Breve explicação sobre a arte urbana, diferenciando o que pode ser considerado artes plásticas e o que é apenas um ato de vandalismo. Abordagem sobre a descriminalização do grafite no Brasil.

                                               

A arte é forma de manifestar ideias, opiniões, emoções, enfim, o meio que o ser humano tem para externar esses sentimentos, compartilhando-os. Quando essa arte, permitida pela Lei 12408/2011, se expressa por meio de espaços públicos, é denominada Grafite.

A prática do Grafite, inclusive, tem conquistado pessoas que antes cometiam o ilícito da pichação, previsto no artigo 65 da lei 9605/98, lei dos crimes ambientais, e descoberto verdadeiros artistas de rua que antes protestavam suas ideias de maneira não permitida.

Mas, há diferença entre o grafite e a pichação? Com certeza, e são muitas! O primeiro é arte de rua, enquanto que o segundo um ato de vandalismo; o grafite é legal, o piche, um ilícito; o grafite é manifestação na qual um respeita o espaço do outro, já os pichadores disputam entre si um espaço e quanto mais alto, melhor, o que causa a poluição visual urbana encontrada nos grandes centros.

Outros aspectos interessantes ocorridos após a descriminalização do grafite no Brasil, foi sua permissão inclusive em imóveis privados, desde que com o consentimento de seu proprietário, autorização do órgão competente e obediência às leis de conservação do patrimônio histórico e artístico nacional. Seguindo todas essas orientações, não há falar-se em crime.

A legislação também proibiu o comércio de tintas sprays para menores de 18 anos, devendo inclusive ser exigido documento de identidade quando da comercialização do produto. E mais, na nota fiscal de venda deve conter a seguinte informação: PICHAÇÃO É CRIME (art. 65 da Lei nº 9605/98). Proibida a venda a menores de 18 anos.

Portanto, para se tornar um grafiteiro não basta ter o dom da arte correndo nas veias, há que se respeitar a legislação, conseguir a autorização pública e privada, em se tratando de imóvel particular, afinal a arte urbana, por mais que tenha o objetivo de ser um grande canal de comunicação com a sociedade local, é, acima de tudo, e sobretudo, uma linguagem universal.

Fontes:

http://www.direitonet.com.br/artigos/exibir/6985/A-descriminalizacao-do-grafite-Lei-n-12408-2011-e-a-tipicidadeconglobante

http://www.doladodeca.com.br/2011/05/31/agora-e-lei-grafite-nao-e-crime/

http://www.klickescolas.com.br/KEP/Ciber/Revista/KEP_Revista_Final/0,4761,542-9874,00.html


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pela autora. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria