Respostas

5

  • Ivan Vasconcelos de Carvalho

    Ivan Vasconcelos de Carvalho

    Opa Danielle,


    Boa Tarde!

    Embora, em uma primeira nálise, as duas Ações pareçam, na prática são bem diferentes. A Ação de Cobrança é uma Ação oirdinária, que busca, como a Monitória, a formação de um Título Executivo. ocorre que a Ação de CObrança, por ser ordinária, obedece ao rito de mesmo nome, com aquelas inúmeras etapas já conhecidas (contestação, etc...). Já a Ação monitóriaóbedece ao rito sumário, diferenciado. Nela, a resposta do Réu deverá vir em 15 dias, na forma de Embargos (não confundir com Embargos à Execução, defesa própria da Ação de Execução), em não o fazendo, o Juiz determinará que a Ação seja convolada em Ação executiva, obedecendo aos comandos encravados no Livro II, Título II, Capítulos II e IV do CPC.

    A diferença fulcral no entanto, e ao meu ver, é que a Ação de Cobrança pode ser fundada em qualquer prova, seja testemunhal, documental (até mesmo uma gravação), enquanto que a Monitória será fundada tão somente em prova escrita, p. ex. cheque prescrito, duplicata vencida, etc.

    Espero ter respondido à contento.

    Abraços!!

    Att,

    Ivan

    OBS: Como na Wikipedia, esta resposta é um "esboço", sintam-se à vontada para melhorar.

  • D Rafa

    D Rafa

    Boa tarde caros colegas.

    Um cliente me procurou com o seguinte caso:

    Ele prestou serviços a um empresa e como pagamento recebeu um cheque de um terceiro.
    Ao tentar descontar o cheque, o mesmo foi devolvido 2 vezes por falta de fundo.
    Entrou em contato com a empresa que lhe havia passado o cheque, e a mesma recusou-se a pagar. O chque está prescrito para execução (e é de terceiro).

    Assim , gostaria de uma opinião, o que é melhor:

    a) propor ação de cobrança contra a empresa a quem foi perstado o serviço

    b) propor ação monitória em face do emitente do cheque (terceiro).

    muito obrigado