Ao navegar, você aceita que o Jus use cookies e parcerias para personalizar conteúdo e anúncios. Política de Privacidade

Símbolo do Jus.com.brJus.com.br

ArtigoDestaque dos editores

O método a serviço da criação: uma ferramenta auxiliar para o TCC e a monografia jurídica

Exibindo página 4 de 4

7 - Elementos Gráficos Básicos

Contudo, para iniciar a elaboração ou redação relativas ao Desenvolvimento do Texto, existem várias regras formais a serem aplicadas.

Aqui, por mais aborrecido que tal procedimento possa parecer, é importante observar tais regras, desde o início, de um lado, porque o tempo de adaptação fica mais curto e, de outra parte, porque evita desgaste do(a) aluno(a) e maior perda de tempo quando o Trabalho Acadêmico já esta numa etapa mais avançada do seu Desenvolvimento e se deixa para a última hora, o momento da revisão final para essa adequação.

Os Elementos Gráficos consubstanciam um conjunto de informações padronizadas sobre a apresentação do Trabalho Acadêmico e, por isso mesmo, de difícil assimilação.

Assim, no que tange a esse tema, sem prejuízo de fornecer a origem ou referência dos critérios ou parâmetros fornecidos, parece mais importante que tais informações sejam vistas de forma esquematizada ou panorâmica como forma de facilitar sua consulta ou, mesmo, a memorização de seus aspectos básicos:

Depois de esclarecer que existem diferentes espaços a usar num trabalho, Jamil Ibrahim Iskandar estabelece como critério que o: “Espaço entre o título e o início do texto:  1,5 [...] Espaço entre um parágrafo e outro, sem texto: 1 espaço 1,5.”(ISKANDAR, 2015: p. 89)

Rizzattto Nunes, todavia, discorda desse posicionamento, tanto no que diz respeito ao número, bem como quanto ao tamanho do espaço entre um parágrafo e outro:

Os capítulos novos sempre iniciam-se em folha nova.

[...]

Após o título deixa-se o espaço correspondente a duas linhas em branco.

Os títulos do item e do subitem são postos após duas linhas em branco, contadas do final do parágrafo anterior, e com espaço de uma linha em branco em relação ao primeiro parágrafo.(RIZZATTO, 2013: p. 237)

“Para iniciar parágrafo: praticam-se 7 espaços e inicia-se o texto no oitavo espaço. Isto vale tanto para a digitação como para a datilografia.”(ISKANDAR, 2015: p. _)

Outros assuntos:

O próprio nome do trabalho científico já designa o limite da investigação: monografia [mono=único]. Isto é, o trabalho monográfico deve ter por objeto um único assunto ou tema.

A escolha desse assunto único, contudo, exige certas cautelas e envolve escolhas necessárias para que a finalidade do trabalho seja atingida. A fixação do tema é o primeiro passo importante para o sucesso do trabalho monográfico. (RIZZATTO, 2013: p. 43)

Nesse sentido, são interessantes as considerações de Antonio Carlos Morato ao citar os ensinamentos de Rubens Limongi França e Umberto Eco:

“Uma das lições mais importantes que aprendemos foi a de `não desperdiçar a pesquisa´, lição apreendida do saudoso civilista Rubens Limongi França, haurida também da obra de Umberto Eco, na qual, afirma que, de um trabalho científico, como primeira utilização, é possível extrair `um ou vários artigos científicos ou mesmo um livro (com alguns aperfeiçoamentos)´ e, com o tempo, voltar ao trabalho, para dele retirar material de citação e reutilizar `as fichas de leitura usando as partes que porventura não tenham entrado na redação final de seu primeiro trabalho; as partes que eram secundárias na tese surgirão como o início de novos estudos´, sendo esta a razão pela qual Umberto Eco diz, de maneira bem-humorada que fazer uma tese significa divertir-se, e a tese é como o porco: nada se desperdiça.” (MORATO, 2008: p. 118-119)

Sobre a apresentação perante a Banca Examinadora são interessantes os subsídios trazidos por RIZZATO NUNES, Op. cit., p. 250-256, CAJUEIRO, Roberta Liana Pimentel. Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos. Rio de Janeiro: Best Seller, 2013, p. 133-139 e MORATO, Antonio Carlos. Op. cit., p. 114 e 123 e 124, sendo certo que esse último autor veicula interessantes parâmetros sobre os aspectos motivacionais.


