No ano de 2019, eu tinha uma loja e fazia compras no CNPJ de mercadorias no atacado de marcas. No início do ano eram realizados provisionamentos de compras com datas previstas de entrega e faturamento. No final do ano, somente cerca de metade dos itens provisionados haviam sido entregues, mas a empresa havia emitido boletos de todos os provisionamentos e enviado tudo junto, o que havia sido recebido do que não havia sequer sido enviado. Em dezembro de 2019, antes do vencimento dos boletos enviei um e-mail para o fornecedor informando o ocorrido, não obtive retorno. Depois de muita insistência em envio de e-mails eles me retornaram, mas não solucionaram o problema. O tempo foi passando eles não solucionaram o problema, os boletos foram vencendo e nada deles corrigirem. Em fevereiro de 2020 eu cobrei e não obtive retorno, acabei esquecendo de continuar as cobranças e nada deles me retornarem. Quando foi julho de 2021, o escritório de cobrança deles entrou em contato comigo por e-mail e novamente me cobrando o valor de mais de R$ 13 mil, sendo que os produtos que haviam me entregues eram equivalentes a R$ 7.470,00 (valor presente em nota fiscal). Depois de muita discussão e troca de e-mail, eles admitiram o erro em 03 de setembro de 2021 e cancelaram os boletos emitidos indevidamente. Só que agora estão querendo me cobrar juros do atraso dos boletos devidos, sendo que a demora da solução esse tempo todo foi por erro deles. Minha dívida é de R$ 7470,00 e estão querendo me cobrar R$ 12.284,90. Isso é correto? Por erro da própria marca sou obrigada a pagar esses juros, sendo que entrei em contato para solucionar o problema antes do vencimento e eles levaram mais de um ano para resolver e me apontar o que era devido?

Respostas

2

  • 0
    E

    Eliane Segunda, 06 de setembro de 2021, 20h33min

    Se você tiver como provar que entrou em contato antes do vencimento e tentou corrigir o erro e eles não te atenderam, pode tentar um processo de cobrança indevida.
    Agora, se não há comprovação dessas tentativas, não há o que fazer.

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.