Boa noite ,estou com minha mãe doente ,precisando de cuidados 24 horas ,minha família(irmãos da minha mãe) diz que a obrigação de cuidar da minha mãe é minha. Pois bem, ela ficou uma semana na casa da minha tia que é irmã dela,que diz que não poderia mais ficar com ela tb por motivos de saúde, trabalho no comércio com uma carga horaria puxada , e tenho uma filho pequeno que fica com terceiros para eu e meu esposo trabalhar ,e minha família diz que eu tenho que ficar com ela mesmo assim, tenho um irmão que não ajuda em nada nem aparace para vê-la agora que ela está doente ,ele trabalho como autônomo e é casado tb tem filhos,mora em uma casa grande proximo da minha mãe ,mas ele alega não ter condições financeiras ,mas todo apoio de levar ao médico comprar remédios e atende-la na emergência eu estou fazendo mesmo morando longe.Eu preciso saber o que tenho que fazer e se realmente eu tenho a responsabilidade maior por ser filha mulher,mas não tenho como parar de trabalhar para ficar em casa cuidando dela do jeito que ela precisa.Grata

Respostas

38

  • 0
    N

    Nascar Advogados Rio Domingo, 14 de julho de 2013, 19h36min

    Boa noite Fernanda.
    Sua mãe por ser idosa goza da proteção do Estatuto do Idoso. A responsabilidade pelo cuidado dela é dividido entre você e seu irmão igualmente. Não se pode exigir que outros familiares colaterais como tios ou primos tenham essa obrigação, mas quanto ao seu irmão, sua mãe pode solicitar até judicialmente esse cuidado através de uma ação ordinária.
    Boa sorte!
    www.nascar.adv.br

  • 0
    F

    fernanda09 Domingo, 14 de julho de 2013, 20h47min

    Obrigada,eu já acreditava que ele tinha que dividir esse momento difícil comigo,ele não pode simplesmente se afastar e fingir que nada está acontecendo. Minha mãe tem 59 anos ela entra no estatuto do idoso?

  • 0
    A

    Admilson Araujo Domingo, 21 de julho de 2013, 20h08min

    Preciso de ajuda.... minha mae tem 69 anos deu AVC no final do ano passado. E desde de q saiu ho hospital, esta comigo e se alimenta por sonda, faz uso de fraldas e esta acamada. Tenho 2 irmaos que nao me ajuda em nada. Nao sabe nem quais os remedios que ela toma e nem sabe quanto custa, nao tem coragem de trazer nem um pacote de fraldas pra ela.
    Eu sou tutor dela que recebe o auxilio doenca de um saladio minimo. E alem das despesas altas tenho tambem que pagar um enfermeiro para cuidar durante o dia pra eu poder ir trabalhar.
    Resumindo: meus irmaos nao vem nem passar uma noite com ela pra eu poder sair, ter uma vida social como eles.
    Tem alguma lei que obriga eles me ajudarem financeiramente ou revesando comigo em cada final de semana um ficar em minha casa cuidamdo dela?
    Inclusive o tutor dela antes da doenca nao era eu. Ela e deficiente e analfabeta por isso recebe o aux. Doenca.
    Eu so assumi a responsabilidade com ela depois que descobri q ela estava ficando ate sem tr oq comer dm casa pois meu irmao estava gastando o salario dela. Ate sem luz e agua ela ja ficou. Ela recebeu 4.000,00 de heranca do pai dela que foi dividio entre os irmaos dela, a parte dela e gastou tudo na casa dele. Sera que ele pode ser obrigado a devolver este dinheiro? Pois eles nao me pergunta nem se tem alimento, fralda e remedio pra nossa mae.
    Aguardo resposta e muito obrigado.
    Carta aos Efesios cap. 6 vers. 2,3 diz: honra teu pai e tua mae que e o primeiro mandamento sagrado.

  • 0
    D

    dinahz Segunda, 22 de julho de 2013, 2h38min Editado

    Admilson

    Você pode entrar com uma ação na justiça, para seu irmãos ajudar a pagar uma uma Cuidadora ou uma boa Casa de Repouso. O que não é aconselhável, pois, o Estado oferece apoio para os idosos e cuidadores. Se seus irmãos não tiverem condição financeira para ajudar, a sua mãe poderá ser encaminhada para um Lar de Idosos do Estado.

    Entendo que o salário mínimo que sua mãe recebe deve cobrir as despesas com fraldas, remédios e alimentação.

