Ir direto ao conteúdo

Redes Sociais do Jus Navigandi

  1. ASSUNÇÃO
    18/08/2011 10:10 | editado

    Bom dia!

    Tenho uma dúvida com relação a legalidade do contrato de locação e cessão de espaço em salão de beleza. Em alguns estados já é aceito o contrato desde que chancelado pelo sindicato da categoria, só que não encontrei nenhuma base legal para esse tipo de contrato mesmo entendo que seria a forma correta para o contrato de profissionais que trabalham em salões de beleza, uma vez que esses profissionais ganham comissões elevadas, em torno de 50 a 75% e trabalham com seus próprios materiais, ficando a cargo do dono do salão apenas o espaço.
    Já tramita no congresso um projeto de lei sobre a regulamentação da profissão mas não cita nada com relação a forma de contratação desses profissionais. Por se tratar da atividade fim desse segmento, salão de beleza, minha dúvida é como contratar esses profissionais pois, como funcionários não daria para pagar comissões tão elevadas e isso geraria evasão de mão-de-obra. Como autônomo, não há base legal. Qual a saída para essa situação?
    Agradeço a atenção.
  2. Adriana M Araujo
    18/08/2011 10:31

    Assunaão, se vc não contratará como funcionário registrado em carteira, terá que contratar com serviços de terceiros/prestação de serviços recolhendo 20% de INSS e descontando dos mesmos...para evitar reclamações futuras, ou eles poderão tb se registrar, abrir o próprio CNPJ pelo MEI, que não custa caro e o valor é fixo de 33,25 por mês...
  3. ASSUNÇÃO
    19/08/2011 10:39 | editado

    Bom dia Adrianaaraujo!

    Obrigada por responder.

    Já procurei informações com relação a prestação de serviços terceirizados, o problema é que, é a atividade fim da empresa e não poder haver terceirização. Quanto a MEI, preciso de uma base legal para firmar contrato com os profissionais. Já falei com o contador mas ele não entende muito esse tipo de contrato. A orientação que me deu foi de registrá-los como empregados com salário fixo (piso salarial comerciário) e todos os encargos sendo pagos por eles, pois a empresa não tem como pagar comissão de 50 a 70% e arcar com os encargos. Mas, mesmo assim, ainda tenho dúvidas. O pior é que o tempo passa e eles continuam irregulares, mas risco para a empresa, caso alguém decida reclamar direitos.

    Agradeço sua atenção
  4. Adriana M Araujo
    19/08/2011 10:46

    Assunãão, mesmo que vc registre e eles proprios paguem os encargos, futuramente em uma reclamação a empresa será penalizada, pois o desconto do INSS e FGTS deve ser pago pela empresa, se não ha possibilidade de terceirização vc deverá ficha-los e se não pode recolher sobre a comissão paga, diminua este valor.
  5. ASSUNÇÃO
    13/09/2011 09:19 | editado

    Bom dia!

    Já iniciei essa discussão antes, só que preciso de informações sobre a legalidade do contrato de locação e cessão de espaço em salão de beleza. Em alguns estados já é aceito o contrato desde que chancelado pelo sindicato da categoria, só que não encontrei nenhuma base legal para esse tipo de contrato mesmo entendo que seria a forma correta para o contrato de profissionais que trabalham em salões de beleza, uma vez que esses profissionais ganham comissões elevadas, em torno de 50 a 75% e trabalham com seus próprios materiais, ficando a cargo do dono do salão apenas o espaço.
    Aqui na minha cidade alguns salões trabalham com contrato, outros já foram autuados pelo MT. Segundo um consultor na área seria possivel o contrato se constar no contrato social que a empresa faz locação de espaço. Nunca vi isso. Só uma colocação, a empresa não é minha, sou téc. contábil e o interesse pelo caso é porque a empresa em questão e de uma amiga e ela queria que assumisse a contabilidade, só que tenho receio por desconhecer esse tipo de contrato e os colegas que procurei não souberam me dar informações claras, uns acham que o contrato é válido, outros não.
  6. Adriana M Araujo
    13/09/2011 10:05

    Na área contabil tb nunca ouvi falar da legalidade deo citado, vc deve verificar com um advogado a validade do contrato, ou que algum advogado aqui no forum se pronuncie.

Participe do Fórum

Entre com seu cadastro do Jus Navigandi:

Esqueceu sua senha?

Não tem Facebook e quer participar do Fórum?

Faça perguntas, responda dúvidas e discuta assuntos jurídicos. É fácil e grátis!

JUS NAVIGANDI NAS REDES SOCIAIS