Pensão: posso pedir revisão se não está suprindo as necessidades do meu filho?

Meu filho faz tratamento com psiquiatra e seus remédios são caros,ele tem TDA e hiperatividade,também bipolar,ele tem 11 anos,na época do processo de pensão seu pai ganhava 1 salario minimo ,hoje ele ganha bem mais,posso pedir revisão de pensão sobre o que ele ganha calculando a porcentagem pelo salario dele atual?Foi decidido 35% do salario minimo mais 50% das despesas hospitalares,porem depois de ficar 8 anos nos EUA ele voltou ao Brasil,teve outro filho e comprando um apartamento em área nobre da capital diz que pode pagar apenas 200,00 porque seu condomínio é caro ,negligencia atenção também a criança,quando ele morava fora ligava de 4 em 4 meses se eu pedisse,voltando ao Brasil tem o mesmo comportamento,sempre evitando desculpas para não ve-lo e nem ligando,a depressão e os problemas psiquiátricos começaram pós ele ter saído do Brasil,creio sua participação na vida do meu filho ajudaria,eu me mudei de Estado e me casei,estou sem emprego,os remédios tarja preta não se consegue de graça,são remédios caros que ficam mais de 200 por mes,mas o pai dele diz que é pra eu me virar,acham que eu conseguiria que ele tivesse obrigação de visitar a criança e aumento na pensão,os remédios entram nesse 50% das despesas hospitalares ?Ele está fora da lei pagando apenas 200reais?

Respostas

11

  • LALINHA 5

    vivia, voce pode pedir a revisao.
    mas tenha em mente que a obrigaçao de sustentar os filhos sa 50% do pai e 50% da mae, portanto voce tambem tem que ajudar.
    ele ter comprado apartamento nada tem a ver com a questao da pensao alimenticia.
    ele tambem pode alegar que nao tem condiçoes de pagar mais porque tem outro filho.
    essas despesas hospitalares sao referente a que?
    ele nao esta fora da lei, pois esta pagando o que foi estipulado pelo juiz na sentençpa, estaria em debito com o criança se ele nao estivesse pagando a pensao.

  • Vivia

    As despesas são obrigatórias pelo psiquiatra são mensais ,como bipolar e com dificuldade de atenção e controlar seu humor as escolas não aceitam em sala de aula sem medicação,a pensão na época foi feita baseada em uma salario hoje ele ganha mais de dois,e só paga 200 reais e não esta cumprindo os 50% das despesas hospitalares,nao ajuda nos remédios que por mês fica mais de 200 reais,a falta do remédio faz com que ele fique agressivo e impossível seu comportamento na sala de aula e em casa e no momento estou desempregada.

  • Juraci Flores

    E me impressiona como sabem o valor do salário para querer pedir revisão? Como a Vivia sabe que o salário do ex é o dobro? Se não tem contato é difícil saber... a menos que tenha uma sogra que nem a minha, que conta até como a gente respira dentro de casa... aff

  • Renato Solteiro Suspenso

    Sou muito favorável à pensão alimentícia. Quem já leu pelo menos uma linha do que escrevi no jus sabe que sou contra quem foge de pagar pensão. Porém, acho que há algumas coisas que pelo visto estão tão enraizadas na nossa sociedade que passa batido.

    Como alguém que esteja desempregado e que não contribui financeiramente com um centavo para a criação de um filho tem a coragem de falar em aumento dos gastos, sem cogitar.......trabalhar.

    Eu perdi alguma coisa da evolução humana? parem o ônibus que quero descer. Mães de tetraplégicos trabalham. Mães de crianças com todas as doenças já catalogadas neste planeta trabalham. Uma pessoa dizer que os gastos do filho aumentaram, que o marido já paga X e que por isto ele deve pagar mais e, que ela não trabalha é algo natural?

    Isto não causa nenhum tipo de repulsa? Basta um texto triste para esconder o que é óbvio? Tenho filho, não trabalho e quero que o pai pague mais. Que pinga é esta?

