O Número de Identificação Fiscal – NIF, em Portugal, é equivalente ao Cadastro de Pessoa Física – CPF, emitido no Brasil ao contribuinte pessoa física pelo Ministério da Fazenda.

O Número de Identificação Fiscal – NIF, em Portugal, é equivalente ao Cadastro de Pessoa Física – CPF, emitido no Brasil ao contribuinte pessoa física pelo Ministério da Fazenda.

Em Portugal só é possível comprar imóveis, receber heranças, abrir contas bancárias e efetuar pedidos de residências com o devido Número de Identificação Fiscal - NIF, entretanto, os portugueses ou brasileiros (ao abrigo do Tratado de Porto Seguro) que não sejam residentes em Portugal, ao se cadastrarem, devem nomear um representante fiscal para representá-los, enquanto não foram residentes, a fim de que estes possam receber notificações e correspondências das Finanças de Portugal.

Aos não residentes, a nomeação do representante fiscal deve ser feita no ato da inscrição, sendo que esta inscrição pode ser feita através de um procurador, com poderes específicos, o qual pode permanecer com tal encargo até que se altere o status do inscrito de não residente para residente.

Os documentos necessários para inscrição junto às finanças são: cópia autenticada e apostilada do passaporte ou do documento de identidade (recente e válido), cópia autenticada e apostilada do comprovante de residência e procuração com poderes para inscrição do outorgante junto às Finanças e nomeação do representante fiscal (no caso de não residentes).  



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria