Ao contrário de seus países vizinhos, que revogaram suas leis de anistia e acataram as determinações da Corte Interamericana, o Brasil permanece estagnado na adoção de medidas que se coadunam com as exigências do direito à verdade e à justiça.

-


Autor


Informações sobre o texto

Como citar este texto (NBR 6023:2002 ABNT)

SANTOS, Adriana Prates dos. Controle de convencionalidade: a invalidade da Lei de Anistia brasileira frente ao sistema interamericano de direitos humanos. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 23, n. 5385, 30 mar. 2018. Disponível em: <https://jus.com.br/artigos/61365>. Acesso em: 17 jul. 2018.

Comentários

2

  • 1

    CLAUDIO RAFAEL DOERR VIEGAS

    O que precisam fazer é prender o TERRORISTAS que tentaram transformar o Brasil em uma CUBA/VENEZUELA... Infelizmente os COMUNISTAS/GLOBALISTAS com auxílio da ONU... querem se intrometer e acabar com as soberanias das nações... querem a nova ordem mundial (Patrocinados por SOROS) e perseguir quem pensa de forma diversa, sob o argumento de "justiça social", "direitos humanos internacionais", e outros MI MI MIs. TEM QUE CORRER COM ESSA VAGABUNDAGEM... Infelizmente as universidades estão infestadas por fantoches do marxismo cultural, que propagam essas ideias, inclusive em forma de artigos jurídicos... Lenin chamava-os de IDIOTAS ÚTEIS, que são massa de manobra para estabelecer a ditadura comunista, e que são os primeiros a serem "dispensados" após perder sua "utilidade"... Tal qual aconteceu na Venezuela e em Cuba.

  • 1

    Wilson Gealh

    Tão jovem e já querendo defender BANDIDO, que desperdicio de mente que poderia produzir algo de bom ao Brasil.
    Onde estão os direitos humanos dos milhares de mortos pelos corruptos que dizem terem sido "torturados" pela gloriosa Revolução de 31 de março... São os bandidos hoje caçados para serem enjaulados; NADA PRODUZIRAM DE BEM AO BRASIL, desmantelaram a saúde, acabaram com os empregos, roubaram oportunidades de jovens quando negaram um ensino de qualidade, destruiram a imagem do Brasil no exterior, SÓ BANDIDAGEM,
    Onde fica a PRIMEIRA CONDIÇÃO DE UM PAIS SOBERANO "auto gestão de seus negócios"...
    Onde está o respeito de outras nações para NÃO INTERVIREM NOS ASSUNTOS INTERNOS DE OUTRO PAIS SOBERANO...
    Ora, pode até ser bonito muito escrever, mas "no fritar dos ovos", o que sobrou.
    DEFESA DE BANDIDO e só"
    Que peninha.

Livraria