Conclusão:

As ferramentas e as facilidades estão disponíveis para quaisquer tipo de pesquisa e negociação. Sabendo utilizá-la, a tecnologia se torna uma aliada no desempenho de suas atividades.

São poucos e simples os passos necessários para um bom aproveitamento deste recurso que, se utilizado devidamente, vem comprovar a economia financeira que a empresa faz com o uso deste e os benefícios que ele trás.

O uso da Internet, assim como o uso do computador depende exclusivamente de você, para que seu trabalho seja mais eficiente. É claro que as mudanças são constantes, mas, é isso que faz com que, os serviços prestados estejam cada dia melhor.

A medida em que for utilizando, seja curioso, procure sempre novos endereços, aproveite os chats de discussão, dedique-se pelo menos um pouquinho por dia,. porque a prática lhe fará um expert no assunto e aí quando precisar de uma informação, será muito rápido e fácil localizá-la.

Então, lembre-se: a Internet por si só não resolve as questões, mas, aliada ao trabalho jurídico e sendo bem utilizada por profissionais capacitados: trará benefícios a todos os cidadãos! Então, bom senso e mãos à obra!!!

          Entendendo o que é* :

Com o advento da Internet, um novo vocabulário está se tornando cada vez mais popular, são palavras adaptadas de outras línguas, nomes de autores e de softwares, ou ainda de comportamentos face à Internet:

          @ Em português, quer dizer arroba; em inglês at ( em algum lugar).É sempre usado em endereços de correio eletrônico.

          Acesso Dedicado Forma de acesso a Internet no qual o computador fica conectado permanentemente com a rede.

          Acesso discado (Dial-up) É o tipo de acesso dos usuários comuns. O computador vai discar para o provedor com um programa de comunicação e o usuário deve fornecer o nome e a senha para poder entrar no sistema.

          Arquivo compactado Arquivo de dados que ocupa menos espaço em disco (ou demora menos tempo para ser transmitido via Internet). Para ser usado precisa ser descompactado.

          Attachment (arquivo atachado) Envio de um arquivo associado a uma mensagem.

          Browser É o programa usado para navegar pela Internet em páginas. Veja Navegador.

          Chat Em inglês, significa bater papo. Existem programas de chat que permitem fazer conversas em tempo real pelo teclado.

          Dowload Transferência de arquivo. (texto ou imagem) da Internet para o seu computador.

          Hacker Fanático por computação, especializado em desvendar códigos de acesso a computadores ou desenvolver vírus. Equivale a pirata de computador.

          Hipertexto Documento capaz de incluir em seu conteúdo ligações com outras partes do mesmo documento ou documentos diferentes. As ligações normalmente são indicadas por meio de uma imagem ou texto em uma cor diferente ou sublinhado. Ao clicar na ligação, o usuário é levado até o texto ligado.

          Home page Página de entrada de um Web Site, mas o termo pode ser usado também para indicar a página principal de uma determinada seção.

          Host Computador ligado permanentemente à rede, que , entre outras coisas, armazena arquivos e permite o acesso de usuários. Também chamado nó. Computador principal de um sistema de computadores ou terminais. Computador hospedeiro.

          HTML (Hyper Text Markup Language) Linguagem utilizada na produção de páginas da Web. HTML é uma derivação de SGML ( Standart Generalized Mark-up Language) e permite a criação de documentos que podem ser lidos em praticamente qualquer tipo de computador e transmitidos pela Internet até por correio eletrônico. Os documentos HTML podem ter ligações de hipertexto entre si. Utilizando-se URLs ( endereços de documentos na Web) pode-se criar um documento HTML com ligação para qualquer outro arquivo na Internet.

          HTTP (Hyper Text Transfer Protocol) Protocolo de comunicação que viabiliza as ligações entre os clientes de WWW e os Webs sites. A sigla HTTP é encontrada nos endereços de páginas Web (as URLs) seguida de: //. Ela informa ao servidor de que forma deve ser atendido o pedido do cliente.

          JPEG Sigla par Joint Photographic Experts Group, o nome original do comitê que escreveu o padrão desse formato de compressão de imagens. JPEG foi criado para comprimir imagens tirados do mundo real.

          Link indica a vinculação de objetos.

          Navegador Programa utilizado para navegar na web. Permite utilizar praticamente todos os recursos da rede, como correio eletrônico, transferência de arquivos e acesso a grupos de discussão.

          Net Em inglês, rede. O termo é utilizado como sinônimo para Internet.

          On Line termo utilizado para designar todo o tipo de transação entre computadores

          Provedores (ou fornecedores) de acesso Varejistas de conectividade à Internet. Ligados a um provedor de backbone (trecho de maior capacidade de rede), revendem conexão à Internet aos usuários finais.

