Se você não quiser passar aborrecimento não entre na vida pública. Hoje em dia a maioria das pessoas pensa apenas em interesse próprio.

NA POLITICA. INTERESSE PESSOAL ACIMA DE TUDO.         

            O significado da palavra politica:

Política é a ciência da governança de um Estado ou Nação e também uma arte de negociação para compatibilizar interesses. O termo tem origem no grego politiká, uma derivação de polis que designa aquilo que é público. O significado de política é muito abrangente e está, em geral, relacionado com aquilo que diz respeito ao espaço público.

“O verdadeiro valor da palavra política. É a preocupação a serviço do bem comum de todos e não a política de interesses pessoais”.

O que constatamos em relação à politica não é a preocupação do bem comum e sim a preocupação do interesse próprio de cada politico.

          Para ingressar na Politica e pleitear ser candidato a cargo eletivo: Prefeito, vereador, deputado, senador e Presidente da Republica tem que estar filiado em algum partido.

Pergunto será que existe ideologia na atual circunstancia.

IDEOLOGIA: AQUILO QUE SERIA OU É IDEAL

O QUE PERCEBEMOS É QUE AS PESSOAS DEIXARAM A IDEOLOGIA DE LADO POR MERO INTERESSE PESSOAL.

Hoje em dia notamos que as pessoas não têm uma ideologia firmada, elas mudam de acordo com seus interesses pessoais.

  Isto esta acontecendo em todas as classes sociais e também nas entidades de classes, estas pessoas são como camaleão.

Eles passam por alterações frequentes de humor, de comportamento, ou de opinião, podendo ser chamados como volúveis.

Hoje eu apoio você sou fiel a você, já amanhã eu apoio o que foi meu adversário. Não há uma ideologia e sim um jogo de interesse pessoal.

            O candidato e indicado pela convenção da agremiação partidária.

A partir da homologação das candidaturas pela Justiça Eleitoral o candidato esta  apto a disputar o cargo que escolheu.

Neste momento o candidato começa sua campanha eleitoral percorrendo um caminho a procura de apoio aos amigos, parentes e até pessoas estranhas. Pedindo apoio e oferecendo vantagens tais como: emprego, cesta básica, pagamento de energia elétrica, gás de cozinha. Oferece o impossível em troca dos votos para ser eleito. Isto ocorre nas pequenas cidades onde quem pode mais chora menos. Se algum eleitor adversário fizer denuncia este será perseguido se for servidor vai ser despedido. As denuncias geralmente não são averiguadas e se for averiguadas vai ser arquivada.

            Agora se as denuncias for por parte de quem esta no poder ai sim vai ser apurada rigorosamente, isto nas cidades pequenas onde ainda vigora o coronelismo.

            Chega à eleição tem um vencedor. Este vencedor ofereceu empregos e cargos em troca do apoio, só que o vencedor não cumpre com as promessas. Não cumpre porque as promessas era mentirosa os eleitores faminto por empregos acreditaram na promessa mentirosa.

            Além de não cumprir com as promessas começa a desprezar os companheiros que ajudaram a se eleger.

            Isto é normal, estamos assistindo em que um vice arquiteta o impeachment para ficar em seu lugar. Onde esta o companheirismo a gratidão. O vice não tem votos.

Para sair vitorioso em uma eleição não existe inimigo politico porque o interesse pessoal esta acima de tudo.

“O Interesse pessoal fala mais alto. Não existe inimigo politico existe interesse pessoal. Existe barganha politica dou meu apoio e recebo cargos na administração. E ainda tem carta branca para indicar os amigos políticos. Enquanto as pessoas pensarem em interesse pessoal o município  certamente vai continuar estagnado.”

            Ai começa a ingratidão do candidato eleito para com o eleitor, articulador politico e demais companheiros.

“INGRATIDÃO”

Ingratidão e a ausência de um sentimento em não reconhecer o bem que outrem nos proporcionou.

O ser humano e imprevisível enquanto a pessoa que você estendeu a mão está numa posição confortável ela te trata muito bem, mas a partir que você não está mais no comando à pessoa que você estendeu a mão passa a ignorar e te trata você como uma pessoa estranha isto é  INGRATIDÃO.”.

“PENSE BEM ANTES DE ENTRAR PARA VIDA PUBLICA”.

Se você não quiser passar aborrecimento não entre na vida pública.

Hoje em dia a maioria das pessoas pensa apenas em interesse próprio. Não existe lealdade na vida pública enquanto você estiver à frente de um cargo ou função pública você estará rodeado de pessoas, mas o momento que você não estiver mais comandando pode ter certeza que você acabara sozinho.

Não existe mais lealdade e sim interesse pessoal.

Nos pequenos municípios a situação leva grande vantagem sobre a oposição:

Nas eleições municipais a maquina  administrativa coloca todos os servidores e maquinários para distribuir bens e serviços que não pode ser promocionalmente utilizada, dando ensejo a qualquer tipo de retribuição, já que feita gratuitamente. A entrega de uma cesta básica vale gás, serviços de terraplanagem em propriedade particular com pedido ostensivo de voto, ou acompanhada de “santinho” de candidato, desvirtua o propósito original do ato, sacrificando o principio da moralidade administrativa. Se o eleitor denunciar e perseguido e ainda não há nenhuma apuração.

Isto continua até hoje sem perspectiva de mudança. Quem esta no poder acha que pode fazer o que bem entender. Se analisar bem este pensamento esta correto, porque não acontece nada mesmo com denuncia de favorecimento pessoal e aos amigos políticos.

            ISTO AINDA É BRASIL

                        Sérgio Furquim



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0