Entenda o que é necessário para que seja recebida ajuda mensal para o pagamento dos gastos com os cuidados de crianças com microcefalia.

O Benefício de Prestação Continuada foi instituído pela Constituição Federal, artigo 203, e regulamentado pela Lei Orgânica da Assistência Social (L.O.A.S), Lei nº 8.742/13. Essa assistência visa assegurar, entre outros benefícios, um salário-mínimo ao deficiente físico de qualquer idade e também ao idoso com 65 anos ou mais, desde que comprove não conseguir prover seu sustento ou tê-lo provido por sua família.

Esse benefício independe de contribuição à seguridade social, mas é necessário preencher alguns requisitos. Os principais são: a renda mensal familiar não deverá ser superior a 25% do salário mínimo vigente por pessoa que reside na mesma casa. É considerado família o esposo(a) ou companheiro(a), os pais, a madrasta ou o padrasto na ausência dos pais, os irmãos solteiros, os filhos e enteados solteiros e os menores tutelados.

Vale ressaltar que o STF já declarou inconstitucional esse critério para alegar a incapacidade financeira. Por exemplo: se a renda familiar for de meio salário-mínimo por integrante da família, há possibilidade de receber o benefício, mas será necessário que se comprove seu estado através de despesas, estado da moradia, contexto social, entre outros.

O segundo requisito é a perícia médica no INSS. Ela irá comprovar a má-formação do bebê, já que a doença pode gerar deficiências no sistema nervoso central, podendo atrapalhar o desenvolvimento pleno da criança.

No caso dos bebês com microcefalia, a renda familiar fica muito comprometida com o tratamento. Assim, esse benefício ajuda muito, já que, em muitos casos, os pais acabam deixando o seu trabalho para dedicar o seu tempo integralmente à criança.

Para requerer o benefício, é necessário agendar a perícia médica no INSS pelo telefone 135 ou pelo site da previdência social.

Em caso de dúvida para a obtenção desse benefício, procure um advogado especialista em direito previdenciário e informe-se sobre seus direitos.


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Livraria