Respostas

3

  • 0
    U

    Ubatan Gomes Gurgel Quarta, 20 de outubro de 2021, 18h54min

    Minha cunhada, quando ainda casada, morando em Santarém, assumiu a criação de uma menina (5 anos na época), órfã de mãe e pai desconhecido. A criança adotada sem documentação legal, foi criada com zelo e hoje é casada, mãe de três filhos e trabalha. O marido da minha cunhada era oficial do exército - tenente reformado. Minha cunhada recebe a pensão deixada que poderia passar para a criança que criou. Há condições de legalizar a adoção não providenciada?

  • 0
    I

    ISS// Quarta, 20 de outubro de 2021, 18h58min

    Neste caso ela a adotada é adulta e nao teria direito algum a prnsao deixada pelo militar falecido...ate pq essa pensao para filhas acabou...e eventualmente teria direito a filha se o pai contribuisse com 1,5% para filha porem, essa filha tinha que estar constando na relão de filhas . essa mera criação nao da direito a pensão.

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.