procuração Ad judicia Et Extra, procuração, modelo de procuração

P R O C U R A Ç Ã O Outorgante: xxx, Nacionalidade xxx, estado civil, profissão, portador da cédula de Identidade RG xxx, inscrito no CPF xxx, E-mail: xxx, residente e domiciliado na Rua xxx –CEP-xxx, Cidade xxx. Outorgado: Advogado xxx, Brasileiro, estado civil, advogado, inscrito na OAB-xxx sob o nr. xxx, E-mail: xxx, com escritório na Rua xxx –CEP-xxx, Cidade xxx. PODERES: pelo presente instrumento o outorgante confere ao outorgado amplos poderes para o foro em geral, com cláusula "ad-judicia et extra", em qualquer Juízo, Instância ou Tribunal, podendo propor contra quem de direito, as ações competentes e defendê-lo nas contrárias, seguindo umas e outras, até final decisão, usando os recursos legais e acompanhando-os, conferindo-lhe ainda, desistir, transigir, firmar compromissos ou acordos, receber e dar quitação, podendo agir em Juízo ou fora dele, assim como substabelecer esta a outrem, com reservas de iguais poderes, para agir em conjunto ou separadamente com o substabelecido. Finalidade exclusiva; para o fim de (descrever a finalidade). DATA. (Assinatura do Outorgante) Nome do Outorgante Eu sou Nelson Alves, obrigado pela leitura.

Autor

  • Nelson Alves

    ÉTICO E PONTUAL NO TRABALHO Atuação na área Jurídica na avaliação de provas documentais e orais, realização de audiências Trabalhistas, Penais e Cíveis, elaboração de recursos e contestação de ações, acordos judiciais e extrajudiciais. Experiência no zelo pelos objetivos do cliente e na manutenção e integridade dos seus bens, facilitando negócios, preservando interesses individuais e coletivos, conforme princípios éticos. Graduado em Direito em 2005 - Universidade Camilo Castelo Branco-SP

    Correspondente: advnelsonalves@gmail.com - whatsApp (11) 98105-1081 site:nelsoarcoiris.blogspot.com

    Textos publicados pelo autor

    Fale com o autor

    Site(s):

Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0