Contrato de locação residencial é o meio do qual o proprietário cede o uso de seu imóvel para que outra pessoa

Talvez isto possa te interessar:

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL URBANO

Pelo presente instrumento particular, de um lado: _____________, [nacionalidade], [profissão], [estado civil], portadora da cédula de identidade RG nº __________, inscrita no CPF/MF sob nº ____________-___ residente e domiciliada na Rua [endereço], [Município], CEP:________-___, doravante denominada simplesmente LOCADORA neste ato representada por seu procurador o qual faz parte deste cópia do instrumento de procuração e;

_______________, pessoa jurídica de direito privado, regularmente constituída, inscrita no CNPJ sob nº _______________, inscrição estadual nº ______________, com sede na [endereço], [Município], CEP: _______-____, doravante denominado simplesmente “LOCATÁRIO” neste ato representado por seu procurador o qual faz parte deste cópia do instrumento de procuração.

Os contratantes acima qualificados são, doravante, designadas, em conjunto, como "PARTES" e individualmente "PARTE".

Resolvem as PARTES firmar o presente Contrato de Locação, pelas cláusulas e condições a seguir expostas:

Cláusula 1ª (Do Objeto do Contrato)

1.1 – A LOCADORA, na qualidade de proprietário do imóvel (APARTAMENTO/ UNIDADE AUTÔNOMA) situado na Rua [endereço], [Município], dá em locação, para fins exclusivamente residenciais, juntamente com a mobília, objetos eletroeletrônicos e demais acessórios de propriedade da locadora, conferidos por ambas as partes, conforme Laudo de Vistoria em anexo. 

Cláusula 2ª (Do Prazo de Vigência da Locação)

2.1 - O prazo de locação será de 25/06/2016 (dia vinte e cinco do mês de junho do ano de dois mil e dezesseis) até 10/12/2016 (dia dez do mês de dezembro do ano de dezembro de dois mil e dezesseis), data em que estará obrigado o LOCATÁRIO, independentemente de qualquer aviso ou interpelação, a devolver a área constante na Cláusula 1ª do objeto deste instrumento e demais acessórios descritos do Laudo de Vistoria/ Inventário de Objetos Móveis, inteiramente livre e desocupada de pessoas e coisas, desembaraçada e nas mesmas condições em que recebeu o imóvel conforme Laudo de Vistoria anexo ao presente, ressalvado o uso e desgaste normais do imóvel, sendo a locação convencionada nos termos da Lei nº 8.245, de 18 de outubro de 1991, salvo a hipótese de celebração de novo contrato de locação.

2.2 A vigência do presente Contrato poderá ser prorrogada, caso as partes se manifestem, mediante a firma de instrumento escrito ou outro meio idôneo, com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.

Cláusula 3ª (Do Valor dos Aluguéis, Forma de Pagamento, Multa Contratual e Demais Condições)

3.1 – O aluguel mensal será de R$ 2.800,00 (dois mil e oitocentos reais) PACOTE, incluindo cotas condominiais e IPTU, que deverá ser pago até o 5º (quinto) dia de cada mês, por meio de depósito/ transferência bancário (a), a ser realizado na seguinte conta corrente: BANCO XXX - BANCO ___________, AGÊNCIA - XXXX, CONTA CORRENTE Nº _____, TITULAR - _______________, CPF/MF Nº ____________, ocasião em que será dada ao LOCADOR o recibo do pagamento efetuado caso solicitado, valendo como comprovante de quitação os documentos bancários.

3.2. Após o vencimento do contrato, havendo interesse recíproco, será celebrado um novo contrato, com as devidas atualizações, sendo a locação reajustada de acordo com as variações do mercado de locação, dentro da margem aceitável.

3.3 – O atraso no pagamento da locação, fará incidir sobre o valor do mesmo, multa de 10% (dez por cento), mais juros de 1% (um por cento) ao mês e atualização monetária calculada com base no IGP-M/FGV, “pro rata die”, auferido no período compreendido entre a data do vencimento e a do efetivo adimplemento da obrigação de pagamento.

