Geração Y e o trabalho

Segundo pesquisa, a geração Y é mal compreendida no ambiente de trabalho, criando mitos e mistificando trabalhadores que teriam os mesmos anseios que outras gerações.

A pesquisa é relevante, feita em mais de 20 países e com muitos entrevistados.

Vejamos a reportagem:

A chamada “geração Y” (aqueles nascidos entre 1980 e 2000, também chamados de “millennials”) é mal compreendida no ambiente de trabalho, afirma uma pesquisa feita em parceria pela Oxford Economics e a empresa alemã SAP, divulgada nesta sexta-feira (05). Segundo o levantamento, que ouviu 2.718 executivos e 2.872 funcionários em 27 países, algumas aparentes certezas a respeito dessa geração estão se revelando mitos.

Embora muito se fale que os mais jovens se importam menos com dinheiro e mais com outros benefícios, os dois grupos (geração y e mais velhos) acham que a remuneração é o fator mais importante. Na verdade, 41% dos millennials afirmam que um salário melhor aumentaria a lealdade e o compromisso deles com a empresa, contra 38% dos não-millennials.

Quando o assunto é qualidade de vida, a pesquisa novamente subverteu o senso comum. Entre os entrevistados da geração Y, 32% disseram estar interessados na qualidade de vida ao longo da carreira, enquanto no outro grupo o dado foi de 42%.

“A pesquisa pode ter desmistificado algumas questões, porque muita gente acha que o millennials são muito diferentes dos demais e talvez eles não sejam tão diferentes assim”, afirma Marcelo Carvalho, diretor de RH da SAP.

Um ponto em que a pesquisa teria confirmado as percepções dominantes sobre a geração Y foi a necessidade de feedback. Entre os mais jovens, 40% disseram que esperam receber mais retorno dos chefes do que atualmente acontece, enquanto apenas 25% dos mais velhos concordaram com essa afirmação.

Fonte: http://epocanegocios.globo.com/Informacao/Visao/noticia/2014/12/geracao-y-e-mal-compreendida-no-trabalho-diz-pesquisa.html

Os dois pontos trazidos na reportagem são interessantes: Salário e feedback.

Ao meu ver, salário é sempre um ponto relevante e benefícios são benefícios, salários são salários.

Quem não vê assim, está ficando distante não apenas da geração Y, mas de todas as gerações. Foi-se o tempo em que uma cesta alimentação era um diferencial competitivo. Hoje, precisamos da cesta alimentação e de um plano de carreira adequado.

Principalmente em escritórios jurídicos, o salário é visto como o grande diferencial e o que muda esta realidade, mesmo estando atrelado a salário, são os variáveis e um desenvolvimento de crescimento, atrelado ao financeiro.

Em departamentos jurídicos, vejo que alguns conseguem reter talentos com benefícios e salários bons. Somente benefícios não mantém ninguém.

Em relação ao feedback, a realidade é universal ao meu ver: Dos 8 aos 80, todos querem feedback e infelizmente, grande parte dos gestores não sabe como fazer de forma adequada, sempre levando para o lado pessoal assuntos que deveriam ficar no profissional e transformando o momento do feedback numa verdadeira “mijada”.

Feedback é um momento único, porque não dizer mágico, em que o gestor e o colaborador tem um momento de verdade, aquele momento em que pode ser dito de forma aberta, não sentimental, objetiva, racional a forma que o gestor vê o trabalho do subordinado, onde ele pode melhorar e pontos bons que são produzidos e devem ser mantidos. Além disto, é um momento em que o colaborador pode e deve se manifestar acerca do gestor, dando ao mesmo a sua visão da gestão que ele implementa, seguindo as mesmas regras de não sentimentalismo e razão objetiva.

Não é simples, nem fácil, mas extremamente necessário.

Já fez o feedback de 2014? Ainda não? Nunca é tarde, 2015 está iniciando e dentro do ano devem ser criadas oportunidades para que isto aconteça de forma sistemática.

#MãosaObra

____________________________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha

GustavoRocha.com – Gestão e Tecnologia Estratégicas

Celular/WhatsApp/Facebook Messenger: (51) 8163.3333

Contato Integrado: gustavo@gustavorocha.com [Email, Gtalk/HangOut, Twitter, LinkedIn, Facebook, Instagram, Youtube]

Web: http://www.gustavorocha.com

| Aproxime seu celular com aplicativo leitor de Qr-Code e tenha todos meus dados no seu celular na hora! |


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria