A esteticista Danielle Estevão Fortes, de 26 anos, foi presa por engano, ao ser confundida com a irmã mais nova, suspeita de ter cometido roubo em lojas de celulares.

A esteticista Danielle Estevão Fortes, de 26 anos, foi presa por engano, ao ser confundida com a irmã mais nova, suspeita de ter cometido roubo em lojas de celulares. Depois de 11 dias, ela foi solta, na terça-feira (18) no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, no Rio de Janeiro.

A confusão ocorreu quando houve a denúncia da Polícia Civil, o Ministério Público e a Justiça, que indiciaram a prisão de Danielle. Porém a suspeita do furto chama-se Daniela e tem 24 anos. Pelo erro na grafia, ela foi detida.

De acordo com a família, a jovem foi até a delegacia, no dia 7 de junho, prestar depoimento sobre o caso de um irmão que havia sido assassinado, mas acabou sendo presa. A irmã segue foragida.

Câmeras de segurança filmaram a assaltante, identificada como Danielle e não Daniela. A família diz que a diferença entre as duas são três sinais no rosto de uma e que a outra não tem. A prisão porque Danielle foi descoberta porque ela ligou para uma prima e contou sobre a confusão. No trabalho, colegas garantem que a jovem é honesta.

Fonte: G1


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0