O advogado especializado em direito penal, Guilherme Cremonesi, assume como sócio do escritório Finocchio & Ustra Sociedade de Advogados.

Especializado na área Penal Empresarial, o advogado Guilherme Cremonesi é o novo sócio do escritório de advocacia empresarial full service Finocchio & Ustra Sociedade de Advogados. Com 12 anos de experiência, o profissional foi eleito pela Revista Análise 500 – Advocacia como um dos advogados mais admirados do Brasil em 2018.

Sempre atuando à frente de casos envolvendo crimes contra o sistema financeiro nacional, crimes licitatórios, ambientais, lavagem de dinheiro entre outros, Cremonesi já foi presidente da Comissão de Direito Penal Econômico da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subseção de Campinas, bem como da Comissão de Criminal Compliance do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento de Relações Internacionais (IBREI).

Agora como sócio do escritório, o profissional entende que um dos maiores desafios é olhar para as demandas da sua área de forma alinhada às tendências de comportamento. “Hoje existe um movimento punitivista, bem como da midiatização do direito penal. A verdade é que a sociedade reivindica leis mais severas. Há uma polarização entre os denominados “cidadãos de bem” e “bandidos”. Esse impulso social aliado às pressões da mídia afeta o Judiciário e o Ministério Público que, por reiteradas oportunidades, têm agido de acordo com os anseios populares em detrimento da própria lei, especialmente de direitos e garantias fundamentais. Cria-se um ambiente de rivalidade entre o bem e o mal onde tudo vale e os fins justificam os meios.”

Nessa linha de raciocínio, Cremonesi avalia que a punição a qualquer preço é perversa e fere veemente as garantias constitucionais, que foram custosas à sociedade brasileira. “Aqueles que apóiam a cultura punitivista a qualquer custo pressupõem, equivocadamente, que nunca serão uma de suas vítimas e que nunca precisarão se preocupar com a real utilidade do processo penal que é controlar o poder punitivo.”

O advogado se junta a José Luis Finocchio Junior, Octávio Ustra, Veridiana Police, Felipe Cervone, Camila Somadossi, Leandro Lucon, Luis Felipe Dalmedico e Maurício Prazak, que formam a sociedade do escritório de direito empresarial.



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0