EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA º VARA DA FAMÍLIA E DAS SUCESSÕES DA COMARCA DE ______- MT.

 

     

NOME E QUALIFICAÇÃO (PAI).

      

NOME E QUALIFICAÇÃO (FILHO).

.

vêm, em conjunto, através da advogada infra-assinada (procuração anexa) à honrosa presença de Vossa Excelência, requerer a HOMOLOGAÇÃO de

EXONERAÇÃO DE ALIMENTOS CONSENSUAL MAIORIDADE CIVIL

pelos fatos e fundamentos que passam a expor:

O primeiro Requerente Sr. _____é genitor dos requerentes _______ (certidão de nascimento anexa) e por força do acordo judicial homologado em ______, restou obrigado ao pagamento de pensão alimentícia aos filhos, no valor mensal de R$_________, valor este correspondente a ______________% do salário mínimo vigente à época dos fatos, com vencimento para o dia _________ de cada mês (cópia anexa do acordo).

A obrigação alimentar vem sendo cumprida mensalmente, sendo depositado na conta da genitora e estando quitada até a presente data (comprovante de depósito anexo).

Ocorre, no entanto, que os Requerentes chegaram ao consenso de ser desnecessária a continuidade do pagamento da verba alimentar, tendo em vista que os alimentandos já atingiram a maioridade civil, associado ao fato que já estão inseridos no mercado de trabalho e conseguem se manter com o fruto do seu labor.

O presente pedido de exoneração encontra amparo legal no artigo 15, da Lei nº 5.478/ 1.968 (Lei de Alimentos); artigo 505, I, do Código de Processo Civil; artigo 1.635, III, e 1.699, do Código Civil; e Súmula 358, do STJ: O cancelamento de pensão alimentícia de filho que atingiu a maioridade está sujeito à decisão judicial, mediante contraditório, ainda que nos próprios autos.

Ante todo o exposto, REQUER:

    a) Após a ouvida do ilustre representante do MINISTÉRIO PÚBLICO, seja homologado o presente acordo, para que produza todos os seus efeitos, exonerando e extinguindo a obrigação alimentar do Requerente ______ em favor dos Requerentes _____;

    c) os Requerentes declaram, expressamente, que não possuem interesse recursal, desistindo desde logo de eventuais recursos contra a r. Decisão que homologar o presente acordo, de forma a permitir que produza seus efeitos tão logo publicada; e

    d) seja deferida a Gratuidade da Justiça, nos termos do artigo 98 e seguintes, da Lei nº 13.105/ 2.015, artigo 5º, inciso LXXIV, da Constituição Federal e artigo 4º, da Lei nº 1.060/ 50, por não possuírem condições financeiras para arcar com as despesas e custas processuais, sem prejuízo do próprio sustento e de seus familiares.

Atribui-se à causa o valor de _____________ (12 vezes o valor da pensão - NCPC- 292, III)

Nestes Termos,

Pede deferimento.

Local, data.

1 - Requerente Alimentante:

2 - Requerente Alimentando:

3 - Requerente Alimentando:

ADVOGADO(A)

OAB


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pela autora. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Tratamento de Dados do Jus.

Regras de uso