Em casos especiais de homicídios premeditados, tais como o caso da Magistrada de Niterói, defendo a pena de morte. Uma nova Constituição Federal promulgada para que os Constituintes determinem:

Julgado o homicida pelo povo, o Tribunal do Júri. Sendo o homicida condenado a morte, a sua pena só poderia ser executada por uma pessoa da família da vítima até o 4.º grau, e a sua eliminação seria exatamente da forma que ele executou a vítima, e se possível com a mesma arma. Não havendo pessoa da família disponível para exercer a faculdade de executar o condenado ele ficaria em prisão fechada aguardando um eventual possível herdeiro nascer ou alcançar a maioridade para manifestar o interesse em executar o condenado.

Assim sendo, mantenho a minha mesma idéia que defendia desde a época da universidade.

Cordial abraço, aos que aprovam e aos que recusam.

Adv. Antonio Gomes

Respostas

42

  • 0
    A

    Adv. Antonio Gomes Sábado, 20 de agosto de 2011, 14h06min

    Leitura exlusiva para o próprio autor, portanto, vedado para terceiro.

    Quem tem boca fala o que quer. Quem tem visão ler o que quer. Quem sente inveja sente porque quer. Por fim, nem sempre querer é poder.

    Adv. Antonio Gomes.
    [email protected]

  • 0
    A

    Adv. Antonio Gomes Quarta, 24 de agosto de 2011, 18h56min

    Segundo Albert Einsten, o mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade.

  • 0
    F

    Fernando Stefanes Rivarola Quinta, 25 de agosto de 2011, 11h44min

    Pois é Dr. Antonio, essa frase do Einstein é aquela mesma história das armas. Elas sem alguém que as manuseie não ferem ninguém, porque o que mata de fato é a pessoa e não ela.

    Nossas leis não são condecendentes, mas o ativismo do STF as transformou em sinônimo de impunidade, é o que penso.

    Saudações.

  • 0
    A

    Adv. Antonio Gomes Segunda, 29 de agosto de 2011, 15h06min

    Olho por olho…e o mundo acabará cego.

    Att.

    Adv. Antonio Gomes.

  • 0
    A

    Adv. Antonio Gomes Quarta, 02 de novembro de 2011, 23h17min

    Após um rápido aprofundamento no tema foi suficiente para revogar meu pensamento a respeito da pena de morte, sendo solidário com todos que são contra. Vale citar o pensamento da Correta Scott King, víúva de Martin Luther King.

    "Mesmo sendo uma pessoa cujo marido e sogra foram assassinados, sou firme e decididamente contra a pena de morte... Um mal não se repara com outro mal, cometido em represália. A justiça em nada progride tirando a vida de um ser humano. O assassinato legalizado não contribui para o reforço dos valores morais."


    Att.

    Adv. Antonio Gomes

  • 0
    L

    Luiz Andriotti Quinta, 03 de novembro de 2011, 11h37min

    Isso é uma vergonha! O proponente do tema me causa espanto não por ser uma "pessoa comum" mas por ser um operador do direito.

  • 0
    A

    Almir Lage - academico Quinta, 03 de novembro de 2011, 11h56min

    Saudações a todos os juristas e não juristas.

    Esse é um tema sobre o qual devemos nos debruçar e analisar todos os seus aspectos.

    Sugiro aos distintos e prezados amigos uma leitura muitíssimo interessante, ao menos isso, pois em muito acrescentaria às nossas inteligências. Refiro-me ao livro de uma ilustre psiquiatra chamada Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva, e seu título rcebe o nome de "Mentes perigosas o psicopata mora ao lado". Link para a livraria FENAC: http://www.fnac.com.br/mentes-perigosas-o-psicopata-mora-ao-lado-9788573029161-FNAC,,livro-506683-2159.html?gclid=CKXYgPXMmqwCFYtR7AodnxlOIQ

    Senhores, eu li e gostei e mudei em muito a minha opinião sobre a aplicação da pena de morte.

    Leiam, não é nada massante, pelo contrário. Espero que gostem... e depois reconsiderem ou não as vossas opiniões, o tema requer pesquisa e reflexão.

