Capa da publicação  Como a inteligência artificial pode ajudar nos tribunais de contas?

Como a inteligência artificial pode ajudar nos tribunais de contas?

Leia nesta página:

O uso da IA nos tribunais de contas pode trazer diversos benefícios: agilidade na análise de dados, detecção de padrões e tendências, redução dos erros humanos etc.

Os tribunais de contas são órgãos públicos responsáveis por fiscalizar a aplicação dos recursos públicos, garantindo a transparência e a eficiência na gestão financeira dos órgãos governamentais. Com o avanço da tecnologia, esses órgãos estão buscando maneiras de otimizar seus processos e garantir uma fiscalização mais precisa e ágil. Uma das soluções encontradas é o uso da inteligência artificial.

A inteligência artificial (IA) é uma área da ciência da computação que busca desenvolver sistemas capazes de realizar tarefas que normalmente exigiriam a inteligência humana. Essa tecnologia tem sido aplicada em diversos setores, como saúde, educação e finanças, e agora também está sendo utilizada pelos tribunais de contas.

O uso da IA nos tribunais de contas pode trazer diversos benefícios. Um dos principais é a agilidade na análise de dados. Com a quantidade cada vez maior de informações a serem analisadas, a IA permite que os tribunais processem esses dados de forma mais rápida e eficiente, identificando possíveis irregularidades e fraudes de forma mais precisa.

Além disso, a inteligência artificial pode auxiliar na detecção de padrões e tendências, o que facilita a identificação de problemas recorrentes e a proposição de soluções mais eficazes. Com a análise de grandes volumes de dados, a IA pode identificar comportamentos suspeitos e indicar áreas que necessitam de maior atenção por parte dos gestores públicos.

Outra vantagem do uso da IA nos tribunais de contas é a redução dos erros humanos. Ao automatizar processos e análises, a tecnologia minimiza a possibilidade de falhas e garante uma fiscalização mais precisa e imparcial. Além disso, a IA também pode auxiliar na identificação de inconsistências e contradições nos documentos analisados, aumentando a confiabilidade dos resultados obtidos.

Outra forma pela qual a inteligência artificial pode ajudar nos tribunais de contas é através do uso de chatbots. Esses assistentes virtuais podem responder a perguntas frequentes dos cidadãos e auxiliar na orientação sobre como proceder em determinadas situações. Dessa forma, é possível melhorar o acesso à informação e promover a transparência nas ações dos tribunais.

No entanto, é importante ressaltar que a inteligência artificial não substitui o papel dos profissionais responsáveis pela fiscalização. A tecnologia é uma ferramenta que auxilia no trabalho desses profissionais, fornecendo informações e análises que podem subsidiar suas decisões. O uso da IA nos tribunais de contas não tem como objetivo substituir os auditores, mas sim potencializar suas capacidades e tornar a fiscalização mais eficiente.

Em resumo, o uso da inteligência artificial nos tribunais de contas é uma tendência que busca otimizar a fiscalização dos recursos públicos. Com a capacidade de processar grandes volumes de dados e identificar padrões e tendências, a IA pode auxiliar na detecção de irregularidades e na proposição de soluções mais eficazes. No entanto, é importante ressaltar que a tecnologia não substitui o trabalho dos profissionais responsáveis pela fiscalização, mas sim os auxilia, tornando o processo mais ágil e preciso.


Notas e Referências

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>. Acesso em: 08 de jul. de 2023.

BRASIL. Tribunal de Contas da União. Disponível em: < https://portal.tcu.gov.br/inicio/>. Acesso em: 08 de jul. de 2023.

BRASIL. Tribunal de Contas do Estado do Piauí. Disponível em: <https://www.tcepi.tc.br/>. Acesso em: 08 de jul. de 2023.

TCE/PI. Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. Disponível em: <https://www.tce.pi.gov.br/wp-content/uploads/2021/07/LOTCE.-atualizada-2021.pdf>. Acesso em: 08 de jul. de 2023.

TCE/PI. Regimento Interno do Tribunal de Contas do Estado do Piauí. Disponível em:<https://www.tce.pi.gov.br/wp-content/uploads/2022/01/REGIMENTO_INTERNO_WORD-atualizado-ate-05-01-2022-.pdf>. Acesso em: 08 de jul. de 2023.

Assuntos relacionados
Sobre os autores
Benigno Núñez Novo

Pós-doutor em direitos humanos, sociais e difusos pela Universidad de Salamanca, Espanha, doutor em direito internacional pela Universidad Autónoma de Asunción, com o título de doutorado reconhecido pela Universidade de Marília (SP), mestre em ciências da educação pela Universidad Autónoma de Asunción, especialista em educação: área de concentração: ensino pela Faculdade Piauiense e bacharel em direito pela Universidade Estadual da Paraíba. Assessor de gabinete de conselheira no TCE/PI.

Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelos autores. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi

Publique seus artigos Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!
Publique seus artigos