Cidadania Italiana Judicial

A Ação Judicial onde é requerida a cidadania é movida em território italiano e tem base na jurisprudência do Tribunal de Roma que reconhece a ilegalidade da longa fila consular para realização do do processo de reconhecimento da cidadania italiana. A longa fila se traduz como obstáculo ou recusa por parte do Consulado ao direito de reconhecimento à cidadania italiana. O prazo do processo judicial é de 8 a 24 meses. Com o deferimento do pedido os requerentes serão declarados italianos desde o nascimento e então será realizada a transcrição das certidões no Comune onde nasceu o ancestral italiano. Documentos necessários para o processo de cidadania italiana judicial: - Certidões em inteiro teor de nascimento, casamento do italiano (a) e da linhagem em linha reta até o (s) requerente (s). - Certificado negativo de naturalização (CNN) do italiano. - Todos os documentos deverão ser traduzidos por tradutor juramentado e apostilados segundo a Convenção da Haia. *IMPORTANTE: OS DOCUMENTOS DEVEM SER ENVIADOS PARA ANÁLISE JURÍDICA ANTES DA TRADUÇÃO E APOSTILAMENTO. - Cópia do formulário e do recibo da AR enviado no Consulado para ingressar na fila. Em nenhum caso será necessária a presença dos requerentes na Itália, sendo o suficiente uma procuração. Para informações sobre processo Cidadania Italiana Via Judicial Materna, linhagem materna, segue o link: https://meggielecioli.jusbrasil.com.br/artigos/712252347/cidadania-italiana-judicial-materna Meggie Lecioli Advogada, fale comigo, link WhatsApp: http://tiny.cc/dx1fhz

Autor


Informações sobre o texto

Cidadania italiana, cidadania judicial, cidadania na Itália

Este texto foi publicado diretamente pela autora. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0