Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Robyy
    02/02/2009 14:22 | editado

    É que acompanho um processo e não entendi esses termos...Gostaria de saber se tem ou não mandado de prisao..

    5/6/2007 Arquivamento sem baixa no Distribuidor (Provi

    1/6/2007 Certidão CERTIFICO E DOU FÉ, que o réu ---------, não foi encontrado para tomar ciência do Libelo Crime Acusatóro, conforme decisão de 247. NADA MAIS. Eu, Escrivã Designada que o fiz digitar e assino.

    18/05/2007 Ofício Expedido Ofício n. 866/2007-aaasc, 18 de maio de 2007. ????? Referência: Processo n. 1999/334. Parte autora: MINISTÉRIO PÚBLICO Parte ré: ------ ????? Senhor Superintendente, ????? Por determinação do(a) MM.(ª) Juiz(a) de Direito, Lidio Modesto da Silva Filho, pelo presente, encaminho a Vossa Senhoria, para conhecimento e providências que entender cabíveis, cópia do Mandado de Prisão nº 57/2007, expedido em desfavor do Réu(s): ---------

    18/5/2007 Mandado de Prisão Expedido Mandado de Prisão ME112 Condenação: Motivo da Prisão:

    Decisão Interlocutória Vistos, O réu ******foi pronunciado como incurso nas sanções dos arts. 121, “caput” c/c art. 29, ambos do Código Penal, conforme sentença de fls. 145/151, sendo intimado pessoalmente à fl. 194. Todavia, não foi localizado para intimação pessoal do Libelo Crime Acusatório. Diante da certidão de fl. 239-v, o oficial deixou de intimar o acusado do libelo, pois o mesmo abandonou a sua família. O representante do Ministério Público, à fl. 243, veio requerer a decretação da prisão preventiva do acusado, vez que o mesmo não foi localizado em sua residência não sendo possível proceder a sua intimação. Por se tratar de nulidade absoluta a falta de intimação do réu mediante recibo, nos termos do art. 564, III, alínea “f”, do CPP, outro caminho não há, senão determinar a captura do réu, que, ao que parece, pretende furtar-se da aplicação da Lei Penal, quando não indica seu paradeiro. Ante o exposto, expeça-se imediatamente o mandado de prisão contra o acusado *****, encaminhando-se cópias do referido mandado aos órgãos competentes. Ciência ao Ministério Público. Cumpra-se.
    Se vcs puderem me ajudar desde já agradeço!
  2. Robyy
    02/02/2009 21:54

    Por favor alguem???:(
  3. Max Cunha
    02/02/2009 22:34

    Sim, o mandado de prisão foi expedido.
  4. Max Cunha
    02/02/2009 22:36 | editado

    Continuando....

    No entanto, por não ser localizado o réu, não é motivo para prisão, pode se impetrar Hábeas Corpus e revogar tal decreto prisional, se precisar te forneço jurisprudência para este caso.

    Segue uma em caso análogo do Supremo Tribunal Federal:

    HC 90756 / SP - SÃO PAULO
    HABEAS CORPUS
    Relator(a): Min. MARCO AURÉLIO
    Julgamento: 11/03/2008 Órgão Julgador: Primeira Turma


    Publicação

    DJe-107 DIVULG 12-06-2008 PUBLIC 13-06-2008
    EMENT VOL-02323-03 PP-00493Parte(s)

    COATOR(A/S)(ES): RELATORA DO HC Nº 76070 DO SUPERIOR TRIBUNAL DE
    JUSTIÇAEmenta

    HABEAS CORPUS - OBJETO - PRONUNCIAMENTO INDEFERINDO LIMINAR. Na dicção da ilustrada maioria, em relação à qual guardo reservas, não cabe habeas corpus contra ato monocrático que implicou o indeferimento de liminar em idêntica medida. HABEAS CORPUS - CONCESSÃO DE OFÍCIO. Uma vez verificado constrangimento ilegal, ainda que no bojo de habeas corpus inadmitido, cumpre a concessão da ordem de ofício. Isso ocorre quando a prisão preventiva foi decretada pelo simples fato de os acusados não haverem comparecido à audiência para a qual intimados, deixando-se de observar o disposto no artigo 366 do Código de Processo Penal no que remete a preceito constante do mesmo Diploma - artigo 312.

