Artigo sobre pessoas no ambiente de trabalho

Pessoas, o bem maior de qualquer organização.

Pessoas, para alguns, o mal necessário de qualquer organização.

Pessoas, seres com sentimentos, razão e objetivos, todos juntos e misturados num mesmo ambiente, num mesmo convívio.

Imagine juntar diversas pessoas diferentes, com criações diferentes, com valores diferentes, com verdades diferentes, com sentimentos diferentes e teoricamente – e bem teoricamente – com objetivos comuns e querer que desta salada de frutas saia um caldo doce.

Parece impossível, não é mesmo?

No mínimo difícil, com certeza.

Gerir pessoas não é fácil.

E lidar com pessoas sem preparo emocional é pior ainda.

Se fala muito em gerações de pessoas pelo ano de seu nascimento e se esquece de comentar que este tipo de padronização somente pode existir pela experiência e forma de ver o mundo similar que tiveram.

Quem nasceu na guerra, valoriza a terra.

Quem nasceu na abertura da ditadura, fala muito em liberdade.

Quem nasceu numa estabilidade econômica, gasta sem muito se preocupar em guardar.

Quem nasceu com internet no ar, não imagina a vida sem nela se plugar.

Obviamente a regra possui exceções, mas são as exceções que confirmam a regra.

E para você gestor, sócio ou diretor: Como é gerir pessoas sem se indispor?

Com convicção de respeitar diferenças, incluir objetivos e compreender necessidades diferentes, não é mesmo?

Um verdadeiro namoro para tentar um casamento.

O trabalho imita a vida.

O trabalho enobrece a vida.

O trabalho é resultado das suas verdades em vida.

E, pessoas, são o céu e o inferno das relações humanas, puxa vida.

#Nãoémesmo?


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria