QUE PEÇA NA 2ª FASE E COMO FAZÊ-LA?

cecilia da silva_1 perguntou Sexta, 02 de setembro de 2011, 5h29min

Caros Doutores. Terminei meu curso de Direito numa faculdade muito fraquinha. Como não pude fazer uma muito boa, pois não disponho de recurso nem tempo- trabalho os 2 horários, vou tentar pela segunda vez a prova da OAB. Fui aprovado na 1ª fase da 2010.2, mas não na 2ª. Fico envergonhada, mas abro meu coração: a)1º- não sei q/ matéria escolher p/ fazer a peça da 2ª fase, quando me parece mais fácil Trabalho, Administrativo ou Tributário; b) não sei quantas peças tem cada matéria: Penal, Trabalho etc., e PASMEM! c)não sei usar cada peça, como fazê-las...que vergonha! Estou sendo sincera. Onde posso (site ou outros) obter subsídios para estudar neste diapasão que expus? Sou-lhes muito grata. Cecília

Respostas

13

  • Cavaleiro do Apocalipse

    Cecilia,

    Será preciso comprar (ou estudar numa biblioteca) um livro ou resumo de Processo (Processo Penal, Civil ou Trabalhista), para aprender os procedimentos, que são muitos. Cada procedimento tem lá sua peça adequada no momento adequado.

    Para trabalhar/concretizar as petições bons livros de prática ajudam bastante, mas lembre-se: o conteúdo (fundamentos jurídicos) nunca será igual. O modelo (alguns com pequenos comentários) serve apenas para formatar a peça.

    Em penal recomendo dois:

    Prática Forense Penal: Guilherme de Souza Nucci.
    Editora: Revista dos Tribunais

    Coleção Prática do Direito (Recursos Criminais): Haroldo Paranhos Cardella; Paulo Sérgio de Oliveira.
    Editora: Saraiva.

    Como identificar a peça? Basta saber o procedimento.

    Qual tese jurídica adotar? A tese já vem pronta no problema. Só é preciso identificá-la.

  • cecilia da silva_1

    Agradeço sua indicação, mas acho q/ me sairia melhor em trabalho, adm// ou tributário.
    Vc tem alguma indicação pedrao?

  • Cavaleiro do Apocalipse

    Disseram-me que o Renato Saraiva é bom (prática trabalhista).

    Tributário o Eduardo de Moraes Sabbag tem um livro de prática de 700 páginas.

    Eu não conheço nenhum dos dois.

  • Danilo - SP

    Nossa!
    Adorei a sinceridade da Cecilia.

    E fiquei tocado com maneira com que o Pedrão respondeu. Não julgou, não criticou, respondeu de forma "paterna".

    O curisoso é que as dicas D. Penal direcionadas à ela, irão servir pra mim.

    Obrigado, Cecília - Boa sorte!
    Obrigado, Pedrão
    Continue, são Obras do Arq. Universo.

    danilobelvedere@hotmail.com

  • Weiss

    Renato Saraiva é útil para a OAB, estudei por ele.

    Tem um breve resumo do direito material, o que faz vc lembrar de muita coisa que estudou na faculdade, e alguns modelos e problemas e peças processuais para serem resolvidos.

    Se for prestar o exame para a área trabalhista leia toda a CLT, as súmulas e orientações jurisprudenciais, tenha em mãos a CLT da editora LTR (vem com várias leis que são cobradas no exame de ordem além do conteúdo da CLT).

    Alguns compram um 'vade mecum trabalhista', mas esse é dispensável, além de ser caro, tudo o que vc precisa já vai estar na CLT da LTR.

    Quanto ao procedimento, siga os conselhos do Pedrão, lembrando que para a prova (ná área trabalhista) será indispensável no mínimo uma CLT e uma CF/88.

  • Curioso

    Se eu fosse você faria Processo Civil, pois apesar de um númeo maior de peças para estudar, tendo em vista este grande número, eles pegam mais leve.

  • MARCOS ROGÉRIO FERNANDES GONZALEZ

    A minha intuição é que voçe faça a mesma área que fiz...penal.
    Fiz um habeas-corpus,nem excelente,nem ruim,regular,tanto que obtive uma nota regular...
    mas foi o suficiente para ser aprovado.OK.
    faça e refaça uma petição de habeas-corpus,é na próxima prova será aprovada,com certeza
    absoluta...BOA SORTE!!!DR.MARCOS RJ

  • profpatricia

    Preparação para OAB
    Correção individualizada de peças e questões na área de direito material e processual do trabalho.
    Contato: "profpatricia_oab@yahoo.com.br"

  • Cavaleiro do Apocalipse

    Danilo – SP,

    Boa sorte! Estou torcendo pela sua aprovação, e da Cecília também.

    Talvez até um dia nós sejamos companheiros de Mestrado ou Doutorado aí na PUC-SP, ou em outra instituição.