Ao navegar, você aceita que o Jus use cookies e parcerias para personalizar conteúdo e anúncios. Política de Privacidade

Símbolo do Jus.com.brJus.com.br

Petição

Modelo de abertura inventário simples

requerimento de abertura de inventário

Modelo de inventário simples para herdeiro maior e capaz requerer quando houver irmãos menores ,e pai e mãe já falecidos.

EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA____ VARA DE FAMÍLIA E SUCESSÕES DA COMARCA DE ____________

                        NOME DO REQUERENTE, estado civil, brasileiro(a), profissão, endereço eletrônico , portador do RG de número xxxxxxxxx e inscrito no CPF de n° xxxxxxxxxx, domiciliado no endereço xxxxxxxxx, número, Bairro, CEP xxxxxxxx, vem respeitosamente à presença de Vossa Excelência, por intermédio da Defensoria Pública do Estado com fundamento nos artigos 610 e seguintes do cpc, requerer a:

ABERTURA DE INVENTÁRIO

com fundamento nos artigos 610 e 616, inciso II do Código de Processo Civil, em face do espólio de NOME DO FALECIDO, falecido no dia/mês/ano, o que faz pelas seguintes razões de fato e de direito adiante expostas:

I – DOS FATOS

                        O Requerente é filho do falecido, conforme faz prova os documentos colecionados.

                        A Requerente tem dois irmãos menores, NOME DOS IRMÃOS,DATA DE NASCIMENTO,ENDEREÇO/DOMICÍLIO

                        Há ainda a existência de uma companheira, com quem vivia em união estável, NOME DA COMPANHEIRA MEEIRA,ENDEREÇO não tendo esta manifestado interesse em requerer a abertura do inventário, razão pela qual deverá ser citado para os termos do inventário e partilha.

                        O falecido foi casado com xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, já falecida, no regime XXXXXXXX, genitora do Requerente e dos menores.

                        O Requerente é filho maior e capaz do de cujus, portanto parte legitima para requerer a abertura do presente inventário.

II - DA DESCRIÇÃO DOS BENS

                        Conforme faculta o artigo 620, inciso IV do Código de Processo Civil, a descrição dos bens será feita posteriormente, bem assim seus títulos e quitações de impostos. (ESCREVER OS BENS DE FORMA DETALHADA, INDICANDO O ENDEREÇO DO IMÓVEL, PLACA DE VEÍCULOS).

.

III - DIREITO

                        Descritos os fatos, o art. 611 do Código de Processo Civil, prevê o pedido de abertura de inventário:

“O processo de inventário e de partilha deve ser instaurado dentro de 2 (dois) meses a contar da abertura da sucessão, ultimando-se nos 12 (doze) meses subsequentes, podendo o juiz prorrogar esses prazos, de ofício ou a requerimento de parte”.

                        No mesmo sentido, o artigo  616,II do CPC delimita quem é parte legítima para propor o pedido de abertura de inventário:

                        Posta assim a questão, tendo em vista que o Requerente é parte legítima para pleitear a abertura do inventário, o que se infere do art. 616 do Código de Processo Civil, requer-se a instauração.

NOMEAÇÃO DE INVENTARIANTE

                        O Requerente está apto a exercer a função de inventariante, encontrando-se, inclusive, desde a abertura da sucessão na posse e administração dos bens, pelo requer de logo sua nomeação como inventariante do espólio, prestando compromisso para o exercício do mister.

IV - DO PEDIDO

                        ISTO POSTO requer:

1. A abertura do respectivo inventário, nomeando-se o Requerente inventariante;

2. Assim lhe seja deferida a faculdade de praticar todos os atos que se fizerem                      necessários ao bom andamento do presente inventário, tais como: assinar o                        compromisso de inventariante pessoalmente ou por seu procurador; bem como                    prestar primeiras e últimas declarações;

3. A isenção de quaisquer cominações legais em decorrência de não se ter procedido                            anteriormente na forma do artigo 611 do Código de Processo Civil;

4. A citação da viúva meeira NOME DA COMPANHEIRA, no endereço mencionado, para                     que venham integrar a relação processual, devendo aquele ser intimado para prestar                         declaração referente aos demais bens que possui, para que sejam também inventariados.

5. Por fim, que seja oficiado à repartições públicas para os fins fiscais.

Dá-se a presente causa o valor de R$ 0000000 (VALOR POR EXTENSO) para fins fiscais.

São os termos em que pede e espera deferimento.

Local e Data

Advogado/OAB

Página 1 de 1
Sobre a autora
Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelos autores. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi

Publique seus artigos
Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!