Em um negócio a imagem e o conceito são patrimônios inestimáveis, potencializados quando aliados a uma marca forte e reconhecida - é o Franchising Empresarial proporciona aos integrantes de uma rede, além de assegurar uma reserva futura de mercado.

É consenso que o mercado é altamente competitivo e fragmentado em inúmeros segmentos, condição que compromete a saúde financeira e os resultados da maioria das empresas participantes desse  universo de oportunidades e riscos, onde o Franchising aparece para oferecer alternativas de revisões e ajustes nos modelos de distribuição e vendas de produtos e/ou serviços, com a vantagem de estar respaldado por legislação própria e já aperfeiçoada pela Lei 13.966/2019 que regulamenta o Sistema de Franquia Empresarial no Brasil, assumindo um protagonismo importante e de relevância incontestável para nivelar o mercado e proporcionar um grau de equilíbrio dos competidores.

Quando uma marca valida um modelo de negócio vocacionado para replicar através de outras unidades de negócio, construindo um histórico de rentabilidade estável e proporciona ao gestor mensurar o comportamento comercial e mercadológico através de indicadores confiáveis, que permitem repetir projeções capazes de imprimir uma velocidade e amadurecimento mais favorável para cada novo negócio implantado, qualquer que seja a praça comercial que se instale, fica entendido que o risco mitigado ao empreendedor remete a condição de que está formatado o modelo vocacionado para franquear.

É fundamental que a proposta de franquia disponibilizada ao mercado, entregue ao empreendedor e investidor naquela marca, exatamente aquilo que se apresenta, sem simulações ou subterfúgios para maquiar uma viabilibidade duvidosa, preservando o equilíbrio do composto organizacional que é integrado por Recursos Financeiros, Recursos Físicos, Recursos Materiais e Recursos Humanos, como pilares além de outros que são acessórios e complementares para cada natureza de negócio.

Quando a proposta envolve produtos tangíveis, pode ser de iniciativa de industrias, distribuidoras, importadoras ou similares, o canal de distribuição por via de regra são pontos de vendas físicos projetados para dialogar com o público-alvo através de unidades de negócio padronizadas pela mesma identidade corporativa e o equilíbrio no composto comercial e mercadológico, podendo também ser de inciativa de atividade de varejo mas também revendendo produtos tangíveis, aí o Sistema carece de credenciamento de fornecedores dos produtos que compõem o mix de mercadoria comercializadas.

Se a origem do modelo de negócio a ser franqueado for a prestação de serviços puramente, onde o produto disponibilizado é intangível, fundamentado puramente no conhecimento, o princípio da réplica é o mesmo, porém a ênfase é predominantemente no acervo de conhecimentos das equipes funcionais das unidades franqueadas e a preservação do padrão de qualidade e excelência exige mais pelo fato de que trata-se de uma atividade personalíssima exercida por indivíduos que se assemelham nos objetivos mas diferem nos estilos.

De qualquer forma e fazendo jus ao título deste artigo, o importante é a sinergia capaz de ser concentrada nas redes de franquias, onde além de todos os benefícios identificados no processo de cooperação e compartilhamento de experiências, entra em cena a soma da imagem e conceito consolidados e já sedimentados no mercado, onde o fundo de comércio construído a partir de cada franquia, em seu território de atuação é somado com os demais fundos de comércio dos integrantes da rede, isso estabelece uma condição absoluta de solidez, proliferação e diálogo coletivo com o público-alvo, proporcionando oportunidades potencializadas para cada integrante de cada rede que se instala.

A partir do momento que a marca se fortalece ainda mais com o ingresso de várias franquias, é irreversível o benefício da reserva de mercado, onde a conquista da fatia de consumidores assume uma condição crescente e evolutiva, que se permanentemente atualizada pelo Gestor da marca, e aquela condição de pulverização da concorrência que compromete a saúde financeira dos competidores, que disputam uma demanda intalada muitas vezes insuficiente para satisfazer as necessidades de cada concorrente, passa a ser favorável para aqueles que conquistam suas fatias de mercdo sem ser afetados pela altra fragmentação imposta pela concorrência desenfreada.

