Respostas

26

  • Alexandre - MS

    a lei nao preve uma idade mínima. a regulamentação do direito de visita exige bom senso e primordialmente observa o melhor interesse da criança.

    particularmente, entendo que desde que esta criança esteja absolutamente habituada com o convivel paterno e nao mais se alimente do leite materno, em tese, nao haveria problema.

  • Insula Suspenso

    Kassiano, acho dificil essa possibilidade de pegar pra sair com o bebê. Ela é muito nova e não vai curtir passeios, muito pelo contrário, vai se expor à poluição (ar e sonora) e outros perigos para um ser tão novo ainda.

    Mesmo que não esteja mais amamentando no peito da mãe, existem inumeras situações que somente quem está mais acostumado ou preparado poderia atender às necessidades da criança, o que dificilmente poderá ser o pai. Como ela é um ser vivo, não pode ser vista como algo que alegra e distrai, ou um bem que pertença a esta ou aquela pessoa, ficando o direito dela acima do seu, neste caso.

    A mãe facilmente pode negar essa possibilidade. Não quer dizer que não possa visitar o nenê. Nessa visitas poderá ir aprendendo a lidar com a pequena, e com o tempo (e quando ela estiver mais firme, mais alerta e menos dependente dos cuidados maternos) vc poderá pleitear saídas para passeios.

    Existe um laço biológico inegável entre a cria e sua geriatriz (quem lhe gerou no ventre), as necessidades do recém-nascido só encontra satisfação com os cuidados maternos, com o tempo essa dependência diminuem - mas não cessa - se mantendo por muito tempo ainda. Por isso, meu amigo, o velho ditado: O Pai pode ser qualquer um, mas a Mãe é só uma."

    Não há impedimento legal a que vc pleiteie, mas as chances são ínfimas.

    Boa sorte.

  • Julianna

    Julianna

    olha só, já vi juiz conceder pernoites para o pai com uma criança de 9 meses.
    O pai visitava a cça toda a semana na casa da genitora, e aos finais de semana saía para pequenos passeios Desde os 6 meses, pois nesta idade a mãe voltou a trabalhar e parou de amamentar.
    Aos 9 o pai se sentiu seguro pra passar o final de semana todo com a cça, e pleiteou o direito.
    Ganhou.
    Agora, cada caso tem suas peculiaridades, e são muito bem analisados antes de serem decididos.
    Se o pai tem contato esporadico e a cça não eh segura estando só com ele, por certo q não vai conseguir.
    Agora, o fato do mundo ser poluído e barulhento em nada tem a ver e nem influência na decisão do juiz, pois bem se sabe q deixar a cça de quarentena, ou trancada em casa desde que nasce até certa idade pra evitar doenças eh pura crendice.
    A cça desde que nasce e vai pra casa deve tomar banhos de sol pela manhã, passear ao ar livre para que seu organismo produza anti corpos, e adquira um corpo forte pra enfrentar as bacterias que nos rodeiam.
    Já foi o tempo q as cças demoraram dias até pra abrir os olhos depois q nasciam, pois ficavam em quarentena, no escuro, no quarto sem ventilação, todos "encapsulados" e enroladinhos como mumias em cueiros.
    1 ano de idade se não precisa de nenhum cuidado especial com a saúde, pode passear a vontade, brincar no parquinho, na areia, com os pés no chão, que não tem problema.
    Se querem uma cça paradinha em casa vestidinhas e limpa-las sempre comprem uma boneca. Cça se suja, se machuca, fica doente, pega resfriado, coisas assim. Normais.
    Não eh o fato da poluição q impedirá o pai de poder sair com o filho, gente.
    Abraços**

  • safira azul

    Minha filha tem 8 para 9 anos, nunca conviveu com o pai. Ele apenas a via de vez em quando como se fosse apenas um brinquedinho bonitinho. A menina não se sente bem com ele, pelo fato de ser estranho a ela, além de outros agravantes. gostaria de saber se um juiz poderia autorizá-lo a viajar com ela pra bem distante da mãe, cerca de 2500 km, contra a vontade da criança e sendo qeu a mãe não tem sequer o endereço dele e nem telefones de contato.

  • maedeseperadaa

    tenho uma filha de um ano,ela é muito apegada a mim,so come se for comigo,o pai mal vem ve la,qndo vem a menina fica estranhando,agora ele vem falar que vai vim pegar ela pra passar o domingo com ele.ele tem esse direito?e com que idade ele pode fazer isso?ela não fica com ninguem.só uma pessoa alem de mim que ela aceita que é a minha irma.isso não sera bom pra ela.me ajudem

  • Eduardo

    Tem direito e com qualquer idade. Se o pai não tentar se aproximar da filha, como ela vai deixar de ser tão apegada a vc? Como irá deixar de estranhá-lo? A não ser, é claro, que te interesse manter o pai bem longe da filha.

  • pappai

    se sua fiha so como se for com vc, vc precisa dar um jeito nela... esta fazendo a criança excessivamente dependente.... será q se fosse passear com sua mãe, ela tb não comeria??? será que nao é só pq é com o pai.....