    "E trabalhadores que, por motivos de doença, se aposentaram por invalidez e precisam de acompanhamento podem requerer nos postos do INSS um adicional de até 25% sobre o valor de seu benefício, o chamado auxílio acompanhante. A Previdência já reconhece o direito do acréscimo a segurados que comprovarem necessidade de assistência permanente de cuidador, seja ele parente ou não." Procure a previdência e se informe.

    O SUS fornece gratuitamente todos os remédios que o médico receitar para idosos carentes.

    Você colherá os frutos de suas ações e seus irmãos colherão os frutos das ações deles.

  • 0
    S

    SulaTeimosa Suspenso Segunda, 22 de julho de 2013, 23h31min

    Se sua mae estava invalida quando recebeu a tal herança, e seu irmão era o único que viva com ela, sendo notorio a todos que era ele quem cuidava dela, vc pode requerer na justiça uma prestação de contas daqueles 4mil.

  • 0
    A

    Admilson Araujo Terça, 23 de julho de 2013, 20h32min

    Dina e Sula, muito obrigado pela forca ok. Sei disso, quem precisa ver oq eu faco, ja esta vendo. Deus sabe todas as coisas. E uma pena irmaos estarem brigando assim. Mas vou fazer oq ne. Valeu mesmo ae.

  • 0
    C

    Cabocla Jandira Quinta, 22 de maio de 2014, 0h40min

    Boa noite , em 05 de maio de 2013, minha mãe sofreu um Derrame Cerebral esquemico, ficou 45 dias internada e voltou para casa com o lado esquerdo completamente adormecido. Na época eu trabalhava com free lance na área de Marketing em uma empresa e as trancos e barrancos consegui conciliar com a ajuda de algumas pessoas que pagamos eu e meus dois irmãos, para ajudar nos cuidados necessários para com ela. Ela precisa de acompanhamento constante, para higiene pessoal, alimentação, medicamentos, troca de fraldas e tem que ser carregada e lavada e colocada na cadeira durante no mínimo 4 horas por dia para evitar problemas pulmonares, feridas no corpo por excesso de permanência na cama... etc... Em 2 de Dezembro de 2013, estava indo com ela para o Hospital Sarah Kubischek para uma consulta para fisioterapia quando ela teve uma crise de infecção na uretra, e deste então, eu tenho cuidado dela sozinha, e meus dois irmãos estavam colaborando com R$ 300,00 cada, como havia terminado de ajeitar meu kitnet e me mudei com ela para o mesmo em outubro de 2013, já que ela morava de aluguel e não teria condições de morar sozinha. Com o dinheiro que os dois estavam colaborando, mais o valor de R$ 500,00 do que sobrou da aposentadoria dela, porque ela sempre fez emprestimos nos fins de ano, no total era R$ 1.100,00. Eu estava conseguindo administrar o pagamento de água, luz, alimentação geral, inclusive a dela que é um pouco diferenciada, comprar material de limpeza e material da higiene pessoal dela para evitar bacterias e possiveis scarias, colocar combustivel e dar manutenção no carro para leva-la para fisioterapias e exames quando necessário. Como também, comprar os medicamentos que tenho que usar para minha artrite reumatóide que infelizmente é uma doença degenerativa, para o problema de coluna que tenho com três picos de papagaios diagnósticados, e medicamento para parar com hemorágias que tenho por causa de um mioma que tenho no útero e iria dar andamento pelo SUS para possivel cirurgia quando minha mãe teve o derrame. Eu tenho até então, mesmo com todos estes problemas de saúde, me esforçado muito para sozinha cuidar dela, mas meu irmão mais velho, resolveu não mais cumprir com suas obrigações e acabou dando margem ao outro irmão que também quer se ver livre deste compromisso. Diante disto e pelo cansaço físico e mental que tenho sofrido, gostaria de saber através de que forma consigo uma ação extraordinária para solicitar ao juiz que os mesmo se responsabilizem a pagar uma cuidadora durante os dias da semana para cuidar dela e com o dinheiro da pensão dela seria para as despesas de higiene pessoal (sabonetes liquidos antibacterianos, oleos especiais para a pele, fraldas etc...) para alimentação etc... e que nos fins de semana um revezamento entre os filhos, sendo que, aquele que se negue de passar o fim de semana com ela, seria responsável por conseguir uma outra cuidadora para cobrir sua presença e cuidados. São seis meses que cuido dela com alguma ajuda, e mais seis meses que cuido sozinha, de segunda a segunda, quando pedi ao meu irmão mais velho que ficasse com ela um fim de semana para que eu pudesse descansar um pouco o corpo e a mente, ele me respondeu que não abria mão de seus fins de semana, o mais novo me falou que psicologicamente não tem condições nenhuma de ficar com ela. Preciso de ajuda, por favor! me digam como devo proceder. Obrigado!
    Obs: Eu não quero pedir para eles voltarem a se responsabilizar para dar o dinheiro, eu quero descansar e me cuidar, o fato deles resolverem deixar de participar pelo menos financeiramente, foi a gota d'água porque na verdade eu estou exausta.

