Ao iniciar os estudos do direito penal, muitas dúvidas surgem nos calouros. Uma delas é a diferença entre autor e o partícipe. Você sabe qual a diferença?

AUTOR: aquele que pratica efetivamente o delito, aquele que executa o verbo do tipo penal.

PARTÍCIPE: aquele que auxilia na prática do delito, porém faz isso sem executar o verbo do tipo penal. 

EXEMPLO: A CONDUTA DO ROUBO ESTÁ PREVISTA NO CP. VEJAMOS: " ART. 157 - SUBTRAIR COISA MÓVEL ALHEIA, PARA SI OU PARA OUTREM, MEDIANTE GRAVE AMEAÇA OU VIOLÊNCIA A PESSOA, OU DEPOIS DE HAVÊ-LA, POR QUALQUER MEIO, REDUZIDO À IMPOSSIBILIDADE DE RESISTÊNCIA"

O verbo do tipo penal do roubo é "subtrair". Sendo assim, é autor do roubo aquele que efetivamente realiza a subtração da coisa, conjuda com as demais especificidades do tipo.

Desse modo, é partícipe o indivíduo que dirige age com a intenção de subtrair, mas não executa a subtração em si, porém auxilia o indivíduo que realiza a subtração. Um exemplo disso se dá em relação ao indivíduo que dirige a motocicleta que leva a pessoa que realizará a subtração. Ele será então partícipe. Isso, é claro, quando há comunhão de intenção entre as pessoas.

Outro exemplo de partícipe é o chamado "mandante". Isso pois, embora ele não realize por si só o tipo penal do delito, ele será o parte na execução do mesmo, pois foi pessoa imprescindível para a realização do delito.


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pela autora. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0