  • Vivia

    Devo dizer que quem me diz o valor que ganha é o próprio pai da criança n somos inimigos, já aconteceram atrasos de ate 4 meses de pensão,quando se tem trabalho vc supre mas quando n tem uma mãe que zela e sabe que seu filho n pode ficar sem remédios se preocupa, como alguém pode acusar uma mãe que até então pagou 240 reais todo mês nos remédios do filho,que dá comida,roupa e tudo mais,que só quer a revisão pq n consegue trabalho,não me julgo incapaz e muito menos pior que ninguém ,meus problemas n são os maiores do mundo,acho que quem julga é o juiz,eu estou aqui pedindo informação,não estou pedindo esmola a ninguém deveriam respeitar as pessoas,sempre trabalhei e pinga n faz parte do meu cotidiano,nem pus impedimento para isso apenas no momento n estou trabalhando,se n puder ajudar n deveriam ofender as pessoas .

  • Renato Solteiro Suspenso

    "eu me mudei de Estado e me casei,estou sem emprego"

    Nós tomamos nossas decisões e arcamos com as consequências delas.

    A propósito nobre indignada poderia transcrever onde foi que te ofendi? Se dizer a verdade é ofensa sou réu confesso.

  • Vivia

    Você tem filhos Renato?Sabe algo sobre hiperatividade ou bipolar?A questão foi que resumi a historia pois não estou discutindo a minha vida aqui,arrumei vários empregos de muito tive que sair pelos constantes chamados de escolas e creches em que só eu era responsável,o pai do meu filho e nem a família dele ajuda com a presença na vida dele,é uma criança que já teve depressão severa e tentou se matar com oito anos pela ausência do pai,frequenta psicólogos e psiquiatra,posso garantir que o tratamento dele nunca teve um passo de alguém que n fosse eu,como me dediquei apenas a criança depois dele com 11 anos me casei tendo assim que me mudar,numa cidade diferente e não tenho conhecidos,ainda n tenho emprego,não disse que não podia trabalhar.Mas isso nada tem a haver com minha pergunta,pedi uma opinião,sobre ele n esta pagando a metade dos remédios se p justiça estaria certo,nao pedi opiniao na minha vida.

  • Vivia

    Está ai as partes que vc me acusa de n dar nada a meu filho sendo que eu cuido dele e para n faltar que estou cogitando pedir revisão,pinga n gosto nem do nome, estou sem trabalho n por vontade própria.

    Devo te perguntar me responda Renato algo útil posso as visitas meu ex quis livre,porém usou isso para n ver a criança,ele fica doido p passar as ferias já que o pai há pouco tempo mora no Brasil,mas ele sempre da desculpas diz que ele é difícil e n tem paciência com filho e não é obrigado a ficar com ele nas ferias ,nem visita-lo,ja que está escrito visitas livres,com relação a isso posso fazer algo?Tenho laudos psicologicos que o desprezo do pai causa mal a ele.



    Esta ai onde achei que me ofendeu ;Como alguém que esteja desempregado e que não contribui financeiramente com um centavo para a criação de um filho tem a coragem de falar em aumento dos gastos, sem cogitar.......trabalhar.
    ele deve pagar mais e, que ela não trabalha é algo natural? Isto não causa nenhum tipo de repulsa? Basta um texto triste para esconder o que é óbvio? Tenho filho, não trabalho e quero que o pai pague mais. Que pinga é esta?

  • Renato Solteiro Suspenso

    Vivia,

    Me desculpe, mas seu problema não é comigo é com o idioma. Aproveitei o tema para falar de algo que acho um absurdo, qual seja pessoas que não trabalham argumentarem que querem mais pensão porque o outro ganha mais.

    Talvez nunca tenha lido nada que tenha postado aqui, mas pode ter certeza mais do que absoluta que se fosse pra você, teria seu nome lá. Nunca me dirigiria a você especificamente porque tinha pouca informação a respeito.

    Sim, reconheço que minha manifestação está no post que você criou mas é pra isto que servem os foros de discussão. Sobre a sua vida pessoal, te desafio a encontrar uma única linha do meu texto que trate de você especificamente.