O irracionalismo da oposição fica cada vez mais evidente. O barbarismo dos manifestantes também.

Há alguns dias publiquei aqui um texto sobre criminoso conceito de liberdade que tem sido defendido nas redes sociais e nas ruas pelos inimigos da soberania popular, da normalidade constitucional, do TSE e de Dilma Rousseff:

http://jus.com.br/artigos/37463/crise-reflexoes-sobre-um-criminoso-conceito-de-liberdade

Também publiquei aqui um artigo sobre o discurso da presidenta que precedeu às manifestações ocorridas em março/2015:

http://jus.com.br/artigos/37665/para-entender-dilma-rousseff

As fracassadas manifestações de hoje não tinham me despertado interesse. Só resolvi escrever algo quando vi uma foto que me deixou realmente preocupado. Refiro-me a moça que foi flagrada levantando um cartaz contra o TSF:

https://www.facebook.com/Oficialimpitimanemeuzovo/photos/a.5268239474570...

Não existe um TSF em nossa Constituição. Nem mesmo a imprensa marrom (Globo, Veja, Estadão e Folha)  que sistematicamente ataca o PT e Dilma Rousseff fez qualquer referência a um TSF. A sigla tem vários significados, mas nenhum deles se refere à estrutura judiciária brasileira:

http://pt.wikipedia.org/wiki/TSF

Impossível dizer a que Tribunal aquela suposta cidadã acusou de ser vendido. Foi o TSE, por ter homologado o resultado da eleição presidencial e empossado Dilma Rousseff na presidência? Ou será que ela atacou o STF, por ter rejeitado a tentativa do PSDB de incluir a presidenta na Operação Lava Jato? 

As manifestações deveriam ser demonstrações de civismo. Mesmo quem pretende rasgar uma Constituição deve conhecê-la. Este não é o caso da moçoila que atacou o TSF nas ruas. O que ela demonstrou não foi civilidade e sim barbárie. Os bárbaros que invadiram Roma certamente não conheciam as instituições romanas que desprezavam. O mesmo pode ser dito destes brasileiros que invadem as ruas do país para destruir nossa estrutura político-institucional. Muitos deles nem mesmo leram a Constituição Federal que lhes garante o direito de demonstrar sua ignorância nas ruas.

Se os manifestantes de 12/04/2015 chegarem ao poder certamente não o utilizarão de uma maneira racional. Se continuarem a se manifestar o país ficará mais tranquilo e feliz: é sempre bom poder rir de bárbaros inofensivos.  



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria