Mãe não cuida bem da criança que recebe Pensão Alimentícia Judicial

Sérgio Faustino perguntou Quinta, 29 de agosto de 2013, 22h54min

Olá Srs!

Venho por meio desta, expressar a minha indignação com a mãe de minha filha e seus familiares.

Tenho uma filha de quatro anos e seis meses de um relacionamento de quase 7 anos que morei junto com a mãe da minha filha. Não éramos casados no papel. Quando decidi me separar dela, minha filha tinha ± 1 aninho de idade. Sai de casa por várias questões que não vem ao caso, logo após ela entrou com uma Ação de Alimentos (Pensão Alimentícia), sabendo que eu ganhava bem e tenho uma boa profissão.

Obs.: Contratou uma Advogada particular sem ter condições de pagar. deve ter usado o próprio dinheiro de pensão que receberia para pagar a Advogada, pois ela não trabalhava.

Vou direto ao assunto da minha indignação durante esses anos que se passaram.

1) Pensão Alimentícia Judicial com desconto em folha de pagamento de 25% dos meus rendimentos líquidos, com horas extras, adicional noturno, 13º, férias e verbas rescisórias.

Minha filha recebe ± 930,00 reais de pensão por mês e quando chega férias com décimo terceiro e salário normal juntos minha filha recebe ± 2,500.

Minha filha tem convênio medico e odontológico pagos por mim.

Tivemos uma audiência e concordei com os 25%. Pois é um direito da minha filha e o meu dever de cumprir com minha obrigação de pai que ama, mesmo longe dela de dar o direito dela ter o sustento necessário para se manter. O direito a alimentação, saúde, educação, lazer entre outras coisas como roupas, calçados, etc.

Até aqui que escrevi está tudo tranquilho nesses anos que se passaram. Más de uns tempos para cá ando notando muitas coisas erradas por parte da mãe e sua responsabilidade e administração dos recursos de pensão que são dados a criança.

2) Nesse um ano que se passou quando pego minha filha percebo uma aparência nem sempre boa, quanto as roupas, sapatos, cabelo, etc. Várias vezes peguei minha filha com piolhos e lêndeas tendo que dar um trato nela sempre que eu á levava pra minha casa. Roupas sujas nos dias de eu ficar com minha filha. Roupas batidas de tanto usar, sapatinhos velhos e dos mais baratos, leite e achocolatados dos mais baratos, etc.

Já faltou a várias campanhas de vacinação da criança, e não leva regularmente a criança no pediatra....tudo era eu quem fazia

E a minha indignação estava aumentando...

Sempre estava cobrando um maior cuidado com minha filha por parte da mãe, sempre reclamando do valor que ela estava recebendo e a criança não estava sendo bem cuidada....E era discuções e mais discusões.

3) Minha filha entrou na escolinha no começo desde ano e quando ela foi matriculada tive que ficar cobrando a compra dos materias, livro que a escolinha pediu e uniformes. O livro ela só foi correr atrás quase no meio do ano e o uniforme demorou pra ela comprar e sempre eu cobrando....um mão sem compromisso e desleixada. Eu pra ajudar até estava levando minha filha na escolinha e quando eu dei um basta pra ver se ela se virava (Mãe), deixou de levar a menina na escolinha. Liguei e a diretora falou que minha filha já não estava frequentando as aulas haviam 2,5 meses...

E a minha indignação estava aumentando ainda mais...

E por fim o que aconteceu a seguir foi a gota d'água para eu buscar ajuda de especialistas e pessos que já passaram por isso.

Sei que existem mães zelosas mas também existem mães que se preocupam mais com os luxos e vaidades delas própria do que o bem estar de seus filhos. Gastam com cabelos, unhas, maquiagem, roupas, sapatos, bolsas e se esquecem dos filhos que estão em casa. Não que a mulher não mereça tanta vaidade, sim merece e muito, mas deve lembrar que uma criança de quatro anos necessita muito mais do que ela.

Bom, o que aconteceu realmente vou lhes contar agora, ocorrido dia 24/08/2013.

4) Fui buscar minha filha avisando antecipadamente, liguei as 10:00 da manhã e disse que pegaria ela as 11:30 da manhã de sábado. (Essas visitas não estão mencionadas na justiça porque decidimos por nós mesmos dos finais de semana eu ficar com minha filha. Passo a semana inteira longe dela e o final de semana não vejo a hora de ir buscá-la) Peguei minha filha toda descabelada, com as mesmas roupinhas batidas de sempre, com o narizinho sujo, sapatinho já bem usado...entrei no carro e não disse nada aceitando como sempre a situação. Más ao abrir a bolsa da menina, notei que nem uma roupinha nova tinha na bolsa pra ela sair comigo, passear. Tinham roupas bem usadas, uma calcinha, um litro de leite e um achocolatado pra mamadeira e um chinelinho, sendo que ela iria dormir em casa e também estava desprovida da mamadeira. Me indignei por isso e decidi reclamar ali na hora.