    Grato a [email protected]

  • 0
    L

    Luiz Andriotti Quinta, 03 de novembro de 2011, 12h33min

    Almir Lage não vou comprar o livro, na rede achai um download grátis e não irei fazê-lo, mas vi a descrição do livro:

    DESCRIÇÃO

    Quando pensamos em psicopatia, logo nos vem à mente um sujeito com cara de mau, truculento, de aparência descuidada, pinta de assassino e desvios comportamentais tão óbvios que poderíamos reconhecê-lo sem pestanejar. Isso é um grande equívoco! Para os desavisados, reconhecê-los não é uma tarefa tão fácil quanto se imagina. Os psicopatas enganam e representam muitíssimo bem. "Mentes Perigosas" discorre sobre pessoas frias, manipuladoras, transgressoras de regras sociais, sem consciência e desprovidas de sentimento de compaixão ou culpa. Esses "predadores sociais" com aparência humana estão por aí, misturados conosco, incógnitos, infiltrados em todos os setores sociais. São homens, mulheres, de qualquer raça, credo ou nível social. Trabalham, estudam, fazem carreiras, se casam, têm filhos, mas definitivamente não são como a maioria da população: aquelas a quem chamaríamos de "pessoas do bem". Eles podem arruinar empresas e famílias, provocar intrigas, destruir sonhos, mas não matam. E, exatamente por isso, permanecem por muito tempo ou até uma vida inteira sem serem descobertos ou diagnosticados. Por serem charmosos, eloqüentes, "inteligentes" e sedutores costumam não levantar a menor suspeita de quem realmente são. Visam apenas o benefício próprio, almejam o poder e o status, engordam ilicitamente suas contas bancárias, são mentirosos contumazes, parasitas, chefes tiranos, pedófilos, líderes natos da maldade. Em casos extremos, os psicopatas matam a sangue-frio, com requintes de crueldade, sem medo e sem arrependimento. Porém, o que a sociedade desconhece é que os psicopatas, em sua grande maioria, não são assassinos e vivem como se fossem pessoas comuns.

    Fonte: http://www.cantinhodaculturaedolazer.net/2010/04/download-gratis-livro-mentes-perigosas.html

    Mas aonde vc quer chegar? qual sua opinião antes e depois da leitura do livro?

    Psicopatas que são "pessoas do bem" tá cheio por aí, e dai? psicopatas assassinos frios também, ex: bandido da luz vermelha, cumpriu 30 anos de cadeia e quando foi posto na rua tornou a matar e depois foi assassinado... psicopatas deste "naipe" tem que ter pena pepétua...

  • 0
    A

    Adv. Antonio Gomes Quinta, 03 de novembro de 2011, 12h48min

    Desejo veementemente que V.Sa. performe fornicação na imagem de sua própria pessoa.

  • 0
    L

    Luiz Andriotti Quinta, 03 de novembro de 2011, 15h35min

    O que quer dizer "performe" sr. dr. advogado? palavra fora do dicionário portugês!
    V. S. e suas veemencias!

  • 0
    A

    Adv. Antonio Gomes Quinta, 03 de novembro de 2011, 15h56min

    Sequer considerando a prática de conúbio carnal, irei responder e/ou saber.


    Sejamos todos felizes, sempre.

    Att.

    Adv. Antonio Gomes

  • 0
    L

    Luiz Andriotti Quinta, 03 de novembro de 2011, 17h35min

    Ha bom tá explicado!

  • 0
    M

    M.... Quinta, 03 de novembro de 2011, 18h01min

    Resposta ao Dr. Antônio Gomes.

    O Sr. está há um bom tempo batendo na mesma tecla.
    Me deixou muito pensativa, mas vejo que o sr. tem razão. CONCORDO!
    Infelizmente com a Justiça que temos no Brasil, está difícil condenar os bandidos, pois são eles merecedores integralmente dos benefícios da Lei.
    Estou extramente envergonhada com os caminhos que nossas Leis estão tomando.
    Sou cidadã brasileira, mas a cada dia que passa vejo as Leis do meu País tomarem rumo da banalidade, da incompetência, da inversão de valores, da imoralidade e da falta do senso de justiça.
    Infelizmente só inocentes é que vão morrer, mas não faz diferença, porque a pena de morte já existe, só não está aprovada no papel.

    Nossa justiça está tão boa que o Deputado Marcelo Freixo, já deixou o País, foi para Europa.
    Mas nosso Governador não está preocupado com a Segurança do País, somente com a dele, como nosso Representante cabe a ele dignificar nossa Segurança, não brincar de metas para a Segurança, ele dividiu a Polícia.
    Por isso temos policias bons e ruins.
    Foi por isso que a Juíza morreu.

    Lamentável!

    Um abraço.

    M. Reis

  • 0
    R

    Rosana Quinta, 03 de novembro de 2011, 18h46min

    Dr. Antonio.
    Concordo com a pena de morte para alguns casos. O que questiono é sobre quem estaria aplicando a pena de morte no Brasil com tanta corrupção? Muito perigoso continuar bandidos vivos e inocentes sendo executados como bode expiatórios.

  • 0
    A

    Adv. Antonio Gomes Quinta, 03 de novembro de 2011, 20h49min

    Sou solidário, ambos os pensamentos, uma vez que as idéias não são incompativeis entre se, digo, a posição dos cidadãos Pleneta Venus e M. Reis.

