A correta classificação das mercadorias importadas pode poupar os contribuintes/Importadores de transtornos como o tratado nesta notícia...

Atenção à classificação NCM. Conforme notícia divulgada pela Receita Federal uma empresa foi autuada por importação irregular.

No total foram 37.300 caixas de luvas de látex natural de procedimento médico-odontológico registradas com NCM irregular.

A empresa foi autuada e o auto de infração foi lavrado cobrando-se as diferenças tributárias e acréscimos legais totalizando R$ 680 mil.

correta classificação das mercadorias importadas pode poupar os contribuintes/Importadores de transtornos como o tratado nesta notícia. 

Com exceção do casos dolosos, onde o contribuinte/importador, dolosamente, adota uma classificação NCM mais benéfica às suas mercadorias, por vezes os contribuintes cometem equívocos ao realizar a classificação de seus produtos, ficando suscetíveis à fiscalização e autuação da Receita Federal. 

Daí a importância de estar sempre muito bem assessorado durante todo o processo de importação, pois não são raras as situações onde os erros com relação à classificação do NCM são mal interpretados pelo Fisco.

Fonte: RECEITA FEDERAL

Notícia comentada por Michel Pereira,  Advogado, Formado em Direito em 2009 pela FMU/SP. Área de Atuação: Direito Aduaneiro, Direito Tributário e Direito Empresarial, OAB:  295.435.

DB Tesser Sociedade de Advogados

www.dbtesser.com.br



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0