O que aconteceu?

A mãe da minha ex falou que se eu não saísse dali agora ela iria quebrar meu carro inteiro e depois a irmã da minha ex vei me agredindo arranhado meu rosto e tapas. Depois tirou minha filha a força de dentro do carro e disse que não iria mais levar a menina e minha filha saiu chorando chamando o papai, isso me cortou o coração. Não podia fazer nada nem revidar a agressão sofrida Me segurei firme e pensei em não fazer besteira batendo na minha ex cunhada. Fiquei com a bolsa da minha filha nas mãos, prova viva de que a mãe mau se importa com a filha. A mãe estava lá e nem se importou com a cena ocorrida, acho mais que eles queriam que eu agredisse a minha ex cunhada pra perder a razão.

Fui direto pra delegacia abrir um Boletim de Ocorrência registrando o acontecido...perdi meu sábado e o mais importante, a presença da minha filha pra dar amor e carinho pra ela.

Isso nada mais é do que Alienação Paternal, fora que me acusaram de usar drogas, etc.

Essa é a minha indignação contra essa mãe que usa o dinheiro indevido e não pensa na criança. Não me nego em pagar, mas quero que seja usado honestamente para o bem da criança e não pra sustentar as luxúrias da mãe e da familia dela.

Gostaria da ajuda de vcs!

Hoje sou casado, e tenho uma família. E o que mais busco é ter minha filha perto de mim sendo tratada com muito amor, cuidado e carinho.

Trabalho há 5,5 anos em uma empresa multinacional, tenho nível superior, formado em Tecnologia Mecânica.

Saudações,

Sérgio F.

Respostas

16

  • FJ Brasil

    FJ Brasil

    Sergio, como não tem a guarda nem as visitas regularizadas pela justiça, a mãe até esse momento só tem a guarda de fato... o melhor a fazer para sua filha, é você pegar ela no final de semana, e não devolver mais para a mãe...contrate um advogado, para ajuizar ação de guarda ... enquanto nada for decidido judicialmente a guarda provisória fica com você...porem é muito importante você ter provas...que a mãe é negligente com a criança... solicite junto a escolinha uma declaração que a criança não frequenta a escola...tenha testemunhas, que você é um pai zeloso e sempre cumpriu com suas obrigações, matérias e afetivas...
    após você conseguir a guarda, ai poderá solicitar a exoneração da pensão, e se desejar, solicitar que a genitora pague pensão para a filha...

    vejo que você tem grandes chances... mas lembre-se, tudo que você fizer daqui pra frente, não comente com ninguém....principalmente para mae da sua filha ou qualquer pessoa que tenho contato com ela...

    de um passo a frente, e não espere elea tomar uma providencia...
    contrate um advogado urgente...
    boa sorte

  • Sérgio Faustino

    Sérgio Faustino

    FJ...obrigado pelo seu comentário...

    Eu posso pegar minha filha e não devolvê-la mais e entrar com um pedido de guarda?

    Outras provas seriam a carteirinha de vacinação, o comprovante de matricula e frequencia na escolinha, a bolsa com as roupinhas que eu peguei na visita onde tudo ocorreu. Na bolsa tem as roupinhas usadas nas condições que eu disse.

    Eu tenho o BO da agressão da familia dela...posso usar como Alienção Paternal...

    E o que esqueci de comentar que: a mãe as vezes sai e deixa a minha filha sozinha na casa com as outras duas irmazinhas dela um de 10 anos e a outra de 11 anos.

    Uma vez peguei minha filha lá sózinha na casa com uma tesoura ponte aguda na mão podendo causar um acidente e com as outras irmazinhas dela sozinhas.

    A mãe descuidada já deixou a menina com um queimadura na mão esquerda com ferro de passar roupas, isso é uma evidência de descuido.

    No presente momento não tenho como pagar um Profissional da árae de advocacia, vou ter que recorrer a defensoria plública aqui de Sorocaba Sp.

    Obrigado.

  • FJ Brasil

    FJ Brasil

    Sergio,
    se você tem renda superior a mais de 3 salários mínimos, dificilmente vai conseguir pela defensoria publica...

    Contratar um advogado para ajuizar uma ação de guarda, você não vai pagar um absurdo, e muitos profissionais, parcelam os honorários...dentro das suas possibilidades...

    Além do mais, com advogado particular, normalmente o processo tem mais agilidade...