  • 0
    J

    Julianna Caroline Quinta, 22 de maio de 2014, 15h16min

    Vc pode pedir a curatela da sua mãe num processo de interdição e tbm solicitar que os demais filhos dela contribuam mensalmente com um valor X para ajudar nas despesas.
    Procure a Defensoria Pública no Forum da sua cidade e peça atendimento.
    Explique os fatos e diga que precisa da curatela, da interdição da sua mãe e da ajuda financeira dos irmãos seus.
    Boa sorte**

  • 0
    B

    breja Quinta, 22 de maio de 2014, 15h54min

    antes de tudo converse com seus irmão, uma conversa é muito bom , e quando se trata de mãe tudo dar certo. faça isto e vc vai ver tudo dar certo. se não der só na justiça mesmo.

  • 0
    H

    Heverlene Sexta, 21 de novembro de 2014, 17h29min

    Boa tarde!
    Minha mãe é aposentada por invalidez, há um ano ela já mora comigo, pois, onde ela morava tinha muitas escadas e já não podia mais sub-las, mas de uns meses pra cá a situação dela piorou e e la necessita de ajuda 24 horas, não pode ficar sozinha, ela é muito dependente mesmo, então tive que parar de trabalhar para cuidar dela.moramos de aluguel e a renda mensal de meu marido não dá para sustentar a casa, pois, devido a deficiência dela tivemos que comprar um carro para transporta-la. infelizmente não posso contar com as irmãs que tenho, pois, uma delas tem 4 filhos e também mora de aluguel.Portanto gostaria se tem algum auxilio que eu possa adquirir para suprir às necessidades de casa?

  • 0
    Karine Oliveira

    Karine Oliveira Sábado, 10 de janeiro de 2015, 5h19min

    Olá bom dia, meu caso não é diferente minha mãe fico viúva e eu filha mais nova cuidei 1 ano e 3 meses após a morte do Pai sendo que minha mãe tem mais 3 filhos que não estão nem ae peço pra levarem ela ao médico porque trabalho tenho uma filha de 1 ano e meu irmão aposentado não pode fazer nada, os outros 2 também não ajudam em nada R$ como devo proceder minha mãe tem problemas no total vai pra 2 anos que cuido dela sem ajuda alguma me ajudem por favor!

  • 0
    Karine Oliveira

    Karine Oliveira Sábado, 10 de janeiro de 2015, 5h23min

    Onde devo ir e como proceder, e o Juiz olha se temos condições casa própria?? Pq me preocupa saio pra trabalhar e ela fica sozinha e meus irmãos mais velhos filhos legítimos pq eu sou adotada tem condições bemmm melhores que eu não pagam aluguel não tem filho pequeno então por favor ajudem-me
    Obrigada!

  • 0
    R

    Rafael F Solano Domingo, 11 de janeiro de 2015, 20h18min

    Rebeca, vc pode contratar advogado ou se não puder pagar procurar a Defensoria Publica para requerer a participação financeira dos demais filhos ou descendentes de sua mãe, para os cuidados com ela.

  • 0
    T

    tabata soier Segunda, 16 de fevereiro de 2015, 15h19min

    Olá boa tarde minha mãe tem esquizofrenia aguda, eu morro na casa da minha avó paterna de favor e tenho um filho de 2 anos e na minha casa só meu marido trabalha.A família da minha mãe quer que eu ajude ou que ela vem morar na minha casa o que posso fazer? e eles podem abrir um boletim contra mim pro não esta ajudando mesmo não podendo?

  • 0
    R

    Rafael F Solano Segunda, 16 de fevereiro de 2015, 16h32min

    Sua mãe só tem vc de filho? A obrigação de ajudar é de todos os filhos.

