Esse artigo tem como finalidade expor as consequências positivas que estão ocorrendo no meio ambiente por conta da pandemia.

Introdução:

A pandemia que se alastrou no mundo em 2020 trouxe diversas mazelas para a sociedade entre elas pode-se destacar as que houve muitas mortes por causa do vírus, que as bolsas de valores mundiais desvalorizaram e, resumidamente, ocorreu um efeito domino com repercussões catastróficas. Em meio a tanta tragédia que a população vem enfrentando, o planeta é o que mais se beneficiou dessa terrível situação.

Desenvolvimento:

É notário que a mundo vem, cada vez mais, sendo sobrecarregado por conta das indústrias que surgem no decorrer da globalização constante, assim, sabe-se de que problemas ambientais são inevitáveis. Porém, em 2020 a natureza pode finalmente respirar mais calmamente, infelizmente não foi por consciência dos indivíduos, mas sim graças a uma maléfica doença.

É importante salientar que todos gostariam que os benefícios que ocorram com a natureza ocorresse por outras razoes, no entanto, em meio a tantas noticiais depressivas sobre a realidade humana, é importante tentar ver outros acontecimentos, além das calamidades.

O isolamento social foi uma das meditas fundamentais para que a propagação do vírus diminuísse, logo, pode-se notar que tal situação foi favorável para que houvesse a interrupção dos serviços nas fabricas. Com isso, com as indústrias paradas e a diminuição no transporte privado houve a melhoria na qualidade do ar, as emissões de dióxido de carbono diminuíram em até 25% na China, o equivalente a uma redução global de 6%, de acordo com estudos concretizados pelo Cefet-MG (Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais),

Além disso, na índia o CPCB (o Conselho Central de Controle de Poluição da Índia) analisou uma mudança expressiva na qualidade do ar, que melhorou cerca de 33%, valido ressaltar que esse país suporta mais de um oitavo da população mundial, levando em consideração a taxa de crescimento da população. Em vista disso, os himalaias voltam a ser visíveis no norte do país, algo que não ocorria a mais de 30 anos.

A Itália se tornou um foco preocupante em relação ao covi-19, havendo muitas mortes, logo, esse país aplicou fortes leis de isolamento social e isso resultou, além da diminuição de propagação do vírus, a limpeza do ar e dos canais de Veneza. Dessa maneira, essa região, que se mantem graças ao turismo, tem suas águas menos poluídas, já que houve a diminuição da utilização do transporte marinho e, assim, tal fenômeno não é visto a 60 anos.

Perante algumas das consequências positivas do isolamento social não se pode desconsiderar que há estudiosos que acreditam que esses benefícios são momentâneos, já que, eles acreditam que  após esses complicações causadas pelo vírus, o mundo voltara para o seu ritmo industrial normal.

O professor de Engenharia da UFJF, Cézar Henrique Barra, ressalta que a pandemia pode ocorrer impactos negativos para o meio ambiente, já que as pessoas só estão em casa consumindo, assim, gerando muitos resíduos. Mas, também, Barra diz que as alterações socioambientais podem continuar no período pôs-pandemia. “Esses impactos perdurarão por muito tempo devido ao novo modelo de sociedade que teremos de aprender a viver. Não voltará a ser como antes; a palavra “normalidade” terá que ser relativizada. Teremos que nos adaptar a uma nova ordem, a novas formas de relacionamentos, sejam profissionais ou pessoais. Mais respeito ao planeta e ao próximo.”

Conclusão:

Por fim, nota-se que esse artigo apresentou pontos positivos provenientes da pandemia em âmbito ambiental, logo, deixando entre aberto pensamentos sobre como será realmente o futuro no mundo pôs-pandemia.

Referencias:

UFJF notícias – 24.04.2020



Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pela autora. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0