    Quanto aos fatos, você pode colocar tudo isso na petição...mas tudo que você falar, terá que provar...

    O que não pode é levar para o judiciário picuinhas...

    Se provar que a mae deixa a criança com outras duas menores, isso é bom para você..

    O ideal, é você pegar a sua filha, e não devolve-la para a mãe... mesmo que ela chamar a policia... você só devolve com ordem judicial... por isso é importante você pegar a criança e já na segunda-feira o seu advogado dar entrada na ação de guarda...

  • FJ Brasil

    FJ Brasil

    No seu caso, ainda não vejo como alienação parental...pois, você não tem nem as visitas regularizadas pela justiça... esta acontecendo fatos isolados, no qual a criança é quem mais esta sofrendo com a negligencia da mãe...

  • MSF F

    MSF F

    FJ...

    Fiquei meio confusa, a pensão alimenticia é judicial, quando foi acordado essa pensão, não ficou estipulado que a guarda era da mãe? Não é automatico isso?

    Sergio F


    Muitas mães fazem tudo isso que vc mencionou de propósito, mandar roupas velhas, roupas sujas, por pura pirraça, pra que se o pai quiser andar com a filha bonita, ele que compre, ele que se vire, sua filha pode até ter roupas novas, bonitas, mais a mãe guarda só pra sair com ela.
    Conheço bem isso, a mãe de minha enteada nas visitas, fazia questão de retirar até a chupeta da boca dela, ela so vinha pra minha casa com a roupa do corpo, e as vezes ainda era um pijama bem velhinho, tudo tinhamos que comprar aqui, fora a pensão.
    Hj, temos a guarda dela, e ela passa os domingos com a mãe, sempre faço questão de mandar ela linda, com roupas novas, sapatos novos, diferente do que a mãe fazia, mais ainda hj a mãe dela gosta de provocar, as vezes devolve ela com uma roupinha bem velha, daquelas bem desbotadas, mais é por pirraça.
    Quando conseguimos a guarda, ela se negou a entregar as roupas da filha, só entregou com ordem judicial, vieram em duas sacolinhas plasticas, só coisa que não servia, e roupas velhas, quando chamamos o conselho tutelar pra ver aquilo, foram cinicas em dizer que o que era bom pra nós, poderia não ser o bom que ela podia oferecer, que aquelas roupas, era o bom que ela podia oferecer pra filha, e aí, te pergunto, o que ela fazia com a pensão então????????

  • SulaTeimosa

    SulaTeimosa Suspenso

    "Peguei minha filha toda descabelada, com as mesmas roupinhas batidas de sempre, com o narizinho sujo, sapatinho já bem usado...entrei no carro e não disse nada aceitando como sempre a situação. Más ao abrir a bolsa da menina, notei que nem uma roupinha nova tinha na bolsa pra ela sair comigo, passear. Tinham roupas bem usadas, uma calcinha, um litro de leite e um achocolatado pra mamadeira e um chinelinho, sendo que ela iria dormir em casa e também estava desprovida da mamadeira. Me indignei por isso e decidi reclamar ali na hora. "

    Mano, não vai rolar.

    Nem negligência isso configura.

    Como disse o FJ, são fatos isolados. Relaxa, respira, e não use a criança de cabo de guerra. Vc vê as coisas de um jeito e ela pode ver de outro, vc gosta de tudo no lugar e ela tudo largado. É só isso.

  • Sergio F

    Sergio F

    Sula....respeito sua opinião!

    Más vc não está passando por isso, é muito dificil!

    Nunca usei minha filha como cabo de guerra!

    Sim com certeza a mãe é desleixada, diferente de mim que sempre fui organizado e cuidadozo. E isso foi um dos fatores porque não fiquei com a mãe dela. No começo era uma coisa, depois se tornou outra bem diferente daquilo que era.
    Talvez eu esteva vendo com um olhar mais crítico e ela nem tanto nesse caso, mas são vários fatores que mostram um mãe relaxada vamos dizer assim.

    Obrigado pela opinião!

  • Sergio F

    Sergio F

    MSF...

    A pensão é judicial más não falou nada sobre a guarda da criança, somente de pensão fala.

    Pretendo entrar com o pedido de guarda!


    Com certeza deve ser por pirraça da mãe tbém todas essas atitudes.

    Li o que vc escreveu e é o mesmo caso que estou passando a mesma experiência, dura de ver e passar!

    Agora que sou casado ela tenta de todas as maneiras tirar a minha paz!

    Belo exemplo que vc deu a mãe, sempre levando a menina com roupinhas novas para visitar a mãe. Nem mãe vc é da criança mas a trata como se fosse filha. Isso é um caracter e cuidado de pessoas que são zelosas.

    Obrigado por dividar essa experiência!