CONCLUSÃO

Referências Bibliográficas

BURSZTYN, Marcel; DRUMMOND, José Augusto; NASCIMENTO, Elimar Pinheiro do. Como escrever (e publicar) um trabalho científico. Rio de Janeiro: Garamond, 2010.

CAJUEIRO, Roberta Liana Pimentel. Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos. Rio de Janeiro: Saraiva-Record, 2013.

DAMIÃO, Regina Toledo; HENRIQUES, Antonio. Curso de português jurídico. 8. ed., São Paulo: Atlas, 2000.

ISKANDAR, Jamil Ibrahim. Normas da ABNT: comentadas para trabalhos científicos. 5. ed., Curitiba: Juruá, 2012.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do trabalho científico: procedimentos básicos. 7. ed., São Paulo: Atlas, 2012.

MELO FILHO, Álvaro. Educação jurídica: premissas para uma revolução sem armas. Revista de Processo, São Paulo: Revista dos Tribunais, v. 29, n. 115, maio/ jun. 2004, p. 309-333.

MORATO, Antonio Carlos. A defesa da monografia de conclusão do curso de Direito. Revista da Faculdade de Direito das Faculdades Metropolitanas Unidas, v. 22, n. 30, 2008, p. 113-126.

NUNES, Rizzatto. Manual da monografia jurídica: como se faz uma monografia, uma dissertação, uma tese. 10 ed., São Paulo: Saraiva, 2013.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho científico. 23 ed., São Paulo: Cortez, 2007.


ANEXO I - TABELA

Elementos Gráficos Básicos

Parâmetro

Padrão

Referência

Comentário

1º Tamanho da Folha

Papel A4 (21 cm X 29,7 cm)

RIZZATO, 2013: p. 37-38

No mesmo, sentido vide ISKANDAR, 2015: p. 81

2º Espaço a utilizar na Folha

Anverso

ISKANDAR, 2015: p. 81

No mesmo sentido, vide RIZZATO, 2013: p.37-38

3º Margens Superior e Esquerda das Folhas

3 cm

RIZZATO, 2013: p. 38

No mesmo, sentido vide ISKANDAR, 2015: p. 81

4º Margens Inferior e Direita das Folhas

2 cm

ISKANDAR, 2015: p. 81

No mesmo sentido, vide RIZZATO, 2013: p. 38

5º Numeração dos Elementos Pré-Textuais

As páginas anteriores ao Texto [ou Elementos Textuais] são numeradas com algarismos romanos minúsculos, na margem inferior da página e centralizados

(ISKANDAR: 2015, p. 53-54)

Exemplo: Capa [0], Folha de Rosto [é contada, porém, não se coloca o número], Folha de Avaliação [ii], Agradecimentos [iii], Resumo [iv], Abstract [v], Sumário [vi]

Em face da numeração diferenciada recomenda-se o uso de arquivo específico para os Elementos Pré-Textuais

6º Numeração dos Elementos Textuais

A numeração é colocada a partir da primeira folha da parte textual (introdução) em algarismos arábicos, no canto superior direito da folha

ISKANDAR, 2015: p. 53

No mesmo sentido, vide RIZZATO, 2013: p. 247

7º Numeração dos Elementos Textuais em relação à Borda Superior Direita

2 cm da borda superior, ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha.”

ISKANDAR, 2015: p. 53

8º Espaço Entrelinhas

1,5 cm

ISKANDAR: 2015, p. 88

Em sentido, diverso se entende que para maior clareza do texto o espaço deve ser duplo, RIZZATO, 2013: p. 240

9º Tipo de Letra para o Texto Principal ou para a redação dos Elementos Textuais [Introdução, Desenvolvimento e Conclusão]

Times New Roman ou Arial

(ISKANDAR: 2015, p. 81 e 90)

ISKANDAR esclarece que: “[...] tem sido comum o uso da fonte Times New Roman [...], pois o Arial deixa enormes espaços entre as palavras, comprometendo a boa apresentação do texto”

10º Tamanho da Letra no Corpo do Texto e nas Citações de até Três Linhas

12

(ISKANDAR: 2015, p. 81 e 90)

“[...] Os mais comuns são o Arial e o Times New Roman. Já o tamanho [...] é o de 12. [...]. O Times New Roman possui formato menor e, por isso, o mais indicado seria o corpo 13 ou 14.” (RIZZATTO, 2013: p. 38)

