Depressão. Hein? Como assim? #DepartamentoasQuintas

Este é o típico assunto que muitos ignoram e apenas dizem: Depressão? Isto eu não tenho, sou uma pessoa feliz, sou alguém do bem, não sou louco.

Depressão não tem nada a ver com a loucura em si, mas sim com a loucura do dia a dia.

Os sintomas são similares ao estresse, em que a pressão de trabalho – principalmente mental e emocional nos dias atuais – tornou algo tão comum que sequer achamos ruim quando alguém diz estar estressado, é como se estivesse gripado, daqui a pouco passa.

Antes de desprezar a doença, assista este vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=dFKsN9J0hTM

(Se não abrir, acesse: http://youtu.be/dFKsN9J0hTM)

Não tenho a pretensão de dar diagnóstico nem mesmo de sintomas desta doença que assola inúmeras pessoas, contudo, quero fazer um convite:

Comece a refletir na sua vida a partir de hoje. Suas atitudes, sua postura, o porque da agressividade ou passividade diante das situações.

Pense em como age em relação a funcionários, clientes, colaboradores e também com a família, esposa, filhos.

Tente compreender melhor o porque do seu tempo. Ele é escasso por qual motivo? Quais as tarefas desenhadas no seu dia?

Falta tempo? E no tempo que é destinado ao lazer, família e viver a vida?

Não existe?

Então, porque estás trabalhando? Para acumular riquezas para outros usarem?

A vida não precisa do dinheiro em si para ser vivida.

A vida precisa do prazer de um sorriso, de uma convivência harmônica, de pessoas querendo celebrar um mundo melhor para todos.

E o que isto tudo tem contexto com a sua empresa?

Caso tenha esquecido, é de pessoas que as empresas são feitas, então, o bem estar delas é que mantém o seu negócio ativo e permanente.

#Ficaadica


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria