[1] NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Iniciação ao Processo do Trabalho, 6ª edição. São Paulo: Saraiva, 2010. p. 319.

[2] NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Iniciação ao Processo do Trabalho, 6ª edição. São Paulo: Saraiva, 2010. p. 319.

[3] NASCIMENTO, Amauri Mascaro. Iniciação ao Processo do Trabalho, 6ª edição. São Paulo: Saraiva, 2010. p. 319.

[4] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio, Execução no Processo Trabalhista, 8ª ed. São Paulo, ed.Ltr, 2004, pag. 115

[5] BRASIL, Decreto-lei nº 5.452 de 1º de maio de 1943. Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)

[6] SARAIVA, Renato. Curso de Direito Processual do Trabalho. 5ª edição. São Paulo: Método, 2008. p. 586.

[7] SARAIVA, Renato. Curso de Direito Processual do Trabalho. 5ª edição. São Paulo: Método, 2008. p. 586.

[8] SARAIVA, Renato. Curso de Direito Processual do Trabalho. 5ª edição. São Paulo: Método, 2008. p. 586

[9] SARAIVA, Renato. Curso de Direito Processual do Trabalho. 5ª edição. São Paulo: Método, 2008. p. 587

[10] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p 117.

[11] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 117.

[12] SARAIVA, Renato, Curso de Direito Processual do Trabalho. 5ª edição, São Paulo: Método, 2008. p.588.

[13] SARAIVA, Renato, Curso de Direito Processual do Trabalho. 5ª edição, São Paulo: Método, 2008. p.588.

[14] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 118.

[15] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 122.

[16] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 123.

[17] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 123.

[18] BRASIL, Decreto-lei nº 5.452 de 1º de maio de 1943. Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)

[19] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 123.

[20] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 123.

[21] BRASIL, Decreto-lei nº 5.452 de 1º de maio de 1943. Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)

[22] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 125.

[23] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 126.

[24] ALMEIDA, Cleber Lucio de, Direito processual do trabalho. 3ª Ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2009. p. 816.

[25] ALMEIDA, Cleber Lucio de, Direito processual do trabalho. 3ª Ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2009. p. 831.

[26] ALMEIDA, Cleber Lucio de, Direito processual do trabalho. 3ª Ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2009. p. 824.

[27] ALMEIDA, Cleber Lucio de, Direito processual do trabalho. 3ª Ed. Belo Horizonte: Del Rey, 2009. p. 824.

[28] BRASIL, Decreto-lei nº 5.452 de 1º de maio de 1943. Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)

[29] BRASIL, Lei nº 13.105, de 16 de Março de 2015, Código de Processo Civil (CPC)

[30] TEIXEIRA FILHO, Manoel Antonio. Execução no Processo Trabalhista. 8ª ed. São Paulo: Ltr, 2004. p. 569.

[31] GIGLIO, Wagner D.. Direito processual do trabalho / Wagner D. Giglio, Claudia Giglio Veltri Corrêa. 16ª ed. São Paulo: 2007. p. 619.

[32] LEITE, Carlos Henrique Bezerra. Curso de direito processual do trabalho. 10ª ed. São Paulo: Ltr, 2012. p. 1048.        

[33] BRASIL, Decreto-lei nº 5.452 de 1º de maio de 1943. Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)

[34] BRASIL, Decreto-lei nº 5.452 de 1º de maio de 1943. Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)

[35] MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 35ªEd. São Paulo: Atlas, 2014. p. 820.

[36] BRASIL, Decreto-lei nº 5.452 de 1º de maio de 1943. Consolidação das Leis do Trabalho (CLT)

[37] MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 35ªEd. São Paulo: Atlas, 2014. p. 756.

[38] MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 35ªEd. São Paulo: Atlas, 2014. p. 756

[39] MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 35ªEd. São Paulo: Atlas, 2014. p.758.

[40] MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 35ªEd. São Paulo: Atlas, 2014. p.759.

[41] MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 35ªEd. São Paulo: Atlas, 2014. p.760.

[42] BRASIL. Tribunal Superior do Trabalho. Súmula nº 282

[43] LEITE, Carlos Henrique Bezerra. Curso de direito processual do trabalho. 10ª ed. São Paulo: Ltr, 2012. p. 1058.

[44] MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 35ªEd. São Paulo: Atlas, 2014. p.760.

[45] MARTINS, Sergio Pinto. Direito processual do trabalho. 35ªEd. São Paulo: Atlas, 2014. p.761.

[46] LEITE, Carlos Henrique Bezerra. Curso de direito processual do trabalho. 10ª ed. São Paulo: Ltr, 2012. p. 1057.


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

1

  • 0

    Marta Gusmao

    sou de Sao Paulo zona leste e entrei com ação trabalhista em Paulinia interior contra uma construtora no RJ em que fui registrado e uma empresa que prestei serviços em nome daquela (subsidiariedade) e gostaria de uma informação de execução provisória trabalhista vez que fiquei com o carro da primeira reclamada como arrestro e o juiz em sentença indicou que o reclamante teria que marcar com oficial de justica para a avaliação do carro, liguei no cartorio eles disseram que terá que solicitar carta precatoria para são paulo em execução provisoria haja vista que o carro e da primeira reclamada que ficou revel