Pagar tarifas é bastante desagradável, não é mesmo? Apesar disso, é cada vez mais difícil fugir destas cobranças indesejadas. Saiba o que são tarifas bancárias, como evitá-las, quais as principais tarifas e os serviços que não podem ser cobrados.

Pagar tarifas e taxas é uma tarefa bastante desagradável de se realizar, não é mesmo? Apesar disso, hoje em dia, é cada vez mais difícil fugir destas cobranças indesejadas.

Elas aparecem no seu extrato bancários com nomes diferentes e muitas vezes não sabemos se a cobrança está correta ou não. 

Se você já era ciente dessas taxas ou se ficou ciente agora, pode decidir se quer pagá-las ou tentar um acordo com seu banco.

O que são tarifas bancárias?

A tarifa bancária é um valor que o banco cobra aos seus clientes por um serviço prestado. As principais tarifas bancárias estão na emissão de folhas de cheque, fornecimento de segunda via de cartão, extrato impresso, manutenção de conta corrente, anuidade do cartão de crédito e até mesmo saques bancários.

As instituições financeiras são livres para criar tarifas? A resposta é Não. Desde 2008, a cobrança de tarifas é regulamentada pelo Conselho Monetário Nacional e pelo Banco Central do Brasil.

As instituições financeiras são obrigadas a divulgar as tarifas que cobram, em local e formato visível ao público, nas suas dependências e nas respectivas páginas na internet.

Como evitar tarifas bancárias?

Grande parte dos serviços bancários podem ser gratuitos, principalmente com o uso do internet banking ou mobile banking - embora muitas pessoas não saibam. Alguns exemplos desses serviços são: 

  • Transferências bancárias entre contas do mesmo banco

  • Pagamentos de boletos e contas

  • Abertura de conta poupança

  • Recebimento de cartão de crédito via correio

  • Uso de débito automático.

Os bancos também devem oferecer sem qualquer tipo de custos ou tarifas os serviços abaixo: 

  • 4 saques mensais

  • 2 extratos mensais

  • 2 transferências entre contas da mesma instituição 

  • 12 folhas de cheque por mês 

Quais as principais tarifas?

Para controlar as suas próprias finanças é fundamental saber o que se paga. De seguida confira algumas das principais tarifas cobradas pelas instituições financeiras no Brasil:

  • Segunda via do cartão: para emitir uma segunda via do seu cartão em casos de roubo, perda ou furto (independentemente do cartão ser de crédito, débito ou movimentado)

  • Folhas de cheque: cada folha de cheque a mais do que estiver incluso no pacote de serviços contratado

  • Saques bancários: feitos além do número permitido gratuitamente por mês

  • Anuidade do cartão de crédito

  • Manutenção de conta corrente

  • Transferência de DOC ou TED

  • Impressão de extratos: cada extrato impresso a mais do que a quantidade incluída no pacote

  • Pedido de contra-ordem (ou revogação) e oposição (ou sustação) ao pagamento de cheque

  • Recebimento de depósito identificado

Quais os serviços que não podem ser cobrados?

Muitas pessoas acabam pagando taxas que, na verdade, não deveriam ser cobradas, por desconhecer quais cobranças de taxas são ou não permitidas pelos bancos - seja por utilização de serviços, atualização de cadastro, emissão de boleto, entre tantas outras.

De seguida pode conferir as principais taxas que os bancos não podem cobrar do correntista:

  • Pacotes de serviços essenciais: Os clientes bancários têm o direito de não pagarem tarifas caso optem pelo pacote de serviços essenciais, que fornecem um número limitado de serviços a custo zero.

  • Tarifa de manutenção em conta salário: A tarifa de manutenção em conta salário é expressamente proíbida. Além disso, as instituições financeiras também devem fornecer um cartão magnético, 2 extratos impressos por mês e até 5 saques gratuitos.

  • Tarifa de emissão de carnês e boletos: A cobrança de tarifas para emissão de carnês e boletos, é  proibida pelo Banco Central do Brasil. Sendo assim, o banco não pode repassar para o cliente eventuais custos de emissão de carnês ou boletos de pagamento.

  • Tarifa de abertura de crédito: A TAC é uma tarifa comumente cobrada por instituições financeiras. No entanto, não pode ser cobrada quando o cliente já tem um relacionamento com o banco.

  • Tarifa de atualização de cadastro: É ilegal cobrar aos correntistas tarifas de atualização de cadastro.

  • Cobrança de segunda via de cartão: Não podem ser cobradas tarifas caso a instituição financeira envie novos cartões, ao correntista sem a sua expressa solicitação.

Conclusão

Você acha que está a pagar muito de tarifas e taxas no seu banco? O primeiro passo é entender como você usa a sua conta. Analise bem os extratos dos últimos meses e confira quantos serviços foram utilizados. Liste tudo o que pagou de taxas e tarifas. Depois deve analisar se pode usar um pacote de serviços mais barato, ou até mesmo procurar alternativas em outros bancos. Em último caso, pode tentar ligar para o atendimento do banco e negociar a redução das tarifas e taxas.


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Direitos e Responsabilidades do Jus.

Regras de uso