O mundo pós-pandemia será diferente, setores inteiros precisarão aprender a cuidar, se reinventar para sobreviverem.

Trabalho remoto

Chamamos de trabalho remoto toda prestação de serviços que é feita à distância. Ele pode estar na mesma cidade, em outro país, trabalhar de casa, em um coworking ou viajando o mundo. Home office é um termo emprestado do inglês, usado para descrever o trabalho realizado em casa.

Trabalhar em casa é uma opção que reúne diversas vantagens, em especial para quem mora em uma das metrópoles brasileiras e, por isso, pode residir longe da empresa. Aderindo ao home office, essas pessoas não precisam passar horas no transporte público ou ficarem presos no congestionamento das grandes avenidas, entre outros benefícios.

Em geral, o trabalho remoto compreende três formatos:

Teletrabalho: realizado por funcionários contratados por uma organização.

Empresário home based: aquele que abre uma empresa com sede na própria residência.

Freelancer ou autônomo: conduzido por profissionais liberais que fazem as tarefas em casa.

A partir das décadas de 1980 e 1990, quando a internet e computadores pessoais se popularizaram, trabalhadores e organizações começaram a experimentar o trabalho na modalidade home office.

Mais tarde, a invenção dos notebooks, combinada à maior oferta de redes wi-fi em locais públicos, como cafeterias, favoreceu o seu crescimento pelo mundo.

Atualmente, os profissionais de cidades grandes, médias e até pequenas vivenciam a implantação de coworkings, que são espaços de trabalho compartilhados.

Educação à distância

As aulas online fazem parte do ensino ou educação a distância que é uma modalidade de ensino que acontece totalmente ou parcialmente em ambiente virtual, por meio de vídeos, ebooks e outros materiais digitais.

A UNESCO estima que quase um bilhão de alunos em todo o mundo tiveram que ficar em casa por semanas ou meses. Em diversos países, incluindo o Brasil, universidades e escolas transferiram suas aulas para plataformas online. Dado que os estudantes estarão afastados das salas de aula por tempo indeterminado, é fundamental criar estratégias para garantir que eles possam continuar aprendendo de forma saudável e viável durante a crise.

Como a educação muda o mundo. A educação é uma arma poderosa. Através dela, um cidadão se torna mais crítico, tem mais oportunidades de emprego e melhoria na sua própria qualidade de vida. A importância de aprender para si mesmo é compartilhar os conhecimentos com os outros.

A utilização de equipamentos como computadores conectados à internet e as diversas ferramentas disponíveis, como textos, vídeos e imagens, tudo hiperconectado em único lugar, é uma ótima opção para prender a atenção dos alunos.

Mentoria

A mentoria pode ser entendida como uma espécie de tutoria. O mentor, com mais conhecimento sobre determinada área, auxilia o mentorado, um profissional que deseja desenvolver sua carreira.

Um mentor deve ser um guia que usa de sua vivência para dar os melhores direcionamentos. Para ser um bom mentor é preciso estar disposto a ajudar pessoas que passam por alguma dificuldade e ter paciência para dialogar com elas.

Para o mentor, também é importante exercitar a prática de ouvir a fim de entender as dores do mentorado. A mentoria requer contato e envolvimento, é preciso estar disposto a compartilhar as experiências pessoais que podem servir de guia na busca de soluções para os desafios enfrentados pelo mentorado.

A função da mentoria é o desenvolvimento constante do mentorado por meio do compartilhamento de experiências. Entenda que a mentoria irá te ajudar a alcançar as suas metas de maneira mais específica, já que os conselhos do mentor serão focados em seus objetivos com base em sua carreira. Como os conselhos são bastante específicos, você estará absorvendo apenas dicas que são realmente úteis para você e, consequentemente, a evolução será visível em poucos meses.

Apropriação digital

O mundo virtual é um ambiente imersivo simulado através de recursos computacionais, destinado a ser habitado e permitir a interação dos seus usuários através de avatares (representações personificadas do usuário dentro do ambiente digital). Possuem o conceito de persistência, isto é, o estado de seus objetos se preserva independente da presença do usuário.

As mídias sociais são os meios que garante a comunicação virtual, são os programas instalados no computador ou acessíveis na internet que por meio dos navegadores, permitem seu funcionamento.

Uma comunidade virtual é uma comunidade que estabelece relações através de meios de comunicação à distância. Caracteriza-se pela aglutinação de um grupo de indivíduos com interesses comuns que trocam experiências e informações em ambiente virtual.