Quando as operações qualquer que sejam as naturezas de negócio, são orientadas através de parâmetros de segurança, sem autofagismo por parte dos concorrentes, definem um ambiente de oportunidades e principalmente de riscos mitigados e calculados para o equilíbrio econômico/financeiro do Sistema, remetendo ao cenário de ganho coletivo, para a indústria, o revendedor, o prestador de serviços, o consumidor e os demais agentes que interagem na alavancagem dos negócios.

Felizmente, nesse universo empresarial é possível identificar muitos ramos que possuem vocação para construir seus próprios canais de distribuição e venda, através de franquias, descentralizando operações e mitigando entraves operacionais, eliminando intermediários, customizando e viabilizando negócios e contribuindo para suas solidificações, tendo em vista que é comprovada a performance das franquias em relação aos estabelecimentos tradicionais.

Para que a decisão de franquear ocorra com probabilidade de sucesso, além de sua qualificacão e a detenção dos requisitos organizacionais satisfatórios, também é exigido um grau de regulamentação técnico/legal consistente e fundamentada por um conjunto de peças representadas pela Circular de Oferta de Franquia (que mais que documento legal, trata-se de um plano de negócio da franquia, capaz de permitir ao interessado em empreender no negócio um entendimento sistêmico e absoluto sobre a operação franqueada), minutas do Pré-Contrato de Contrato de Franquia, além de outros anexos tais como o Espelho Econômico/Financeiro que demonstra com clareza o comportamento e viabilidade da atividade, balanços contábeis da empresa franqueadora, relação de franqueados etc.

No aspecto mercadológico, significa que quanto mais qualificada a proposta e os produtos ou serviços disponibilizados, com diferenciais percebíveis pelo público-alvo, mais necessária é a qualificação dos pontos de vendas que representam o composto organizacional, contemplado por localização geográfica privilegiada, identidade corporativa equilibrada por elementos arquitetônicos e programação visual impecável, para dar vazão as estratégicas comerciais planejadas, validadas e transferidas às unidades franqueadas, complementado por uma equipe funcional altamente qualificada em harmonia com a linguagem selecionada para o diálogo com o consumidor, maior e o posicionamento e a perpetuação dos negócios.

Os mínimos detalhes dispensados na definição e preservação do conceito de negócio asseguram a sustentação do projeto mercadológico e comercial da marca, portanto, cada detalhe que valorizam sua imagem junto aos consumidores, se mal resolvidos podem representar a rejeição e até mesmo a substituição por propostas concorrentes mais felizes em seu diálogo com o mercado.

A implantação de uma estratégia dessa natureza está diretamente relacionada ao grau de entendimento de todos os envolvidos na implantação e manutenção de um Projeto de Franquia (criação de um canal de distribuição exclusivo para os seus produtos e serviços), onde a ênfase é o marketing como resultado de tudo que se pensa e o que se faz, sem perder de vista a profissionalização constante e aperfeiçoamento do modelo de gestão adotado na retaguarda.

Apesar do grau de exigência evidente para a expansão de um negócio através de pontos de venda ou atendimento exclusivos, representados por franquias, esta é uma condição que ocorrerá naturalmente no âmbito da empresa, portanto, mesmo que alguns aspectos pareçam inatingíveis, essa condição se efetivará desde que haja comprometimento e envolvimento efetivo de seus responsáveis – esse comprometimento deve ser propagado a toda equipe funcional ligada às áreas envolvidas no Sistema.

“O imediatismo é totalmente contrário ao sucesso de um projeto estratégico desta natureza”.

Entretanto, a imediata implantação de um projeto dessa natureza e a experimentação dos benefícios que retornarão à empresa é fato, o tempo somente irá contribuir para o aprimoramento e o aumento do impacto dos benefícios que o Sistema proporciona.

 

 

 

 

 

 

 

 


Autor


Informações sobre o texto

Compartilhar conhecimento e contribuir com aqueles que se identificam com o conteúdo.

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Tratamento de Dados do Jus.

Regras de uso