10º Tipo de Letra nas Citações de até Três Linhas [no Corpo do Texto]

12

(ISKANDAR: 2015, p. 88)

Esta citação pode ser inserida no próprio parágrafo, entre aspas. Se o texto que está sendo transcrito já contém aspas, estas deverão ser transformadas em aspas simples.”(ISKANDAR, 2015: p. 34-35 e 89)

11º Tipo de Letra nas Citações de mais de Três Linhas [no Corpo do Texto] e nas Notas de Rodapé

10

(RIZZATTO: 2013, p. 242)

Aparece com parágrafo separado [...], espaço de entrelinhas simples a 4 cm da margem esquerda do texto e são deixados dois espaços entre o parágrafo anterior e o posterior.” (RIZZATTO, 2013: p. 237)

ANEXO II - MODELOS

116ª sUBSEÇÃO – JABAQUARA E SAÚDE – , DA oab/sp

palestra

HUGO BARROSO UELZE

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

5º espaço

6º espaço

7º espaço

8º espaço

9º espaço

10º espaço

11º espaço

12º espaço

13º espaço

14º espaço

O método como meio de criação: como iniciar o tcc e a monografia jurídica

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

5º espaço

6º espaço

7º espaço

8º espaço

9º espaço

10º espaço

11º espaço

12º espaço

13º espaço

SÃO PAULO - 2016

Casa do advogado da oab jabaquara

Exemplo de Capa do Trabalho Acadêmico não considerada para fins de numeração.

HUGO BARROSO UELZE

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

5º espaço

6º espaço

7º espaço

8º espaço

O método como meio de criação: como iniciar o tcc e a monografia jurídica

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

5º espaço

6º espaço

7º espaço

8º espaço

Projeto de pesquisa apresentado ao Professor Orientador [Nome Completo do Professor] como exigência para elaboração de Monografia do Curso de Direito ou Especialização em Direito [Nome da Matéria, por exemplo, Administrativo ou Constitucional ou Tributário.

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

5º espaço

6º espaço

7º espaço

SÃO PAULO

2016

Exemplo de Folha de Rosto do Trabalho Acadêmico considerada para fins de numeração.

Banca Examinadora

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

________________________________

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

________________________________

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

________________________________

1º espaço

2º espaço

3º espaço

4º espaço

Exemplo de Folha para a Banca Examinadora do Trabalho Acadêmico considerada para fins de numeração.

SUMÁRIO

Introdução2

1. Noções Básicas de Metodologia Científica            4

2. Por que Monografia6

3. Motivação Ferramenta para Transpor Obstáculos          10

4. Da Motivação ao Primeiro Passo        12

4.1 A Utilização do Método     14

4.2 A Redação Não Precisa Seguir uma Ordem Fixa   15

4.3. Elementos Textuais: Os Resumos de Leitura e o Conteúdo das Citações e Notas de Rodapé    16

4.4. Por Que Fazer Citações e Referências        17

5. As Partes do Trabalho Acadêmico     18

5. 1 Elementos Pré-Textuais  18

5. 2 Elementos Textuais          19

5.3 Elementos Pós-Textuais  19

6. Elementos Gráficos Básicos     19

6.1 Espaço de entrelinhas no Corpo do Trabalho ou Texto, nas Citações e nas Notas de Rodapé     20

6.2 Referências e suas Diferentes Espécies       20

6. Conclusão     25

7. Referências Bibliográficas         26

Anexos     27

Exemplo de Sumário considerado para fins de numeração e propositadamente referenciado ao conteúdo do presente trabalho para auxiliar a exposição.

