Federação solicitou e Estado de Minas Gerais apresentou um pedido de alteração no Convênio ICMS nº 17/2021 junto ao Confaz.

O Estado de Minas Gerais acatou um pleito da Fecomércio MG para apresentar um pedido de alteração no Convênio ICMS nº 17/2021 junto ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz). A solicitação, aprovada pelo órgão e publicada por meio do Convênio nº 81/2021, possibilita às empresas que optam pelo Simples Nacional a parcelar os débitos de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) não incluídos nesse regime tributário.

Com isso, esses estabelecimentos estarão autorizados a aderir aos parcelamentos do ICMS referentes ao Diferencial de Alíquota (Difal) e à Substituição Tributária (ST), por exemplo. Além disso, poderão usufruir de todos os benefícios dispostos no Convênio ICMS nº 17/2021 e autorizados pela Lei Estadual nº 23.801/2021 (Plano Recomeça Minas). O Convênio nº 81/2021, aprovado nessa segunda-feira (31/05), foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) no dia seguinte.

Em março, o Confaz publicou o Convênio ICMS nº 17/2021. A medida instituiu o programa especial de parcelamento de créditos tributários referente ao ICMS. O convênio permitiu o refinanciamento de dívidas formalizadas ou não, inscritas ou não em Dívida Ativa, e decorrentes de fatos geradores ocorridos até o dia 31 de dezembro de 2020, com redução de multas e juros.

A publicação do convênio foi resultado das ações da Fecomércio MG, junto com o Colégio de Representantes dos Contribuintes Mineiros. O grupo tem dialogado com representantes do Estado de Minas Gerais desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) a fim de buscar soluções tributárias aos empresários de Minas Gerais, sacrificados pelos efeitos financeiros da crise.

Confira, na íntegra, o Convênio ICMS nº 81/2021.



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Tratamento de Dados do Jus.

Regras de uso