          Roteador Dispositivo responsável pelo encaminhamento de pacotes de comunicação e uma rede ou entre eles.

          Servidor É o programa responsável pelo atendimento a determinado serviço solicitado por um cliente. Todos os servidores da Internet, como archie, gophjer WAIS e WWW funcionam no modelo cliente-servidor. Para utilizar um desses serviços , o usuário precisa usar um programa cliente para acessar o servidor. Referindo-se a equipamento, o servidor é um sistema que oferece recursos tais como armazenamento de dados, impressão e acesso dial-up para usuários de uma rede.

          Site Uma espécie de "casa" virtual de uma pessoa, empresa ou instituição. É um grupo de documentos HTML relacionados e arquivos associados que residem em um servidor (no caso, computador hospedeiro). A maioria dos sites tem uma home page como ponto inicial, funcionando frequentemente como uma espécie de índice geral.

          Web (World Wide Web ou WWW) Área da Internet que contém documentos em formato de hipermídia, uma combinação de hipertexto com multimídia.

          Zipar Compactar arquivo de dados, para que possa ser mais facilmente transmitido pela Internet ou gravado em disquete ou outra mídia. A palavra vem da extensão . zip , de um dos programas de compactação mais usado.

          * Glossário do Guia da Internet da Folha de São Paulo. Publicada em 20/10/1999.p.6-8.


          NOTAS
  1. Exemplo de alguns catálogos de busca: cadê, altavista, achei, radar uol, yahoo, britannica, looksmart e o metaminer que faz pesquisa simultânea nos principais sites de busca.
  2. Listamos alguns sites que fornecem e-mails gratuitos: www.bol.com.br ; www.ig.com.br ; www.yahoo.com ; www.jarbas.com.br ; www.hotmail.com ; www.brfree.com.br .
  3. Estes dados são: o suporte onde estão (ex.: on line, cd-rom...); disponibilidade e acesso (ex.: disponível na Internet); endereço eletrônico entre <>( ex.: <www.stf.gov.br >); endereço eletrônico no caso de e-mail (ex.: [email protected] ); título de lista de discussão ( ex.: licitação) e datas: de acesso no caso de páginas, da mensagem no caso de e-mail.

Dedico este trabalho aos meus clientes: Bia, Flávia, Renite, Vilela, Iuiu, Lilian, Vanilza, Kátia, Dandréa, Cristina, Patrícia, Camila´s, Carol (em especial, pela revisão), Adilson, Alexandre e ao Dr. Nilo (pelas oportunidades), com os quais percebi a necessidade do tema, a Pris (pelos "helps") e ao Ary, sempre, por tudo!


Referências Bibliográficas:

  • ALONSO, Cecília Andreotti Atienza. A informação jurídica face às comunidades da área do direito e a dos fornecedores da informação jurídica. In: SIMPOSIO INTERNACIONAL DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, INFORMAÇÃO E ÉTICA, 1, 1998, Florianópolis. Anais... Florianópolis, Associação Catarinense de Biliotecários, 1998.
  • BARBOSA, Elza Maria Ferraz. NUNES, Eny marcelino de Almeida. SENA, Nathália Kneipp. Web sites governamentais, uma esplanada à parte. Revista Ciência da Informação, v. 29,. N. 1, IBICT, Brasília, jan./abr. 2000.p.118-125
  • ESOTERICA, António Ferreira. Os 10 mandamentos do Instituto da Ética da Internet In: <www.iscte.pt/ForaDaVersao/Pacotes/Netiqueta.site/ver.1/>
  • - FRANÇA, Júnia Lessa. Et al. Manual para Normalização de Publicações Técnico-Científicas. 4ª ed. Belo Horizonte: Editora UFMG, 1999. Cap. 15: Referências Bibliográficas. p. 121-149.
  • Guia da Internet da Folha de São Paulo
  • . Publicada em 20/10/1999.
  • - MADALENA, Pedro. OLIVEIRA, Álvaro Borges de. Sentença por processamento eletrônico. Jornal Síntese, n. 39, mai/2000.p.3
  • - REZENDE, Ana Paula de. Centros de Informação Jurídica Eletrônico e Virtual. CD Room Juris Síntese Millenium, v. 22, Síntese, mar/abr.2000. Revista Ciência da Informação, V. 29, n. 01, Brasília, IBICT, jan./abr.2000.p.51-60. Revista de Direito JNC, v. 3, Belo Horizonte, Del Rey, julho/2000.


Autor


Informações sobre o texto

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

REZENDE, Ana Paula de. Utilizando a Internet em pesquisas jurídicas. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 5, n. 45, 1 set. 2000. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/1761. Acesso em: 16 jan. 2021.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Direitos e Responsabilidades do Jus.

Regras de uso