    Decisão

    A Turma, por maioria de votos, conheceu do
    pedido de habeas corpus; vencidos a Ministra Cármen Lúcia e o
    Ministro Menezes Direito. No mérito, deferiu a ordem, nos termos
    do voto do Relator. Unânime. 1ª Turma, 11.03.2008.
  5. Robyy
    03/02/2009 00:23

    Obg senhor Max...mas então essa pessoa nao é considerada foragida?
    Isso prescreve mesmo tendo mandado?
  6. Vanderley Muniz - advocaciamuniz@yahoo.com.br
    03/02/2009 09:49

    Usuário suspenso

    Só que, neste caso, o mandado de prisão foi expedido em razão da Sentença de Pronúncia, inclusive, caso tenha tido recurso, mantida no Tribunal.

    Neste caso o habeas corpus é dé difícil provimento já que houve o trânsito em julgado e o acusado não pode mais pleitear o direito de recorrer em liberdade.

    O processo já está na fase do recebimento e respostas do libelo acusatório, fase incial da caminhada em direção ao Tribunal do Juri.

    Abraços!!!
    advocaciamuniz@yahoo.com.br
  7. Robyy
    03/02/2009 10:45

    Em 2010 fará 21 anos o ocorrido, então mesmo ele não sendo localizado o mesmo prescreve?
    Ou não??
    Se caso ele for pego o que acontecerá??
    Obrigada Sr Vanderley
  8. Robyy
    03/02/2009 12:13

  9. Vanderley Muniz - advocaciamuniz@yahoo.com.br
    03/02/2009 16:04

    Usuário suspenso

    Em 2010 fará vinte e anos do ocorrido mas o prazo se conta da sentença de procúncia que deve ser recente.

    Então deve faltar para a prescrição pelo menos uns 18 anos já que, ao que parece, a última interrupção do prazo foi em 2007.

    O ideal é o acusado se apresentar através de advogado, justificar a ausência e ou desaparecimento requerendo a revogação da sua prisão.

    Ao contrário do que eu pensei inicialmente o mandado de prisão não é por força da sentença de pronuncia e sim, e tão somente, por não ter sido encontrado para a intimação.

    Neste caso cabe o habeas corpus mencionado pelo Max, já que o simples fato de o réu não ser encontrado não é requisito do artigo 312, do Código de Processo Penal.

    Existe ausência de fundamentação, mera ilação de cunho subjetivo na decisão do juiz: "...ao que parece, pretende se furtar à aplicação da lei..."

    A prisão de qualquer cidadão só é possível quando há motivos concretos e não simples suposição de ele PRETENDE não ver a lei aplicada.

    Abraços!!!
    advocaciamuniz@yahoo.com.br
  10. Robyy
    03/02/2009 18:04 | editado

    Eu não quero defender essa pessoa, quero entrega-la a policia, pois sei o paradeiro..
    mas pelo q se percebe ele pode nao ficar preso neh...:(
  11. Max Cunha
    03/02/2009 18:41 | editado

    Ele pode impetrar Hábeas córpus a qualquer momento, para H C sempre existe possibilidade, H C é um preceito constitucional de envergadura maior, em qualquer fase processual pode ser impetrado, os resultados dependem da argumentação e no direito fundamentado, em suma, depende de um bom advogado.

    Qualquer pessoa pode assinar a petição de HC, nem precisa ser advogado, pode ser parente ou amigo, ou ainda, a própria pessoa. Se precisar te passo, gratuitamente, um modêlo com instruções e você toma as providências. (lewteb@hotmail.com)

    Mandado de Prisão, os antigos não prescrevem, no entanto, os novos, segundo determinação do Conselho Nacional de Justiça terão um prazo de validade.
  12. SEERDOF
    02/09/2009 12:39

    olha fui jugado depois de recorrer a uma decisao do juiz que inpunha que eu cumpri-se 7 anos e 4 meses de reclusao quando recorrido foi imposta a pena de 6anos e 4 meses de prisao o caso transita em julgado como faço para poder nao ser preso e nao ir para semi liberdade ou seja como faço pra reabrir o caso e ganhar mas tempo sera que existe uma possibilidade para isso ha e tambem como faço pra ver se eu ja tenho mandado de prisao na vec
  13. Isabel/SC
    02/09/2009 16:06

    Gostaria de saber se existe algum lugar que possa ser visto se uma pessoa ainda encontra-se com mandado de prisão em aberto, esta pessoa mora em Santa Catarina e o mandado é de São Paulo pois o crime foi cometido em SP. Obrigado
  14. Robyy
    03/02/2011 12:45

    eu tbm gostaria de saber Isabel

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS