo que nunca existiu?

Respostas

1

  • 0
    W

    wilson carlos barboza Quarta, 12 de junho de 2002, 22h59min

    solicito esclarecimento sobre a ação proposta: execução ou monitória

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.