Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. Luiza Carvalho_1
    13/10/2010 16:52

    Em Janeiro de 2009 fiz uma compra com cheque pós datado para 27 de Fevereiro de 2009.
    Como tive dificuldades fiz contato com o credor pedindo um prazo um pouco maior e foi combinado que eu resgataria o cheque na data acordada em outra filial de sua empresa. O que ocorre é que na data fui até a filial para efetuar o pagamento e o cheque não estava no local. A funcionária que me atendeu fez contato com a matriz e ficu acertado que enviariam o cheque depois e fiz o pagamento contra recibo.
    Agora, um ano e sete meses depois ( 13/ Out./ 2010), aparece em minha porta um cobrador com o cheque em mãos, dizendo-se cobrador da tal loja e que o cheque estava em aberto.
    A esta altura não sei se vou achar o tal recibo e a pergunta é :

    Este cheque nunca foi depositado, pode ser depositado ou executado mesmo depois de 1 ano e meio? O cheque não está prescrito em 7 meses, contando com os 30 dias da prescrição da cobrança/depósito?
  2. Paulo Henrique / Advogado - Belo Horizonte/MG
    14/10/2010 11:46

    Luiza,

    A prescrição de 06 meses é para execução do cheque. Após esse prazo o cheque perde a força executiva, mas, pode sim ser cobrado via ação monitória ou ação de cobrança num prazo de 05 anos.
    Se vc pagou o cheque, aconselho encontrar o recibo, para evitar maiores aborrecimentos.

    att.

    paulohgcamargos@gmail.com

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS