Como é de conhecimento comum, a Petrobrás, empresa estatal do ramo petrolífero com capital aberto nas bolsas de valores do Brasil e de Nova York, está sendo objeto de investigação, desde março deste ano, relacionada com uma potencial operação bilionária de lavagem de dinheiro, propina destinada a empresas e políticos e desvios de recursos públicos. Segundo a Polícia Federal, o esquema, que teria desviado cerca de 10 bilhões de reais, incluirira superfaturamento de contratos e obras negociadas pela Petrobras. As acusações são inúmeras, mas podemos destacar como exemplo a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, por um valor absurdamente superior ao valor real do empreendimento, ainda sob investigação.

A repercussão da Operação Lava Jato foi mundial, surpreendendo a todos pela possível extensão da corrupção e pelo alegado envolvimento de diversos diretores e altos executivos da Petrobras e das maiores construtoras do país, como a Odebrecht e a Camargo Corrêa. Consequentemente, os títulos emitidos pela companhia sofreram uma queda de 54%[1] em pouquíssimo tempo, resultando em perdas econômicas por parte dos investidores, que tomaram decisões com base em declarações de executivos da Petrobras que poderiam ser falsas ou enganosas, e que teriam inflado, de forma artificial, o valor de tais títulos.

Com base na queda do valor econômico da empresa e nos prejuízos sofridos pelos investidores, o Almeida Advogados, apoiando o escritório de Nova York Wolf Popper LLP, em colaboração conjunta, apresentou, uma ação coletiva do Direito Americano denominada class action, buscando a restituição dos danos sofridos pelos investidores. A class action consiste em importante mecanismo previsto pela legislação norte-americana, para a proteção de direitos coletivos, cujos interesses foram feridos pelos mesmos fatos, e que buscam uma solução legal comum. Potencialmente, milhões de prejudicados, todos investidores em títulos da Petrobras, aderirão a esta class action. Todos os fatos relacionados com este potencial prejuízo serão considerados dentro de um processo legal, devidamente dotado das garantias de contraditório e ampla defesa das partes.


Nota

[1] http://www.valor.com.br/financas/3793456/acoes-da-petrobras-fecham-em-queda-de-105-em-ny-e-lideram-em-volume



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelos autores. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

5

  • 0

    oswaldo moreira antunes

    Propina em domicílio

    Publicado; dezembro 13, 2014 | Autor: Palavra Digital | Arquivado em: Uncategorized |Deixe um comentário
    Propina em domicílio é o assunto da capa da edição desta semana de Veja (nº2404 – 17 de dezembro de 2014), com as revelações explosivas do homem que entregava dinheiro desviado da Petrobras na casa de deputados, senadores, governadores, ministros e até na sede nacional do PT.
    Outro destaque é a entrevista sobre A síndrome da riqueza fácil, com o cientista político Michael Ross dizendo que a gestão da Petrobras tem sintomas da maldição que transforma países do petróleo em ditaduras.
    Em Ambiente a questão é o comprometimento governamental com medidas que visam criar um futuro sustentável. Mas isso só dará certo se a sociedade aderir. Em Brasil, uma reportagem sobre A riqueza de bandeja, mostra que até 2002, ele era apenas o simpático “garçom de Lula” no restaurante em que trabalhava em São Bernardo. Agora Cortegoso é empresário e enriqueceu prestando serviços ao PT em campanhas eleitorais.
    Veja mostra ainda os dez melhores do ano da ficção à economia, com uma seleção dos títulos mais expressivos que chegaram à livrarias brasileiras em 2014. Em Saúde, a reportagem Rindo do quê? mostra um levantamento sobre saúde bucal dos brasileiros revelando descuido e desinformação sobre hábitos, que garantiriam dentes saudáveis e bonitos.

    http://palavradigital.wordpress.com/2014/12/13/propina-em-domicilio/

  • 0

    oswaldo moreira antunes

    VEJA LINK DO ESTADÃO - a titulo de aditamento.

    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,ex-diretor-ligado-ao-pt-capta-r-650-milhoes-em-propina-em-8-anos-avalia-forca-tarefa,1606614

  • 0

    oswaldo moreira antunes

    No curso da demanda que acaba de nascer nos EE UU, na eventualidade a PETROBRAS poderá ingressar com pedido de frecuperação judicial na sede da empresa - Rio de Janeiro, com base na\ doutrina e jurisprudenca - em face a grandeza do seu ativo, sem prejuizo de apuração dos crimes cometidos pelos seus dirigentes, inclusive membros do conselho de administração, fato noticiado na imprensa.

    DOUTRINA
    SILVA, Ronny Carvalho da. A Lei de Recuperação de Empresas e sua incidência sobre as estatais: questão controvertida. Jus Navigandi, Teresina, ano 11, n. 946, 4 fev. 2006. Disponível em: . Acesso em: 14 dez. 2014.

  • 0

    oswaldo moreira antunes

    Excelente trabalho.Sera a bússola para os investidores.Só espero a PETROBRAS sobreviva solvendo seu passivo com os acionistas e demais credores. Esperamos o capital que saiu do caixa da empresa de forma velhaca venha retornar, ao seu ativo, mediante com atuação do MPF e demais entidades.

Livraria