3.3.1. Caso o LOCADORA entre com uma ação de despejo contra o LOCATÁRIO, pelo inadimplemento de pagamentos, ficará o LOCATÁRIO, além do acima estabelecido, responsável pelo pagamento de honorários advocatícios à razão de 10%.

3.4 - Quaisquer recebimentos feitos pela LOCADORA fora dos prazos e condições fixadas neste contrato serão havidos como mera tolerância e não induzem novação objetiva nem subjetiva do estipulado.

3.5 – Serão de responsabilidade exclusiva do LOCATÁRIO os seguintes pagamentos de energia elétrica e manutenção necessária.

3.6 - Fica a cargo da LOCADORA os pagamentos de cotas condominiais e IPTU.

Cláusula 4ª (Das Benfeitorias e Direito de Vizinhança)

4.1 – O LOCATÁRIO não poderá introduzir no IMÓVEL objeto deste contrato, quaisquer modificações, adaptações, benfeitorias ou obras especiais, sem prévia autorização, por escrito, do LOCADOR.

4.2 - O LOCATÁRIO não poderá reter nenhuma benfeitoria que introduzir no imóvel e também não poderá exigir do LOCADOR indenização alguma pelas benfeitorias que fizer no mesmo.

4.3 – O LOCATÁRIO se compromete a não causar perturbações para a vizinhança mediante abuso sonoro, danos materiais e bebedeira.

4.4 - O uso da GARAGEM é coletivo e deverá obedecer as regras de urbanidade e bom senso entre os moradores.

Cláusula 5ª (Da Entrega do Imóvel)

5.1 – Por ocasião da devolução do IMÓVEL, o LOCATÁRIO marcará dia e hora para que o LOCADOR o vistorie e firme o comprovante de recebimento das chaves.

5.2. Caso forem constatados danos ou faltas, que não previamente descritos no Laudo de Vistoria, as reposições e reparos respectivos serão executados por conta do LOCATÁRIO, que pagará também o aluguel proporcional até o dia da efetiva restituição do IMÓVEL nas mesmas condições apuradas no Laudo de Vistoria realizados à época da assinatura deste Contrato, ressalvado o desgaste normal do IMÓVEL e seus ACESSÓRIOS MÓVEIS, bens móveis que guarnecem a residência, decorrente de seu uso regular.

Cláusula 6ª (Disposições Finais)

6.1 – No caso de desapropriação do IMÓVEL, as PARTES ficarão desobrigadas em relação às cláusulas deste contrato, ressalvados os direitos originados de sua execução durante o período anterior ao ato expropriatório.

Cláusula 10ª 10.1 – Nos moldes do que autoriza a disposição contida no artigo 58, inciso IV, da Lei no. 8.245/91 é certo que as eventuais citações, intimações ou notificações, far-se-ão mediante correspondência com aviso de recebimento, também mediante “fac-símile” ou por via eletrônica, ou ainda, sendo necessário, pelas demais formas previstas no Código de Processo Civil, para os destinatários e endereços mencionados no preâmbulo deste contrato. E, por estarem justas e contratadas, as partes assinam o presente, em três vias de igual teor e para um único efeito de direito, o qual assinam com duas testemunhas.

Cláusula 7ª (Do Foro Eleito)

7.1 - Fica eleito o Foro da Comarca de _________, por mais privilegiado que outro possa ser para discutir em juízo qualquer cláusula do presente contrato.

E por estarem justos e contratados, conforme a cláusulas acima, ambas as partes assinam o presente instrumento em 3 (três) vias de igual teor, que fazem prova do CONTRATO DE LOCAÇÃO, entre ambas como também perante terceiros.

LOCADOR

LOCATÁRIO

Testemunhas:



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Tratamento de Dados do Jus.

Regras de uso