Os benefícios do mundo virtual se pode destacar: o acesso a informações, a diminuição de barreiras culturais e territoriais, o desenvolvimento de novas habilidades e competências cognitivas, socioafetivas e tecnológicas, o avanço em trabalho, pesquisas e projetos colaborativos, a interatividade, o e-commerce, a economia de tempo, a possibilidade de fortalecimento de redes de apoio social. A virtualidade atualiza a realidade. Nesse sentido, precisaremos reinventar nossa maneira de ser, estar e agir no mundo, o que sempre foi o desafio de cada geração. Temos recursos mais sofisticados, que exigem o desenvolvimento de outras habilidades para aprender, para relacionar-se, para produzir, para ser feliz, para criar, para elaborar a realidade.

Segundo uma pesquisa da Consultoria Kantar, cada vez mais as pessoas estão buscando soluções digitais. Essa apropriação do online é muito positiva, especialmente em um mundo que caminha para uma agilidade e competitividade crescentes. 

Entre as práticas com maior demanda estão:

  • 34% consultas online
  • 33% cursos online
  • 29% softwares de home office
  • 26% serviços de entretenimento online
  • 21% lives via celular

Profissionais preparados para essa expansão do mercado terão um grande diferencial no médio e longo prazo.

Minimalismo

Minimalismo é a nova palavra da moda, principalmente entre pessoas que já se cansaram do consumismo desenfreado e agora estão prestando um pouco mais de atenção em coisas que o dinheiro não pode comprar, como a satisfação com a vida e a felicidade.

O autoconhecimento necessário à pessoa que adota o minimalismo dá a ela um forte caráter de eficiência. A partir do momento em que você passa a se conhecer melhor, naturalmente, aprimora suas escolhas. Isso leva a um consumo mais eficiente, sem “gordurinhas” no orçamento, e foco total no que é importante para você.

Simplificar suas escolhas não tem nada a ver com empobrecê-las. Entenda o minimalismo como a opção por uma vida mais rica baseada em escolhas inteligentes.

A riqueza de que um minimalista desfruta não está no valor monetário dos itens que compõem seu orçamento. Vale notar que a economia que resulta de boas escolhas permite direcionar uma parcela maior do patrimônio a grandes experiências e ao que realmente tem grande significado à pessoa.

Lifelong learning

Lifelong Learning significa aprendizado constante, ou ao longo da vida. Quando falamos disso, o principal foco é investir em uma educação continuada, não se limitando a um período apenas. Através disso, você pode aumentar seus conhecimentos e aumentar sua forma de aplicar isso à rotina, independentemente da idade ou da forma como a metodologia é passada. Seja qual for o motivo, atualize-se e busque novos conhecimentos sempre.

Um dos segredos da motivação e do aprendizado é sempre encontrar uma forma de colocar em prática o que foi compreendido. Então, sempre tenha em mente uma razão para fazer um curso ou algo do tipo. Mesmo que seja um hobby, é importante saber exatamente o que vai acontecer com aquele conhecimento obtido.

Aprender coisas novas é uma forma de aumentar o valor da pessoa. A maneira como se relacionam com novo conteúdo e como conseguem colocar em prática é transformador. Na vida profissional, pode ser a diferença entre uma promoção ou não.

Uma coisa é certa: todo aprendizado gera valor. E aplicado em conjunto com os seus objetivos isso ganha ainda mais destaque e força. Por isso, sempre busque cursos que possam transformar a sua vida.


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABRÃO, C. Teletrabalho: vantagens e desvantagens na perspectiva de servidores do Instituto Serzdello Corrêa. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 2013.

CASTELLS, M. A sociedade em rede, a era da informação. 2. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999. (Economia, Sociedade e Cultura, v.1).

DE MASI, D. O futuro do trabalho. Rio de Janeiro: Editora José Olympio, 1999.

MELLO, A. Teletrabalho: o trabalho em qualquer lugar e a qualquer hora. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1999.

ZABALLA, Vidiella Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto alegre: Artmed, 1998.


Autor

  • Benigno Núñez Novo

    Canal no youtube: Dr. Benigno Novo https://www.youtube.com/channel/UCLWL2beVzg-Br8lzRzddgGw

    Doutor em direito internacional pela Universidad Autónoma de Asunción, mestre em ciências da educação pela Universidad Autónoma de Asunción, especialista em educação: área de concentração: ensino pela Faculdade Piauiense e bacharel em direito pela Universidade Estadual da Paraíba.

    Textos publicados pelo autor

    Fale com o autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0

Autorizo divulgar minha mensagem juntamente com meus dados de identificação.
A divulgação será por tempo indeterminado, mas eu poderei solicitar a remoção no futuro.
Concordo com a Política de Privacidade e a Política de Direitos e Responsabilidades do Jus.

Regras de uso