    Cordial abraço à todos.

    Adv. Antonio Gomes

  • 0
    F

    Fernando Stefanes Rivarola Sexta, 04 de novembro de 2011, 12h09min

    Caros colegas, enquanto estamos debatendo um assunto que sequer pode ser cogitado dentro do atual sistema, mesmo sendo de suma importância, o nosso país está afundando na lama. Tenho acompanhado alguns noticiários sobre a saúde e fiquei impressionado, está um caos total. As pessoas realmente estão morrendo nas filas dos hospitais. Não há médicos, material e auxiliares. O que há são seguranças, quando alguém se revolta pela falta ou demora (demora mesmo!!) de atendimento, aparecem os seguranças...meu Deus, pra quê segurança em hospital??!! A verdade, me parece, é que discutimos assuntos importantes, mas que fazem parte de um contexto muito maior, de modo que mesmo que fossem solucionados individualmente não surtiriam o efeito desejado. Nossa sociedade é baseada na democracia representativa, agora pergunto: nossos políticos representam o que mais além dos próprios interesses? É uma canalha só, do primeiro ao último. Tudo que é público funciona mal ou não funciona, os tribunais superiores são compostos por juízes indicados por quem? por políticos, os tais representantes, de maneira que estamos manietados, ou rasgamos essa constituição e começamos tudo de novo ou nunca chegaremos ao fundo do poço, isso porque esse poço onde nos enfiaram não tem fundo.

  • 0
    Adv Antonio Gomes

    Adv Antonio Gomes Rio de Janeiro/RJ 122857/RJ Domingo, 14 de junho de 2015, 12h43min

    Ser feliz também é, transferir o que sabe e aprender o que ensina.

  • 0
    R

    RafaeL JUS Quarta, 09 de março de 2016, 13h13min Editado

    Hoje, felizmente, sou absolutamente CONTRA a pena de morte, pois percebi que apenas os PPPPs são escrachados na mídia e presos pela Justiça.

    O que me abriu os olhos foi essa tal Operação Lava Jato (ou seria VAZA Jato?!) da Polícia Federal; a mesma conseguiu escancarar a podridão de nosso sistema Judiciário. (guerra à corrupção uma OVA! Querem é acabar com a Esquerda, como sempre fizeram...)

    É triste ver o Juiz dessa Operação, sob o argumento de que "não há qualquer margem para dúvida", mandar prender, prorrogar a prisão de uma INOCENTE e depois soltá-la sem pedir desculpas pelo "erro" cometido.

    É triste ver uma simples carta motivar a Polícia Federal a investigar João Santana e sua esposa (http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2016/02/leia-carta-que-motivou-23-fase-da-operacao-lava-jato.html), enquanto que a Lista de Furnas continua "esquecida" pelas autoridades.

    É triste ver a esposa e a filha de Eduardo Cunha andarem livremente por aí, enquanto que João Santana e sua esposa estão em prisão preventiva pelo mesmo crime.
    (o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, já pediu para que o Juiz Sérgio Moro processe as mesmas, porém tal Magistrado não está nem aí. Afinal, as "madames" não são Petistas...)

    É triste ver um ex-Presidente da República ser levado COERCITIVAMENTE para prestar depoimento, sendo que não houve descumprimento de Intimação Judicial.

    É triste ver o Aécio Neves ser TRÊS vezes citado na Lava Jato e, numa dessas delações, o Ministério Público mandar arquivar o caso SEM OUVIR A PRINCIPAL TESTEMUNHA (Antonio Carlos D'agosto Miranda).

    É triste ver a Operação Norbert chegar a parentes de Aécio Neves (mãe, irmã, esposa e filha) e, simplesmente, estagnar.
    (aliás, nenhuma delas foi levada coercitivamente para prestar depoimento e/ou teve a casa invadida pela Polícia Federal, rsrsrs...)

    R.I.P mídia e Justiça brasileira! O Brasil está desMOROnado!

  • 0
    R

    RafaeL JUS Quarta, 09 de março de 2016, 13h15min Editado

    Após alguns anos (antes tarde do que nunca), PEÇO DESCULPAS AOS FORISTAS ABAIXO (eles irão entender o porquê):

    -- "Pedrão";
    -- "o Pensador";
    -- "Elisete Almeida";
    -- "Sven";
    -- "Cirus IV" e etc.

    (é incrível ver que uma simples mudança de ideologia política tenha alterado tantas coisas em minha vida... Hoje em dia sou ex-defensor da pena de morte, da redução da maioridade penal, da grande mídia e etc.)

Essa dúvida já foi fechada, você pode criar uma pergunta semelhante.