RESUMO

1 espaço

O início de qualquer atividade traz dificuldades e com o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e da Monografia não é diferente. O Trabalho Acadêmico coloca frente a frente limites e potenciais. Daí porque, é preciso conhecer os elementos básicos – ou, no mínimo, os essenciais –, para ultrapassar os obstáculos mais comuns. Na prática, contudo, não é isso que se verifica. O primeiro contato com os critérios da Metodologia Científica costuma trazer um impacto negativo. É preciso, portanto, contornar essa rejeição e compreender que sem a existência de padrões haveria prejuízo à pesquisa e à produção do conhecimento. A Metodologia Científica, todavia, é muito mais do que isso, pois fornece instrumentos catalizadores de ideias. Assim, sem o emprego do Método haveria prejuízo à criação e boas ideias seriam adiadas ou deixariam de ser concretizadas. A Metodologia também evidencia que o conhecimento se divide em fases ou etapas – muitas vezes não lineares –, tais como as de assimilação, reflexão e síntese, a partir das quais se torna possível interagir ou, mesmo, criar. Daí a importância de alcançar o equilíbrio entre a(s) forma(s) e o conteúdo, fator indispensável não apenas ao início, mas também ao desenvolvimento e conclusão de qualquer Trabalho Acadêmico-Científico. Por fim, o objetivo do presente texto é fornecer uma “ferramenta auxiliar” para que o(a) aluno(a) vença os obstáculos mais comuns – o que parece ressaltar a importância da motivação e do acolhimento, sobretudo para os(as) iniciantes nos Trabalho Acadêmico –, e vença o maior desafio em nossas vidas: começar!

Palavras-chave: Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) – Monografia Jurídica – Noções Básicas de Metodologia Científica – Critérios para a Produção de Trabalhos Acadêmicos – A Importância do Acolhimento e da Motivação como fonte de Inspiração – A Escolha e Delimitação do Tema – O Projeto ou Roteiro de Pesquisa – As Partes do Trabalho: Elementos Pré-Textuais, Textuais e Pós-Textuais – As Referências – Citações e Notas de Rodapé – Projeto ou Roteiro de Pesquisa – Meio Dinâmico de Desenvolvimento do Trabalho Acadêmico – Elementos Gráficos Básicos.

Exemplo de resumo e palavras-chaves a ser considerado para fins de numeração

ABSTRACT

1 espaço

The beginning of any activity brings difficulties and the work of Course (TCC) and the Monograph is no different. Work Academic puts face to face and potentials. That is why, we need to know the basics - or at least the essential - to overcome the most common obstacles. In practice, however, it is not what it appears. The first contact with the criteria of scientific methodology usually brings a negative impact. It is therefore necessary to overcome this rejection and understand that without the existence of standards would be subject to research and knowledge production. The Scientific Methodology, however, is much more than that, it provides catalysts instruments ideas. So without the method employment would harm the creation and good ideas would be postponed or cease to fruition. The methodology also shows that the knowledge is divided into phases or stages - often non-linear - such as uptake, synthesis and reflection, from which it becomes possible to interact or even created. Hence the importance of achieving a balance between (s) form (s) and content, which is essential not only the first but also the development and completion of an Academic-Scientific Work. Finally, the objective of this paper is to provide an "auxiliary tool" so that (a) student (a) win the most common obstacles - which seems to emphasize the importance of motivation and welcoming, especially (the) beginners Academic work in - and win the biggest challenge in our lives: begin!

1 espaço

Keywords: Work Course Conclusion (TCC) - Legal Monograph - Scientific Methodology Basics - Criteria for Academic Production - The Home Importance and Motivation as a source of inspiration - The Choice and Delimitation theme - Project or Script research - the Labour Party: Pre-textual elements, textual and Post-textual - the References - Citations and Footnotes - Project or research Roadmap - Half Academic Work Development Dynamic - Elements Graphics Core.

Exemplo de resumo e palavras-chaves em língua estrangeira – preferencialmente em inglês –, a ser considerado para fins de numeração.

Página 4 de 4
Assuntos relacionados
Sobre o autor
Hugo Barroso Uelze

Advogado Militante em São Paulo desde 1991; Bacharel em Direito pela PUC-SP; Especialista em Direito Administrativo pela PUC-SP; Especialista em Bioética pela Faculdade de Medicina da USP; Especialista em Direito Civil pela FMU; Autor de capítulos de livro, artigos de jornal e periódicos jurídicos

Como citar este texto (NBR 6023:2018 ABNT)

UELZE, Hugo Barroso. O método a serviço da criação: uma ferramenta auxiliar para o TCC e a monografia jurídica. Revista Jus Navigandi, ISSN 1518-4862, Teresina, ano 22, n. 5144, 1 ago. 2017. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/59477/o-metodo-a-servico-da-criacao-uma-ferramenta-auxiliar-para-o-tcc-e-a-monografia-juridica. Acesso em: 28 mai. 2022.

Publique seus artigos
Compartilhe conhecimento e ganhe reconhecimento. É fácil e rápido!