A importação de mercadorias no Brasil possui inúmeros trâmites para sua regulação, que podem trazer consequências severas caso não sejam realizados.

Tendo em vista as burocracias que permeiam o processo de importação de mercadorias, muitas empresas optam por terceirizar essa atividade, contratando serviços especializados em comércio exterior. No entanto, mesmo com uma empresa intermediadora, é importante que o adquirente possua conhecimentos sobre a área e esteja ciente do que prevê a legislação de cada país.

Um dos casos mais comentados recentemente ocorreu com a Huawei, uma das maiores multinacionais de telecomunicações e equipamentos para redes do mundo. A empresa foi multada em R$1 bilhão pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), no qual, conforme o processo, as atividades teriam sido realizadas por importações irregulares por meio de trading entre 2004 e 2006. 

Confira o artigo completo no blog:http://dito.adv.br/post/Importacao+de+mercadorias+no+Brasil+/28

mercadorias, carga, avião, comércio exterior, importação.


Autor


Informações sobre o texto

Este texto foi publicado diretamente pelo autor. Sua divulgação não depende de prévia aprovação pelo conselho editorial do site. Quando selecionados, os textos são divulgados na Revista Jus Navigandi.

Comentários

0