    O fato de vc ser desempregada em nada a exime do compromisso de assistir a seus ascendentes se eles estão necessitados.

    Eles não podem registrar BO contra vc uma vez que vc não abandonou sua mãe e nem a maltratou. O que eles podem fazer é recorrer a justiça para pedir sua colaboração financeira, uma pensão, para sua mãe.

    Contudo, vc pode ajudar tentar ver junto ao INSS se sua mãe poderia receber o LOAS, um beneficio devido a incapazes e idosos.

  • 0
    Daniela Vieira Rebello

    Daniela Vieira Rebello Sexta, 25 de setembro de 2015, 1h39min

    ola ...eu gostaria de uma informação. ..cuidei da minha sogra nos ultimos sete anos de vida dela antes disso ela morava sozinha ela tem tres filhos mais dois deles nao queriam ficar com ela entao eu fiquei...porem depois que ela faleceu agora eles querem. dividir a herança e agora o que eu faço. ..pelos anos que cuidei dela sem ajuda nenhuma nao tenho direito a nada? obrigada aguardo resposta

  • 0
    R

    Rafael F Solano Sexta, 25 de setembro de 2015, 9h47min

    Daniela, lamento, mas vc devia ter requerido na época a pensão devida pelos filhos em assistência à mãe deles, agora nada se pode fazer, eles deveriam agir com consciência e lhe dar uma ajuda em recompensa. mas isso não se obriga.

  • 0
    F

    Fernanda Barboza Quinta, 17 de dezembro de 2015, 14h40min

    Boa tarde. Estou com uma dúvida: Minha avó teve vários AVCS, porém não perdeu os movimentos e alimenta-se e caminha normalmente, embora a memória tenha sido prejudicada. Ela tem 3 filhos. Mora sozinha e quer que apenas meu pai cuide dela, desconsiderando um detalhe importante: minha vó não criou meu pai e nunca ajudou em nada, abandonou e ele apenas a conheceu com cerca de 6 anos de idades, porém, meu pai continuou morando e sendo criado pelo pai dele e minha vó nunca contribuiu com nada. Depois de velha, alegando problemas e maior condição do meu pai, ela quer que ele cuide dela. Meu pai tem obrigação jurídica com ela, mesmo tendo sido abandonado?

  • 0
    R

    Rafael F Solano Quinta, 17 de dezembro de 2015, 17h38min

    Ela querer esse ou aquele cuidando dela não faz a menor diferença, todos tem a obrigação de assisti-la, mesmo que não tenha sido criados por ela.

    O pai dele é que o representava até os 18 anos de seu pai e tinha o dever de requerer pensão, se ele não pediu, preferiu suportar sozinho as despesas de cuidar do filho, é problema dele, e hoje não podemos ter absoluta certeza de como tudo se passou entre o casal.

    Portanto, sim, seu pai tem obrigações com ela, se hoje ele é feliz deve isso em parte a ela, pois ela o trouxe ao mundo, de outra forma nem vc existiria.

    Mas o dever é de todos os filhos, não precisam cuidar pessoalmente, podem pagar cuidadores para zelar pela idosa, mas a responsabilidade será de todos.

  • 0
    Ana Luiza Da Conceição Silva

    Ana Luiza Da Conceição Silva Sexta, 12 de fevereiro de 2016, 14h29min

    Minha mãe tem 51 anos está desempregada e não tem onde ficar. Meu irmão mais velho mora com um amigo e eu e minha irmã moramos em uma moradia estudantil da universidade que estudamos. Estou desempregada e minha irmã está em período de experiência no trabalho dela. Eu considero q minha mãe tem algum problema psicológico, pois prefere morar na rua a ficar na casa do amigo do meu irmão. Segundo ela, ele e meu irmão ficam humilhando e xingando ela. Acredito q isso seja verdade, mas dada as nossas condições e o fato de não termos ninguém para nos ajudar, mesmo com toda humilhação ela deveria ficar no meu irmão até eu e minha irmã termos condições de ajudá-la. Ela já passou por muitos traumas(sofreu violência doméstica, se separou do meu pai...). Sempre digo q ela deve procurar tratamento psicológico, mas ela se recusa. A minha dúvida é se nesse caso, eu tenho como interditá-la e buscar algum tipo de assistência do governo( aposentadoria por invalidez ou incapacidade ou outra assistência).