análise software jurídico

Em Abril de 2011 escrevemos sobre softwares jurídicos e analisamos seus pontos fortes. Nesta semana de software jurídico, iremos comparar a evolução de 2011 a 2014 e mais alguns comentários.

Hoje, o CPJ:

Artigo de 2011: 

Não houve artigo sobre o CPJ em 2011.

Análise 2014:

O CPJ é um software pronto, ou seja, não é modular. É vendido na versão desktop, podendo ser acessado remotamente.

O sistema controla processos, controla financeiro de clientes e do escritório, controla agenda do escritório e dos colaboradores, enfim, controla o escritório de uma maneira completa, direta e organizada.

Um dos pontos fortíssimos deste software é concentrar vários controles em um único sistema, pois ele gerencia processos, notas, financeiro, documentos, entre outros, dentro do software de maneira coordenada e unificada.

Questões práticas:

Pontos fortes

* Possui campos de personalização para gestão do negócio;

* Relatórios personalizáveis nos campos existentes do sistema;

* Pode ser utilizado de maneira versátil, em escritórios de pequenos até escritórios de massa (volume acima de 70 mil processos);

Enfim, um produto que pode ser útil ao seu escritório, diante das necessidades existentes.

Contatos gerais do software

Site: http://www.preambulo.com.br

Email: comercial@preambulo.com.br

Telefone: (41) 3595-2900 e 3322-1910

Enfim,

Um sistema completo e com inúmeros benefícios para a gestão do seu escritório.


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria